Artista maranhense Romildo Rocha está em Caxias para criar mural no Instituto SAMbA

Além da residência artística, o designer também participará de atividades com estudantes municipais, de conversas sobre artes urbanas e ações de inclusão social

O artista plástico Romildo Rocha chegou nesta segunda-feira a Caxias do Sul para participar do projeto Samba Território-Residência, do Instituto SAMbA. A partir desta terça-feira ele começa a trabalhar num painel na sede do Instituto.
Vindo de São Luís do Maranhão, Rocha tem um trabalho inspirado na Cultura Popular, na xilogravura e no cordel, referências estéticas nordestinas que carrega para seu trabalho como designer e muralista.

“Quando posto obras minhas nas redes sociais recebo muitos retornos dizendo da emoção dessas pessoas com aquilo que o trabalho mostra. E a arte tem também esse objetivo de transportar as pessoas, de provocar lembranças. Quando a gente fala em cultura popular tem que ter muita responsabilidade. Não dá para fazer por fazer, pois aquilo representa a vida das pessoas”, disse Rocha em entrevista ao programa Café & Cultura desta segunda-feira.

Em sua proposta, o Projeto Samba Território-Residência inclui os estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Ester Justina Troian Benvenutti. Nas atividades das aulas de Arte realizadas, os alunos do nono ano estudaram a obra de Rocha e participarão de um encontro on-line com o artista. 
Os artistas urbanos caxienses Fernanda Rieta e Maurício Pesk, que integram o Coletivo Rua, grupo ligado às artes urbanas locais, também participam do projeto. Eles também contribuirão para a produção de fanzines, que farão um registro dessa residência artística. Os zines serão distribuídos de forma gratuita para a comunidade. O material conterá entrevistas e registros escritos e visuais do projeto.

Depois da vinda de Romildo Rocha, em outubro o Instituto SAMbA deve receber o artista pernambucano Bozó Bacamarte para uma nova residência artística e ações educativas e sociais. O projeto é financiado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul, com o apoio cultural das empresas Randon, Fundação Marcopolo, Banco Moneo, Neobus e MG Terminais Rodoviários. Conta ainda com o apoio da Rodoviária de Caxias do Sul.

Confira a entrevista completa com Rocha aqui.

 

Link para notícia no site Tua Rádio