Oscar 2021: Confira os destaques e os premiados da edição

A anunciado foi marcada por surpresas nos vencedores, diversidade nos indicados e plateia liberada do uso de máscaras.

O dia tão esperado pelos cinéfilos já passou e fortes emoções foram adicionados na 93 ª Edição do Oscar que aconteceu no domingo (25). De um forma bem diferente, como 23 estatuetas do Oscar 2021 Foram entregues aos melhores de 2020 em uma belíssima informação sediada em Los Angeles , não Union Station e no Dolby Theatre , com transmissão simultânea em Paris e também em Londres . Com o número reduzido de participantes na plateia, os presentes foram liberados do uso das máscaras durante o vivo e como apresentações musicais feitas de outros locais respeitando os protocolos sanitários do evento.

“Nomadland” terminou a noite como o grande vencedor faturando três estatuetas. O drama americano foi premiado como Me lhor Filme da edição e diretora ) Chloé Zhao foi agraciada como Melhor Diretora sendo uma segunda mulher a obter este prêmio. Ainda por “Nomadland” Frances McDormand anotou seu nome pela terceira vez na história do Oscar, a atriz já havia faturado em 2019 por “Três Anúncios para um Crime” e em 1997 com “Fargo” .

Já na categoria de melhor ator, Anthony Hopkins foi o escolhido, pegando todos de surpresa. O esperado era que uma academia agraciasse Chadwick Boseman com um prêmio póstumo, mas graças a sua brilhante atuação interpretando um idoso em estágios avançados de demência em “Meu pai” , o veterano das telonas acabou vencendo repetindo seu feito de 1992 quando ganhou por “O Silêncio dos Inocentes”.

Destaque negativo para a Netflix que foi o estúdio com maior número de referências e acabou levando “apenas” sete estatuetas. “Mank” , filme dirigido por David Fincher , foi o longa com maior número de referências e levou só dois prêmios, Melhor Fotografia e Melhor Design de Produção. “A Voz Suprema do Blues” acabou esnobado nas categorias principais em que foi indicado, mas saiu com dois Oscars, o de Melhor Maquiagem e Cabelo e Melhor Figurino. Os outros prêmios do estúdios foram pra “Se algo acontecer Te Amo” como Melhor Curta Animado, “Dois Estranhos Distantes” como Melhor curta-metragem em live action e “Professor Polvo” como Melhor Documentário.

Veja a lista completa dos vencedores do Oscar 2021 nas categorias principais;

MELHOR FILME
– Meu Pai
– Judas e o Messias Negro
– Mank
– Minari
– Nomadland
– Bela Vingança
– O Som do Silêncio
– Os 7 de Chicago

MELHOR ATOR
– Riz Ahmed – O Som do Silêncio
– Chadwick Boseman – A Voz Suprema do Blues
Anthony Hopkins – Meu Pai
– Gary Oldman – Mank
– Steven Yeun – Minari

MELHOR ATRIZ
– Viola Davis – A Voz Suprema do Blues
– Andra Day – Estados Unidos x Billie Holiday
– Vanessa Kirby – Pedaços de Mulher
– Frances McDormand – Nomadland
– Carey Mulligan – Bela Vingança

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
– Maria Bakalova – Borat: Fita de Cinema Seguinte
– Glenn Close – Era uma Vez um Sonho
– Olivia Colman – Meu Pai
– Amanda Seyfried – Mank
– Yuh-Jung Youn – Minari

MELHOR ATOR COADJUVANTE
– Sacha Baron Cohen – Os 7 de Chicago
– Daniel Kaluuya – Judas e o Messias Negro
– Leslie Odom Jr. – Uma Noite em Miami
– Paul Raci – O Som do Silêncio
– Lakeith Stanfield – Judas e o Messias Negro

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
– “Luta por Ti” – Judas e o Messias Negro
– “Ouça minha voz” – Os 7 de Chicago
– “Husavik” – Eurovisão
– “Io Sí” – Rosa e Momo
– “Fale Agora” – Uma Noite em Miami

MELHOR FOTOGRAFIA
– Judas e o Messias Negro
– Mank
– Relatos do Mundo
– Nomadland
– Os 7 de Chicago

MELHOR FIGURINO
– Emma
– A Voz Suprema do Blues
– Mank
– Mulan
– Pinóquio

MELHOR DIREÇÃO
– Thomas Vinterberg – Druk: Mais uma Rodada
– David Fincher – Mank
– Lee Isaac Chung – Minari
– Chloé Zhao – Nomadland
– Emerald Fennell – Bela Vingança

MELHOR ANIMAÇÃO
– Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica
– A Caminho da Lua
– Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca
– Alma
– Wolfwalkers

MELHOR DOCUMENTÁRIO
– Coletivo
– Crip Camp: Revolução pela Inclusão
– O Agente Toupeira
– Professor Polvo
– Tempo

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
– Judas e o Messias Negro
– Minari
– Bela Vingança
– O Som do Silêncio
– Os 7 de Chicago

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
– Borat: Fita de Cinema Seguinte
– Meu Pai
– Nomadland
– Uma Noite em Miami
– O Tigre Branco

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
– “Druk – Mais uma rodada” (Dinamarca)
– “Shaonian de ni” (Hong Kong)
– “Coletivo” (Romênia)
– “O homem que vendeu sua pele” (Tunísia)
– “Quo vadis, Aida?” (Bósnia e Herzegovina)

MELHOR TRILHA SONORA
– “Destacamento de sangue”
– “Mank”
– “Minari”
– “Relatos do mundo”
– “Alma”