Adolescentes do Case confeccionam mais de mil máscaras por mês que são doadas para instituições caxienses

Nesta sexta-feira (15), o Projeto Mão Amiga completa um lote de doações das máscaras

Cerca de 40 adolescentes recolhidos junto ao Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Caxias do sul estão envolvidos em um projeto que confecciona e distribui máscaras para instituições assistenciais do município.

Nesta sexta-feira (15), foi a vez do Projeto Mão Amiga receber uma remessa de máscaras confeccionadas pelos menores infratores que cumprem como medidas socioeducativas. Conforme a assistente social e diretora substituta do local, Marilene Zagonel, os jovens estão engajados na iniciativa: “A gente começou o projeto em março, logo que começou a pandemia, para fazer máscaras para os adolescentes usarem, para os funcionários e para fazer as doações. Tem a máquina lá dentro, tem um agente socioeducador que faz as oficinas juntos com eles. Temos uma boa participação, eles gostam do que fazem e todo o mês a gente vai numa instituição e entrega de 1 mil a 1,5 mil máscaras ”.

Conforme Marilene, esse é um dos projetos desenvolvidos dentro da instituição junto aos jovens que buscam uma nova oportunidade para sair do mundo do crime e das drogas. “Eu vejo recuperação, a gente tem que fazer alguma coisa e nesse momento que a gente pode recuperar eles. Aqui dentro eles são a nossa responsabilidade. O nosso dever é dar uma resposta positiva à sociedade ”, disse a diretora do Case.

Além das oficinas e atividades internas, o Case tem um programa que busca inserir os jovens no mercado de trabalho, por meio de parcerias com empresas do município. A instituição também atende às famílias dos adolescentes com distribuição de Cestas Básicas, quando necessário. Ouça AQUI.