Pelo quarto ano consecutivo, Hospedagem Solidária acolherá pessoas em situação de rua, em Caxias do Sul

pelo-quarto-ano-consecutivo,-hospedagem-solidaria-acolhera-pessoas-em-situacao-de-rua,-em-caxias-do-sul

Ação inicia nesta quarta-feira (19) e segue até 04 de setembro. Acolhimento será no salão da Paróquia de Lourdes.

Pelo quarto ano consecutivo, a Diocese de Caxias do Sul, por meio da Pastoral da Pessoa em Situação de Rua irá promover a Hospedagem Solidária. A iniciativa visa oferecer um espaço para que as pessoas em situação de rua possam passar a noite em um local aquecido e protegido das baixas temperaturas durante os meses de inverno.

O acolhimento vai iniciar nesta quarta-feira (19) e segue até 04 de setembro, no Salão da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. O espaço poderá receber cerca de 35 homens por noite, mas o número máximo de pessoas acolhidas depende de uma autorização que será emitida pela Prefeitura.

Por meio de parcerias com a Fundação de Assistência Social (FAS), com o projeto Médicos de Rua e com voluntários, além do acolhimento, a iniciativa visa fornecer duas refeições por dia – janta e café da manhã –, acompanhamento de saúde, e encaminhamentos como confecção de documentos, recuperação do contato com a família, direcionamento para vagas no mercado de trabalho, entre outros.

Conforme a coordenadora da Pastoral da Pessoa em Situação de Rua, Maria Teresinha Mandelli Grasselli, em quatro anos a Hospedagem Solidária auxiliou diversas pessoas a saírem da situação de rua. “Nós gostaríamos que ninguém ficasse na rua. Mas, por meio desse gesto de acolhida, muitos deles já retornaram para suas casas, para suas cidades, para suas famílias. Então, esse acompanhamento junto com as parcerias que nos temos, é fundamental essa rede de apoio para que eles sintam que estão sendo cuidados e que esse acompanhamento é fundamental para a vida deles para saírem dessa situação”, afirmou.

 

Cuidados de prevenção à Covid-19

Conforme Teresinha Mandelli, todos os cuidados e protocolos de prevenção à Covid-19 serão seguidos durante a Hospedagem Solidária. Ao chegarem ao local, os acolhidos terão as mãos higienizadas e receberão uma nova máscara de proteção. Antes de ingressar no espaço as pessoas passarão por uma avaliação de saúde realizada pelos Médicos de Rua.

Os acolhidos também receberão um chinelo de dedo para substituir os calçados que serão embalados em sacos plásticos. As camas também terão o distanciamento de 1 a 2 metros, bem como o distanciamento nas mesas será observado durante as refeições. Todos os itens utilizados também serão higienizados a cada dia.

Os voluntários também estarão equipados com toucas, máscaras, propés e luvas para evitar a propagação do vírus. O número de pessoas que irão auxiliar nas acolhidas também será reduzido para evitar aglomerações.

“A nossa preocupação com o cuidado é algo que a gente não pode abrir mão”, explica Tere Mandelli.
 

Como ajudar

A Hospedagem Solidária sempre foi mantida com o auxílio da comunidade que, por meio de doações, há quatro anos ajuda a manter o serviço de acolhimento das pessoas em situação de rua. Segundo Tere, os itens mais necessários são roupas masculinas – agasalhos, tênis, meias, cuecas – e também itens de higiene e proteção como máscaras e álcool líquido 70%.

A comunidade também pode auxiliar com a doação de alimentos que são utilizados na preparação do café da manhã e janta. Porém, Tere afirma que os alimentos serão solicitados conforme houver necessidade.

As doações podem ser entregues diretamente na secretaria da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, que está localizada na Rua Angelina Michielon, nº 936, no bairro Lurdes. O telefone para contato é (54) 3222-1636.

Confira a entrevista com Teresinha Mandelli em “Ouvir Notícia”. 

intranet/userfiles/noticias/68c10042b8f22ac91eb56390a5d19c5c.mp3