Mão Amiga lança moeda solidária que vale uma refeição no Restaurante Popular

mao-amiga-lanca-moeda-solidaria-que-vale-uma-refeicao-no-restaurante-popular

Objetivo da ação é que as pessoas adquirem moedas para que sejam entregues às pessoas que pedem dinheiro nas sinaleiras

A associação Mão Amiga lança quarta -feira (25) um projeto para a comercialização de moedas solidárias para serem entregues às pessoas que solicitam dinheiro nas ruas. A moeda corrente direito a uma refeição no Restaurante Popular.
O intuito é possibilitar que as pessoas que pedem ajuda nas sinaleiras e nas ruas sejam encaminhadas para serviços especializados de atendimento, para que elas possam, além da refeição, receber orientações e encaminhamentos direcionados. Assim, a população não estará contribuindo apenas com dinheiro, o que pode dificultar que as pessoas que precisam de ajuda mudem sua condição de vida.
A Moeda Mão Amiga está disponível para a venda em diversos pontos da cidade ao valor de R $ 1. O idealizador do Projeto Mão Amiga, frei Jaime Bettega explica que a iniciativa é uma parceria entre a associação e o Restaurante Popular, que tem capacidade para oferecer 800 refeições por dia: “Junto com a moeda irá um pequeno cartãozinho explicando o endereço do Restaurante Popular e também o horário que ele apode ir ao restaurante. Então, também vai o agradecimento à Secretaria da Agricultura, na pessoa do secretário Rudimar Menegotto, mas também da Segurança Alimentar, o Edson da Rosa, a Cristina Gregoletto e toda a equipe que aceitaram abrir o espaço do Restaurante Popular ”.
Segundo o Mão Amiga, em Caxias do Sul existem, aproximadamente, 100 pessoas solicitando dinheiro nas sinaleiras. O levantamento também aponta que cada pessoa recebe cerca de R $ 200 por dia. Num ano, isto é, em 365 dias, circula R $ 7 milhões e o cenário continua o mesmo. Conforme frei Jaime, um visto da Moeda Mão Amiga ajudando a mudar essa realidade. “As pessoas que se identificam nas sinaleiras merecem o nosso respeito, não cabe a nós julgar. Nós, no entanto, vamos atender a uma demanda que sempre vem nas sinaleiras que é: queremos uma ajuda pra comprar comida. Então, nós vamos dar essa ajuda através de uma moeda. As pessoas vão adquirir as moedas e, nas sinaleiras ao corrigir de dar dinheiro nós vamos dar essa moeda que não vale em nenhum outro lugar. Se uma pessoa para lá no restaurante com dez moedas e quer levar embora dez marmitas, não vai acontecer. Ela vai sentar lá e ela vai almoçar com uma moeda. Nós estamos começando com isso uma mudança cultural e, também, qualificando nossas ajudas ”, salienteou.
As moedas ficarão disponíveis para venda a partir de quarta-feira (25) nos seguintes pontos:
• Adega Dorna
• Ballardin Malhas
• Bazar do Bem
• Confraria da Casa Acabamentos
• Espaço Di Mota Nutrição e Saúde
• Kenpo Sports
• Livraria Rossi
• Minha Farmácia
• Natuflora Produtos Naturais
• Padaria Pão Quente
• Supera Ginástica do Cérebro
. Banca do Schimit

intranet/userfiles/noticias/b40700863ec9b69d5da592c7e150c4be.mp3