Projeto Cultura Hip Hop Nas Escolas grava raps de estudantes caxienses

Projeto Cultura Hip Hop Nas Escolas grava raps de estudantes caxienses

Coordenadas pelo rapper Chiquinho Divilas, atividades foram realizadas em cinco escolas de Caxias do Sul

Estudantes de quatro escolas municipais e uma estadual participaram da quarta edição do Projeto Cultura Hip Hop Nas Escolas, do rapper Chiquinho Divilas. Nesta quarta-feira, foram lançadas novas gravações dos estudantes que participaram de mais uma etapa de atividades, concluindo em quatro escolas municipais e uma estadual. As músicas registram o universo dos estudantes, questões sociais e comportamentais, derivadas dos encontros presenciais e virtuais. O resultado desse projeto ganha virtual, no site onde será lançada os raps dos estudantes justamente no seu dia e numa data especial para a cena da Cultura Hip Hop.

As atividades dessa etapa do Cultura Hip Hop Nas Escolas definidas dia 29 de junho na Escola Machado de Assis e seguiram na Tancredo Neves, Senador Teotônio Vilela, Paulo Freire (municipal), e na Escola Estadual Cristóvão de Mendoza em formato híbrido. Com palestras sobre a Cultura Hip Hop, oficinas de rima, além das gravações das músicas, com versos criados pelos alunos, as atividades também incluíram algumas oficinas on-line, acompanhadas pelos professores, contabilizando como atividades pedagógicas, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular.

“Hoje, uma data especial para o Hip Hop, que lá em 1973 foi o berço para os elementos da Cultura Hip Hop, e também Dia dos Estudantes , entregamos para a sociedade e as mensagens e ideias dos estudantes através do Hip Hop. Nada melhor do que consolidar o Hip Hop dentro das escolas ”, disse o rapper Chiquinho Divilas em entrevista ao programa Café & amp; Cultura.
O lançamento das músicas neste 11 de agosto, aproxima o Dia do Estudante à uma data que é referência mundial da cena, quando, em 1973, o DJ Kool Herc realizou uma festa no Bronx que entraria para a história por reunir os quatro elementos da Cultura Hip Hop. A festa organizada por Kool Herc em parceria com sua irmã, Cindy Campbell, é considerada simbolicamente como um “data de nascimento” da Cultura Hip Hop.

Os temas dos raps dos estudantes caxienses falam de contextos contemporâneos e suas vivências, com versos como estes: “Cultura hip-hop e seus conceitos / Musica, desigualdade e preconceito / Desemprego, o rap fala a verdade / Na adolescência, Sexualidade / Falar, quebrar tabu / Somos estudantes de Caxias do Sul / Empreender e aprender na escola / Dando a letra, chegou a nossa hora / Chega de crime, chega de violência / Igualdade, equidade e consciência / Transporte público mais acessível / Questionar tudo isso é nosso compromisso … ”.

Nenhum site onde estas opções são conferidas, ainda outras janelas de conteúdos e informações. Usado também para interatividade, como recurso complementar das atividades de sala de aula, todas estão oficinas virtuais, um histórico do projeto e suas ações.

A proposta de Chiquinho Divilas para o Cultura Hip Hop Nas Escolas também integra sua pesquisa de doutorado desenvolvido Feevale, em Diversidade Cultural e Inclusão Social, onde ele também obteve o título de Mestre. O projeto Cultura Hip Hop nas Escolas também foi vencedor do Prêmio Brasil Criativo 2019 e do Prêmio Educação 2019, promovido pelo Sinpro RS.
O Cultura Hip Hop Nas Escolas é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – LIC Municipal -, com apoio cultural da Fundação Marcopolo e Marcopolo, além de contar com uma parceria de Metadados, Sanmartin, Focco Sistema e Gestão, Neo Tecnologia, Kolosh e Pisani.
Link do Site: https://sites.google.com/view/hiphopescolas
Ouça a entrevista completa aqui.