projeto-de-robotica-do-instituto-elisabetha-randon-(ier)-recebe-aporte-de-r$-235-mil

Projeto de robótica do Instituto Elisabetha Randon (IER) recebe aporte de R$ 235 mil

Programado o Futuro foi beneficiado com destinação de ICMS por meio do Programa Pró-Social RS

O Instituto Elisabetha Randon (IER) recebeu, na última segunda-feira (02/10), comitiva do Programa Pró-Social RS, ligado à Secretaria Estadual de Assistência Social, que é também responsável pela gestão de programas sociais através de parcerias público privadas. O secretário de Assistência Social, Beto Fantinel, acompanhado do deputado estadual Carlos Búrigo (MDB) e demais membros da comitiva, conheceram o Programando o Futuro, projeto de robótica, realizado junto ao Programa Florescer, que recebeu cerca de R$ 235 mil em abril por meio do programa estadual.

Estiveram presentes, ainda, o presidente da Randoncorp, Daniel Randon, o CEO da Companhia, Sérgio L. Carvalho, e o diretor de Inteligência de Mercado e Estratégias de Negócio e Relações Institucionais, Joarez José Piccinini.

O Pró-Social permite que empresas apliquem parte do ICMS diretamente a projetos sociais. O valor liberado para o projeto Programando o Futuro foi direcionado pela Randoncorp. O montante será utilizado para o custeio da iniciativa no decorrer de 12 meses, o que inclui pagamento de materiais de robótica, pagamento e capacitação de um instrutor.

A parceria com o Pró-Social RS iniciou em 2008, ano em que o Instituto se tornou entidade-âncora do programa Rede Parceria Social. Desde o ano passado, via Lei da Solidariedade, outra iniciativa do IER, as oficinas e estudos de robótica educacional foram ampliadas, chegando a todos os usuários do Programa Florescer. As atividades do Programando o Futuro integram o cronograma diário das crianças e adolescentes dos dois núcleos do Programa Florescer localizados junto à Randoncorp e a Frasle Mobility, em Caxias do Sul.

Com a renovação de recursos, o projeto continuará a atender 340 crianças e adolescentes, com idades de 6 a 15 anos, em situação de vulnerabilidade social que utilizam os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos propostos pelo Programa Florescer em Caxias do Sul.

O Programando o Futuro utiliza método de aprendizagem focado na pesquisa, descoberta e construção de robôs. Para isso, são usados kits de montagem com peças variadas, como motores, engrenagens, rodas, eixos e circuitos eletrônicos. Imersos em conceitos matemáticos e de informática, os grupos potencializam o raciocínio lógico e a investigação científica. 

Conforme a diretora-presidente do IER, Maurien Randon Barbosa, a renovação do termo de compromisso para 2023 representa a continuidade de uma parceria que deu certo entre entidade, empresas e governo do Estado. “O Pró-Social é um mecanismo legal muito importante, pois permite que organizações que de fato realizam o trabalho proposto, sejam beneficiadas. E é uma segurança para as empresas que destinam seus impostos e para o Estado, de que os recursos destinados serão bem empregados.”