Mapeamento da Cultura de Caxias do Sul busca cadastrar trabalhadores do setor e espaços disponíveis na cidade

mapeamento-da-cultura-de-caxias-do-sul-busca-cadastrar-trabalhadores-do-setor-e-espacos-disponiveis-na-cidade

Agentes e grupos culturais já podem preencher os formulários virtuais que estão disponíveis no site da Prefeitura

Já está no mapeamento da arte e cultura caxiense , lançado pela Secretaria Municipal da Cultura (SMC) neste mês de setembro. O objetivo do projeto é reunir informações sobre artistas, grupos, agentes culturais e espaços que promovem atividades culturais no município. Com esses dados em mãos, uma massa busca integrar e dar visibilidade para a cultura local, além de pautar como estratégia de gestão sobre como e onde empregar recursos, parcerias articulares e implementar ações.

O mapeamento é destinado tanto para as iniciativas públicas quanto às privadas da cidade e região. O projeto será realizado em três etapas. A primeira é a localização de agentes culturais, artistas e expressões culturais. Para executar esta ação, um SMC conhecido um formulário de pesquisa para alcançar o maior número de pessoas e expressões culturais no município. Essa pesquisa virtual, gerará conteúdo para o município alimentar e consolidar com maior precisão uma plataforma digital.

Após a coleta das informações, terá início a segunda etapa aonde está prevista a implementação de uma plataforma digital que deve ser disponibilizada no próximo ano. Nesse canal digital o cidadão poderá obter informações atualizadas da cultura caxiense e conhecer as opções que uma cidade oferece (diversidade cultural, agentes, espaços, etc).

Já a última etapa compete à manutenção, atualização e difusão do sistema, além de levantamento de indicadores, que pode ser considerado diagnóstico para gestão municipal da cultura.

Em entrevista ao programa Café & amp; Cultura, diretora-geral da SMC, Magali Quadros, afirmou que o mapeamento será um subsídio importante para promover e fortalecer o cenário da cultura local. “Vai ser uma grande pesquisa de levantamento de dados e indicadores pra que se possa pensar nas políticas públicas de maneira mais eficiente, realista, sabendo exatamente qual é a realidade do município. Saberemos onde estão os pontos mais frágeis, os pontos que foco maior atenção para fazer ações especiais pra que se possa aprimorar, fomentar e desenvolver o setor ”, explicado. Confira a entrevista em “Ouvir Notícia”.

A ideia é que os formulários fiquem disponíveis de forma permanente, para que os agentes culturais se atualizem conforme as informações sempre que necessário. Magali também afirmou que a Secretaria faz uma busca ativa dos profissionais e grupos da cultura para que se possa coletar o máximo de informações possíveis. Clique AQUI para acessar os formulários.

intranet/userfiles/noticias/463db853da7523f7f5d28ec50ed6b700.mp3