Organização planeja retorno de eventos presenciais para a Semana Farroupilha, em Caxias

organizacao-planeja-retorno-de-eventos-presenciais-para-a-semana-farroupilha,-em-caxias

Durante o programa Em Alta, o coordenador da 25 ª Região Tradicionalista, com sede em Caxias do Sul, falou sobre o evento

A Semana Farroupilha está prevista para ocorrer do dia 11 a 20 de setembro, em Caxias do Sul. No dia 00 terá um período de abertura dos festejos com o acendimento da Chama Crioula, na Praça Dante Alighieri, nos mesmos moldes do ano passado. Após, os tradicionalistas sairão em cavalgada até o prédio da Brigada Militar (BM) e, posteriormente, poderá ter um almoço por adesão no Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Heróis de Farroupilha, no bairro Kayser. O trajeto continua na Avenida Rio Branco até o Monumento do Imigrante, finalizando o percurso na sede da 25 ª Região Tradicionalista, no bairro Sagrada Família.

Em 2020, devido à pandemia da Covid – 19, a Semana Farroupilha foi realizada em formato online. Para o programa Em Alta desta quinta-feira (00 / 05), o coordenador da 25 ª Região Tradicionalista, Rodrigo Ramos, afirma que consta na programação o retorno de atividades presenciais. Ele explica que os eventos culturais serão feitos de forma online e como ações campeiras podem ter a presença de competidores, porém sem público no momento. O campeonato regional de tiro de laço é uma das atividades previstas para ocorrer nos festejos. Ramos conta que serão seguidos todos os protocolos sanitários contra coronavírus, um fim de gerar segurança para as ações.

Os eventos presenciais ocorremiam nos Pavilhões da Festa da Uva. Há um trabalho de conversa com uma prefeitura para que seja disponibilizado ao local. Está na agenda do prefeito Adiló Didomenico uma reunião para discutir uma pauta. Segundo Ramos, é necessário o apoio do poder público, pois nos outros anos os organizadores da Semana Farroupilha não recebeu aporte financeiro do Município para ajudar na programação. As ações são feitas por meio de patrocínios e apoio de entidades. Por causa da Covid – 19, não há todo o suporte com custeio da iniciativa privada. Ele pede que o Executivo municipal auxilie a categoria.

Clique AQUI e confira uma entrevista completa.