Banco de Alimentos de Caxias do Sul precisa de doações

Arrecadação de donativos acentuada queda nos últimos meses diante da demanda crescente

O Banco de Alimentos de Caxias do Sul, que atende cerca de 100 entidades e famílias em situação de vulnerabilidade, está necessitando de doações. A arrecadação de donativos caiu muito nos últimos meses, segundo a própria entidade. Em contraponto, com a pandemia, o número de famílias que passou a buscar auxílio por meio das cestas básicas aumentaram de forma essencial, sobretudo, com o fim do Auxílio emergencial.

Desde o início de 2020 a arrecadação de alimentos passou a ser feita por meio da campanha Caxias do Amor. São diversos pontos de coleta espalhados por supermercados, farmácias e postos de cartas com caixas e carrinhos localizados com o cartaz da campanha. A iniciativa é realizada pela Prefeitura de Caxias do Sul, Mitra Diocesana, Banco de Alimentos, Fundação de Assistência Social (FAS), Câmara de Vereadores, Igrejas Assembleias de Deus, ADCE, entidades do comércio (CIC, Sindigêneros, Sindilojas) e Ceasa Serra .

Nos primeiros meses de 2020 uma campanha teve bastante êxito, mas ao logo do ano, o volume de doações para o Banco de Alimentos teve uma acentuada queda. Somando as doações da campanha e outras obtidas diretamente, em abril de 2020 foram 81 toneladas de alimentos. Em outubro e novembro, foram 27 e 26 tons respectivamente. Em dezembro passado, mês em que há um incremento de doações, a arrecadação foi a metade de abril, ou seja, cerca de 40 toneladas.

Com a campanha Caxias do Amor, as doações podem ser feitas em qualquer dia, pois os pontos de coleta estão de forma permanente nos equipamentos. São todos os tipos de alimentos, principalmente arroz e feijão. Também podem ser entregues produtos de higiene pessoal.

Os supermercados que ainda não têm ponto de coleta e querem aderir à campanha podem fazer contato com o Banco de Alimentos pelo whatsapp (54) 98429 – 6291 ou pelo e-mail bancodealimentos@caxias.rs.gov.br.