Familiares identificam cadáver encontrado boiando no Rio Pelotas como sendo Patrick Vanz Zotti

No final da manhã desta segunda-feira, 19 de outubro, a equipe da Polícia Civil de Barracão foi acionada por causa do encontro de um corpo às margens do Rio Pelotas. Ao chegar no local, a equipe acionou a perícia para remoção do cadáver.

Como a Polícia Civil estava procurando por Patrick Vanz Zotti, foram chamados parentes que reconheceram o corpo como sendo do desaparecido. Sendo assim, confirma-se a linha inicial de investigação de feminicídio seguido de suicídio.

Segundo o delegado Falcão, os parentes reconheceram Patrick Zotti pelas roupas e pelas tatuagens ainda preservadas no cadáver.
A Polícia Civil vai finalizar as investigações e encaminhar o Inquérito Policial para o Poder Judiciário.

O corpo de Liliane, que era esposa de Patrick, também havia sido localizado boiando no Rio há alguns dias. O homem é suspeito de ter matado ela e depois se jogado junto com o corpo no Rio, com o intuito de cometer suicídio.

No final da manhã desta segunda-feira, 19 de outubro, a equipe da Polícia Civil de Barracão foi acionada por causa do encontro de um corpo às margens do Rio Pelotas. Ao chegar no local, a equipe acionou a perícia para remoção do cadáver.

Como a Polícia Civil estava procurando por Patrick Vanz Zotti, foram chamados parentes que reconheceram o corpo como sendo do desaparecido. Sendo assim, confirma-se a linha inicial de investigação de feminicídio seguido de suicídio.

Segundo o delegado Falcão, os parentes reconheceram Patrick Zotti pelas roupas e pelas tatuagens ainda preservadas no cadáver.
A Polícia Civil vai finalizar as investigações e encaminhar o Inquérito Policial para o Poder Judiciário.

O corpo de Liliane, que era esposa de Patrick, também havia sido localizado boiando no Rio há alguns dias. O homem é suspeito de ter matado ela e depois se jogado junto com o corpo no Rio, com o intuito de cometer suicídio.

Link para notícia no site Tua Rádio

Conheça a proposta de desenvolvimento pessoal da Squad

Serviço de assinatura propõe box mensal com instrumentalização para o empoderamento feminino
Que tal fazer parte de uma comunidade de empoderamento e autocuidado? É isso o que pretende a Squad, o projeto que traz em si um compilado de estudos que farão de “você a melhor versão de si mesma”.
Quer saber como fazer parte desse esquadrão? Então cola na entrevista com Naila Garcia, embaixadora da Squad Box que falou sobre o assunto ao programa Temática nesta manhã.

Confira na íntegra.

Serviço de assinatura propõe box mensal com instrumentalização para o empoderamento feminino

Que tal fazer parte de uma comunidade de empoderamento e autocuidado? É isso o que pretende a Squad, o projeto que traz em si um compilado de estudos que farão de "você a melhor versão de si mesma".
Quer saber como fazer parte desse esquadrão? Então cola na entrevista com Naila Garcia, embaixadora da Squad Box que falou sobre o assunto ao programa Temática nesta manhã.

Confira na íntegra.

Link para notícia no site Tua Rádio

Colégio Cristo Rei retorna às aulas presenciais da Educação Infantil em todos os níveis

Retornam nesta segunda-feira os estudantes dos berçários, maternais e jardins
Seguindo as regras estaduais e municipais, bem como o calendário de retorno presencial as atividades, estipulado pelo governo estadual, o Colégio Franciscano Cristo Rei retoma nesta segunda-feira, 19/10, às aulas presenciais da Educação Infantil, com as turmas dos berçários, maternais e jardins.

Ao contrário do que vem sendo feito com o ensino médio e com o Prés I e Prés II da educação infantil, aos estudantes dos berçários, maternais e jardins, as atividades não ocorrerão de forma simultânea, pois para a idade dessas etapas o modo simultâneo não é o mais indicado. Portanto, os estudantes que optarem por permanecer em casa, receberão atividades desenvolvidas pelas professoras.

Para se adequar às normas, medidas de segurança já foram tomadas a partir da criação do Plano de Contingência para Prevenção, Monitoramento e Controle da Transmissão de Covid-19, e estas, serão seguidas por alunos, funcionários e famílias. Lembramos que quanto ao retorno presencial, as turmas voltam com 50% da capacidade da sala de aula.

Quanto aos demais níveis de ensino (fundamental I e fundamental II), a previsão de retorno presencial, bem como definida em calendário, é para as próximas semanas.

O Colégio lembra que se o município voltar à situação de bandeira vermelha, o mesmo volta a trabalhar somente com ensino remoto, como se tem feito desde 18 de março de 2020, quando se decretou o fechamento das escolas.

Retornam nesta segunda-feira os estudantes dos berçários, maternais e jardins

Seguindo as regras estaduais e municipais, bem como o calendário de retorno presencial as atividades, estipulado pelo governo estadual, o Colégio Franciscano Cristo Rei retoma nesta segunda-feira, 19/10, às aulas presenciais da Educação Infantil, com as turmas dos berçários, maternais e jardins.

Ao contrário do que vem sendo feito com o ensino médio e com o Prés I e Prés II da educação infantil, aos estudantes dos berçários, maternais e jardins, as atividades não ocorrerão de forma simultânea, pois para a idade dessas etapas o modo simultâneo não é o mais indicado. Portanto, os estudantes que optarem por permanecer em casa, receberão atividades desenvolvidas pelas professoras.

Para se adequar às normas, medidas de segurança já foram tomadas a partir da criação do Plano de Contingência para Prevenção, Monitoramento e Controle da Transmissão de Covid-19, e estas, serão seguidas por alunos, funcionários e famílias. Lembramos que quanto ao retorno presencial, as turmas voltam com 50% da capacidade da sala de aula.

Quanto aos demais níveis de ensino (fundamental I e fundamental II), a previsão de retorno presencial, bem como definida em calendário, é para as próximas semanas.

O Colégio lembra que se o município voltar à situação de bandeira vermelha, o mesmo volta a trabalhar somente com ensino remoto, como se tem feito desde 18 de março de 2020, quando se decretou o fechamento das escolas.

Link para notícia no site Tua Rádio

Ecobags da Engenharia Solidária podem ser enviadas para todo o Brasil

A iniciativa visa arrecadar fundos para viabilizar as ações do Projeto
Ecológicas, acessíveis e de bom gosto. Assim são as sacolas retornáveis, ou ecobags, que o Projeto Engenharia Solidária comercializa para arrecadar fundos para viabilizar as ações em prol da causa animal. Com estampa de pets, o produto agora pode ser enviado para todos os estados do Brasil, aumentando, portanto, o alcance da ação e as possibilidades do Projeto. Os modelos das sacolas podem ser conferidos nas redes sociais da Engenharia.

Além de preservarem o meio ambiente, já que substituem as sacolas plásticas descartáveis, as sacolas retornáveis colaboram com a viabilização das castrações de animais em vulnerabilidade. A Engenharia Solidária utiliza o valor arrecadado com a venda do produto para a castração destes animais.

Entre outras ações do Projeto estão a coleta de resíduos eletrônicos, que ocorre a cada mês em pontos estratégicos da cidade. A iniciativa além de dar o devido fim para materiais eletrônicos e eletrodomésticos da linha branca, também angaria fundos para as castrações de cães e gatos. Já a coleta de tampas plásticas é outra frente do grupo de voluntários. Aqui o material também gera renda para a iniciativa, todavia, para a compra de ração que será repassada.

A coordenadora do Projeto, Rejane Rech, falou sobre a novidade das ecobags em entrevista ao programa Temática. Acompanhe.

A saber: as sacolas são comercializadas pelo valor de R$ 18,00 + frete e podem ser encontradas em duas lojas de Caxias do Sul: Livas (subsolo do Zaffari da Rua Vinte de Setembro) e Fruto da Prata (Av. Júlio de Castilhos, n° 2406, sala 24, Galeria São Pelegrino). Para quem mora em outras cidades ou até em outros estados, o contato é via WhatsApp no (54) 99644.9772.

A iniciativa visa arrecadar fundos para viabilizar as ações do Projeto

Ecológicas, acessíveis e de bom gosto. Assim são as sacolas retornáveis, ou ecobags, que o Projeto Engenharia Solidária comercializa para arrecadar fundos para viabilizar as ações em prol da causa animal. Com estampa de pets, o produto agora pode ser enviado para todos os estados do Brasil, aumentando, portanto, o alcance da ação e as possibilidades do Projeto. Os modelos das sacolas podem ser conferidos nas redes sociais da Engenharia.

Além de preservarem o meio ambiente, já que substituem as sacolas plásticas descartáveis, as sacolas retornáveis colaboram com a viabilização das castrações de animais em vulnerabilidade. A Engenharia Solidária utiliza o valor arrecadado com a venda do produto para a castração destes animais.

Entre outras ações do Projeto estão a coleta de resíduos eletrônicos, que ocorre a cada mês em pontos estratégicos da cidade. A iniciativa além de dar o devido fim para materiais eletrônicos e eletrodomésticos da linha branca, também angaria fundos para as castrações de cães e gatos. Já a coleta de tampas plásticas é outra frente do grupo de voluntários. Aqui o material também gera renda para a iniciativa, todavia, para a compra de ração que será repassada.

A coordenadora do Projeto, Rejane Rech, falou sobre a novidade das ecobags em entrevista ao programa Temática. Acompanhe.

A saber: as sacolas são comercializadas pelo valor de R$ 18,00 + frete e podem ser encontradas em duas lojas de Caxias do Sul: Livas (subsolo do Zaffari da Rua Vinte de Setembro) e Fruto da Prata (Av. Júlio de Castilhos, n° 2406, sala 24, Galeria São Pelegrino). Para quem mora em outras cidades ou até em outros estados, o contato é via WhatsApp no (54) 99644.9772.

Link para notícia no site Tua Rádio

Maioria do eleitorado marauense é formado por mulheres

Pleito eleitoral acontece no dia 15 de novembro
A eleição municipal de 2020 acontece no dia 15 de novembro. É pouco mais de um mês da data inicial, que seria em 4 de outubro. A mudança se fez necessária em função da pandemia de coronavírus. A situação, inédita, também prorrogou alguns prazos do calendário eleitoral. Neste ano, municípios brasileiros irão eleger prefeitos e vereadores. Em Marau, três candidatos disputam o cargo de chefe do Executivo. Em ordem alfabética: Antônio Luiz Dallaqua, Iura Kurtz e Valdecir Filippi. Para o Legislativo, nove candidatos serão eleitos.

Nesta eleição, 31.235 eleitores irão às urnas em Marau. Conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral, a maior parte do eleitorado marauense é composto por mulheres: são 16.146 contra 15.089 homens. Em porcentagem, isso significa que Marau tem 51,96% de eleitores mulheres e 48,31% de eleitores homens. A ampla maioria está nas faixas de idade entre 25 e 59 anos, isso em ambos os sexos. O menor índice é entre jovens de 16 e 17 anos, cujo voto ainda é facultativo.

O pleito eleitoral de 2020 terá uma hora a mais do que os processos anteriores. Essa é uma das medidas de segurança em saúde, necessárias em função da pandemia de Covid-19. A eleição será das 7h às 17h, sendo que eleitores com mais de 60 anos terão horário diferenciado para votar. Os idosos devem ir às urnas, preferencialmente, entre 7h e 10h. Nesta condição, com mais de 60 anos, em Marau, são 6.935 eleitores. Lembrando que para pessoas acima dos 70 anos, o voto é facultativo.

Pleito eleitoral acontece no dia 15 de novembro

A eleição municipal de 2020 acontece no dia 15 de novembro. É pouco mais de um mês da data inicial, que seria em 4 de outubro. A mudança se fez necessária em função da pandemia de coronavírus. A situação, inédita, também prorrogou alguns prazos do calendário eleitoral. Neste ano, municípios brasileiros irão eleger prefeitos e vereadores. Em Marau, três candidatos disputam o cargo de chefe do Executivo. Em ordem alfabética: Antônio Luiz Dallaqua, Iura Kurtz e Valdecir Filippi. Para o Legislativo, nove candidatos serão eleitos.

Nesta eleição, 31.235 eleitores irão às urnas em Marau. Conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral, a maior parte do eleitorado marauense é composto por mulheres: são 16.146 contra 15.089 homens. Em porcentagem, isso significa que Marau tem 51,96% de eleitores mulheres e 48,31% de eleitores homens. A ampla maioria está nas faixas de idade entre 25 e 59 anos, isso em ambos os sexos. O menor índice é entre jovens de 16 e 17 anos, cujo voto ainda é facultativo.

O pleito eleitoral de 2020 terá uma hora a mais do que os processos anteriores. Essa é uma das medidas de segurança em saúde, necessárias em função da pandemia de Covid-19. A eleição será das 7h às 17h, sendo que eleitores com mais de 60 anos terão horário diferenciado para votar. Os idosos devem ir às urnas, preferencialmente, entre 7h e 10h. Nesta condição, com mais de 60 anos, em Marau, são 6.935 eleitores. Lembrando que para pessoas acima dos 70 anos, o voto é facultativo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Professor casquense que trabalha em Roma fala da experiência da volta às aulas na Itália

Se preferir, ouça a íntegra da entrevista de Tranquilo Bonamigo no player de áudio desta matéria
Em meados de março deste ano, o mundo ficou perplexo vendo o impacto do novo coronavírus na Itália. O cenário de incertezas mostrava milhares de pessoas morrendo e famílias enterrando seus mortos sem poder se despedir. O governo decretou cancelamento de eventos, fechamento de espaços públicos e isolamento social. Os números começaram a cair em junho e a partir daí, de forma gradual, o ritmo de vida pode começar a ser retomado. Um destes ambientes onde as atividades foram paralisadas, foi o escolar. Reconhecido por ser um espaço de interatividade intensa, as aulas forma suspensas em março e retomadas em setembro. Tranquilo Bonamigo, casquense que mora em Roma e atua como professor de Ensino Religioso para jovens – equivalente ao Ensino Médio no Brasil, conta como a experiência foi vivenciada, quais os erros e quais os acertos da retomada das aulas.

Segundo ele, os protocolos dentro dos educandários são válidos e partem da evolução no conhecimento de como o vírus se propaga. Porém, é fundamental que as medidas de segurança sejam respeitadas em todos os demais ambientes, incluindo o transporte e o familiar. Caso contrário, acontece o que está sendo visto em muitos países, inclusive na Itália, que é o aumento no número de casos mais uma vez. Paralelamente ao alerta, Bonamigo fala que há mais otimismo para este, digamos assim, segundo enfrentamento. A experiência de março preparou os governos, explica ele.

No Brasil, as aulas presenciais também estão sendo retomadas. Alguns estados a mais tempo e outros mais recentemente, como é o caso do Rio Grande do Sul. Em Marau, as escolas particulares retomaram atividades presenciais para os jovens e para as crianças. Da mesma forma, a rede pública tem um calendário de retomada em vigor e ambas seguem o formato chamado de híbrido, que significa aulas presenciais e remotas simultaneamente. O professor, que acompanha as notícias do Brasil, do Estado e da nossa região, reforça que, em seu entendimento e experiência, é possível abrir as escolas e conduzir as aulas de maneira segura, desde que respeitados os protocolos no ambiente escolar e em todos os outros também.

Se preferir, ouça a íntegra da entrevista de Tranquilo Bonamigo no player de áudio desta matéria

Em meados de março deste ano, o mundo ficou perplexo vendo o impacto do novo coronavírus na Itália. O cenário de incertezas mostrava milhares de pessoas morrendo e famílias enterrando seus mortos sem poder se despedir. O governo decretou cancelamento de eventos, fechamento de espaços públicos e isolamento social. Os números começaram a cair em junho e a partir daí, de forma gradual, o ritmo de vida pode começar a ser retomado. Um destes ambientes onde as atividades foram paralisadas, foi o escolar. Reconhecido por ser um espaço de interatividade intensa, as aulas forma suspensas em março e retomadas em setembro. Tranquilo Bonamigo, casquense que mora em Roma e atua como professor de Ensino Religioso para jovens – equivalente ao Ensino Médio no Brasil, conta como a experiência foi vivenciada, quais os erros e quais os acertos da retomada das aulas.

Segundo ele, os protocolos dentro dos educandários são válidos e partem da evolução no conhecimento de como o vírus se propaga. Porém, é fundamental que as medidas de segurança sejam respeitadas em todos os demais ambientes, incluindo o transporte e o familiar. Caso contrário, acontece o que está sendo visto em muitos países, inclusive na Itália, que é o aumento no número de casos mais uma vez. Paralelamente ao alerta, Bonamigo fala que há mais otimismo para este, digamos assim, segundo enfrentamento. A experiência de março preparou os governos, explica ele.

No Brasil, as aulas presenciais também estão sendo retomadas. Alguns estados a mais tempo e outros mais recentemente, como é o caso do Rio Grande do Sul. Em Marau, as escolas particulares retomaram atividades presenciais para os jovens e para as crianças. Da mesma forma, a rede pública tem um calendário de retomada em vigor e ambas seguem o formato chamado de híbrido, que significa aulas presenciais e remotas simultaneamente. O professor, que acompanha as notícias do Brasil, do Estado e da nossa região, reforça que, em seu entendimento e experiência, é possível abrir as escolas e conduzir as aulas de maneira segura, desde que respeitados os protocolos no ambiente escolar e em todos os outros também.

Link para notícia no site Tua Rádio

Subsídios exegéticos para o domingo 25 de outubro

30º Domingo do Tempo de Comum
Evangelho: Mt 22,34-40

Primeira Leitura: Ex 22,20-26

Segunda Leitura: 1Ts 1,5c-10

Salmo: Sl 17,2-3a.3bc-4.47.51ab

Evangelho

Folheando o Pentateuco, principalmente o Êxodo, o Levítico e o Deuteronômio, deparamo-nos com uma infinidade de leis. Algumas parecem absurdas (Ex 21,28ss; Dt 23,10ss), outras violentas (Dt 13), algumas claramente contrárias ao Evangelho (Ex 21,23ss). Todas estas leis, no entanto, ao serem criadas, tinham um objetivo: tornar possível a vivência da fé e a convivência humana. Portanto, as leis eram meios para que os israelitas realizassem sua vocação no amor a Deus e ao próximo.

Com o passar do tempo, porém, perdeu-se o espírito da lei e começou-se a valorizar a lei pela lei, ou seja, o que era meio, virou fim, sem se importar com o objetivo destas mesmas leis, ou seja, as leis se petrificaram na compreensão dos doutores. Os rabinos, preocupados com este emaranhado de leis, fizeram uma síntese. Resultaram, então 365 proibições e 248 prescrições, formando o total de 613 leis. Eles davam a cada lei o mesmo valor. Isto se tornou um peso para o povo, principalmente para os mais pobres e analfabetos, pois lhes era impossibilitado o acesso a tal legalismo complexo (Mt 11,28-30).

Já no AT há tentativas de simplificar e tornar mais viável a vida (Is 1,10ss; 56,1ss; 58,1ss, etc.). Alguns rabinos, mais liberais, tentaram dar alguma orientação que chegasse ao âmago das leis. Hilel dizia que tudo o que não se quer para si, não se deve fazer para os outros. Isto seria o centro da lei. Tudo o mais, na versão dele, seria apenas comentário deste princípio. Este pensamento está muito afinado com Mt 7,12. O problema é que, na compreensão dos rabinos, o próximo era somente o israelita. Os estrangeiros, os ignorantes, os miseráveis não eram seu próximo (Jo 7,49).

Diante deste peso insuportável, que eram as 613 leis e da reiterada tentativa de sintetizar e chegar ao âmago de toda lei, aconteceram inúmeros debates. Aproveitando-se deste momento, um legista quer embaraçar Jesus. Este, no entanto, não olha para as leis como fins, mas dá a elas o seu devido lugar, como o verdadeiro intérprete da lei (Mt 5,17). Baseia-se em Dt 6,5: amor a Deus e em Lv 19,18: amor ao próximo. Neste duplo mandamento, que na realidade é intrinsecamente interligado, subjaz todo espírito da lei, pois deste duplo amor depende toda lei e profetas, isto é, toda Bíblia. Toda revelação bíblica foi dada à humanidade por um só amor: amor de Deus que se expressa no amor ao próximo. Tudo o mais, são maneiras concretas de viabilizar a prática deste amor. Por isto, muito mais do que se preocupar com uma lista infindável de leis e querer saber qual é mais importante, o cristão deve ter em mente: amar a Deus e ao próximo. São Paulo diz: “toda a lei encontra o seu cumprimento nesta única palavra: ‘amarás o teu próximo como a ti mesmo’” (Gl 5, 14). Este amor ao próximo é também o verdadeiro amor a Deus, pois quem ama os filhos, ama o Pai. Quando as leis, como meios, ajudam a viver este amor, elas são boas. Quando já não servem, devem ser abandonadas, como o fez Jesus que transgrediu as leis de pureza e tantas outras leis, como o sábado, alimentos etc.

Relação com Ex 22,20-26

Ainda hoje é muito comum ouvir que, na missa, deve-se falar das coisas do céu e não falar de economia, de salário, de justiça social. Isto, segundo alguns, seria política, coisa que não se trata na igreja. Percebe-se, no entanto, que, ainda no contexto da Aliança (Ex 19-24) a preocupação é bem outra. Amor a Deus deve se expressar no amor aos semelhantes. Principalmente aos mais carentes: estrangeiros, órfãos, viúvas, pobres endividados. A falta de amor a estas categorias afeta diretamente a Deus, pois ele diz: “Se ele clamar por mim, eu o ouvirei, porque sou misericordioso” (Ex 22, 26). O amor a Deus que se expressa no amor ao próximo, segundo a resposta de Jesus, já se encontra ilustrado na relação com as classes menos favorecidas, descritas no Êxodo.

Subsídio elaborado pelo grupo de biblistas da ESTEF

Dr. Bruno Glaab – Me. Carlos Rodrigo Dutra – Dr. Humberto Maiztegui – Me. Rita de Cácia Ló

Edição: Prof. Dr. Vanildo Luiz Zugno

ESCOLA SUPERIOR DE TEOLOGIA E ESPIRITUALIDADE FRANCISCNA

Rua Tomas Edson, 212 – Bairro Santo Antônio – Porto Alegre RS

www.estef.edu.br estef@estef.edu.br facebook.com/estef

Fone: 51-32 17 45 67 Whats: 51-991 07 26 40

30º Domingo do Tempo de Comum

Evangelho: Mt 22,34-40

Primeira Leitura: Ex 22,20-26

Segunda Leitura: 1Ts 1,5c-10

Salmo: Sl 17,2-3a.3bc-4.47.51ab

Evangelho

Folheando o Pentateuco, principalmente o Êxodo, o Levítico e o Deuteronômio, deparamo-nos com uma infinidade de leis. Algumas parecem absurdas (Ex 21,28ss; Dt 23,10ss), outras violentas (Dt 13), algumas claramente contrárias ao Evangelho (Ex 21,23ss). Todas estas leis, no entanto, ao serem criadas, tinham um objetivo: tornar possível a vivência da fé e a convivência humana. Portanto, as leis eram meios para que os israelitas realizassem sua vocação no amor a Deus e ao próximo.

Com o passar do tempo, porém, perdeu-se o espírito da lei e começou-se a valorizar a lei pela lei, ou seja, o que era meio, virou fim, sem se importar com o objetivo destas mesmas leis, ou seja, as leis se petrificaram na compreensão dos doutores. Os rabinos, preocupados com este emaranhado de leis, fizeram uma síntese. Resultaram, então 365 proibições e 248 prescrições, formando o total de 613 leis. Eles davam a cada lei o mesmo valor. Isto se tornou um peso para o povo, principalmente para os mais pobres e analfabetos, pois lhes era impossibilitado o acesso a tal legalismo complexo (Mt 11,28-30).

Já no AT há tentativas de simplificar e tornar mais viável a vida (Is 1,10ss; 56,1ss; 58,1ss, etc.). Alguns rabinos, mais liberais, tentaram dar alguma orientação que chegasse ao âmago das leis. Hilel dizia que tudo o que não se quer para si, não se deve fazer para os outros. Isto seria o centro da lei. Tudo o mais, na versão dele, seria apenas comentário deste princípio. Este pensamento está muito afinado com Mt 7,12. O problema é que, na compreensão dos rabinos, o próximo era somente o israelita. Os estrangeiros, os ignorantes, os miseráveis não eram seu próximo (Jo 7,49).

Diante deste peso insuportável, que eram as 613 leis e da reiterada tentativa de sintetizar e chegar ao âmago de toda lei, aconteceram inúmeros debates. Aproveitando-se deste momento, um legista quer embaraçar Jesus. Este, no entanto, não olha para as leis como fins, mas dá a elas o seu devido lugar, como o verdadeiro intérprete da lei (Mt 5,17). Baseia-se em Dt 6,5: amor a Deus e em Lv 19,18: amor ao próximo. Neste duplo mandamento, que na realidade é intrinsecamente interligado, subjaz todo espírito da lei, pois deste duplo amor depende toda lei e profetas, isto é, toda Bíblia. Toda revelação bíblica foi dada à humanidade por um só amor: amor de Deus que se expressa no amor ao próximo. Tudo o mais, são maneiras concretas de viabilizar a prática deste amor. Por isto, muito mais do que se preocupar com uma lista infindável de leis e querer saber qual é mais importante, o cristão deve ter em mente: amar a Deus e ao próximo. São Paulo diz: “toda a lei encontra o seu cumprimento nesta única palavra: ‘amarás o teu próximo como a ti mesmo’” (Gl 5, 14). Este amor ao próximo é também o verdadeiro amor a Deus, pois quem ama os filhos, ama o Pai. Quando as leis, como meios, ajudam a viver este amor, elas são boas. Quando já não servem, devem ser abandonadas, como o fez Jesus que transgrediu as leis de pureza e tantas outras leis, como o sábado, alimentos etc.

Relação com Ex 22,20-26

Ainda hoje é muito comum ouvir que, na missa, deve-se falar das coisas do céu e não falar de economia, de salário, de justiça social. Isto, segundo alguns, seria política, coisa que não se trata na igreja. Percebe-se, no entanto, que, ainda no contexto da Aliança (Ex 19-24) a preocupação é bem outra. Amor a Deus deve se expressar no amor aos semelhantes. Principalmente aos mais carentes: estrangeiros, órfãos, viúvas, pobres endividados. A falta de amor a estas categorias afeta diretamente a Deus, pois ele diz: “Se ele clamar por mim, eu o ouvirei, porque sou misericordioso” (Ex 22, 26). O amor a Deus que se expressa no amor ao próximo, segundo a resposta de Jesus, já se encontra ilustrado na relação com as classes menos favorecidas, descritas no Êxodo.

Subsídio elaborado pelo grupo de biblistas da ESTEF

Dr. Bruno Glaab – Me. Carlos Rodrigo Dutra – Dr. Humberto Maiztegui – Me. Rita de Cácia Ló

Edição: Prof. Dr. Vanildo Luiz Zugno

ESCOLA SUPERIOR DE TEOLOGIA E ESPIRITUALIDADE FRANCISCNA

Rua Tomas Edson, 212 – Bairro Santo Antônio – Porto Alegre RS

www.estef.edu.br estef@estef.edu.br facebook.com/estef

Fone: 51-32 17 45 67 Whats: 51-991 07 26 40

Link para notícia no site Tua Rádio

Processo de recenseamento para alunos da Educação Infantil inicia nesta semana em Marau

Responsáveis pelos alunos devem entrar em contato com a Secretária de Educação
Inicia nesta quarta – feira, 21/10, o processo de Recenseamento Escolar da Educação Infantil, para o município de Marau. Como explica Simone Costenaro, secretária municipal de educação, o trabalho é realizado anualmente para atualizar dados dos alunos, identificar aqueles que deixaram a rede municipal, identificar as escolas com vagas disponíveis e realocar alunos que precisam de uma vaga em escolas mais próximas do seu bairro.

Simone explica que o trabalho é importante para a organização da Secretaria de Educação e também para o melhor atendimento nas escolas, principalmente nas regiões onde há mais demanda. Para realizar o recenseamento os responsáveis pelo aluno devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Educação através dos telefones 3342-3435 e 9 9705-1834.

Responsáveis pelos alunos devem entrar em contato com a Secretária de Educação

Inicia nesta quarta – feira, 21/10, o processo de Recenseamento Escolar da Educação Infantil, para o município de Marau. Como explica Simone Costenaro, secretária municipal de educação, o trabalho é realizado anualmente para atualizar dados dos alunos, identificar aqueles que deixaram a rede municipal, identificar as escolas com vagas disponíveis e realocar alunos que precisam de uma vaga em escolas mais próximas do seu bairro.

Simone explica que o trabalho é importante para a organização da Secretaria de Educação e também para o melhor atendimento nas escolas, principalmente nas regiões onde há mais demanda. Para realizar o recenseamento os responsáveis pelo aluno devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Educação através dos telefones 3342-3435 e 9 9705-1834.

Link para notícia no site Tua Rádio

Identificadas as vítimas fatais do grave acidente entre Passo Fundo e Ernestina

Ainda oito pessoas restaram feridas e seguem sendo atendidas em hospitais de Passo Fundo
A Polícia Civil identificou as vítimas fatais do acidente registrado na noite deste domingo, 18/10, na RSC 153, entre Passo Fundo e Ernestina.

Informações dão conta de que o fato envolveu uma carreta carregada de milho e mais cinco veículos de passeio, sendo que um Ônix, com placas de Passo Fundo incendiou.

No veículo, estavam cinco pessoas sendo que duas delas conseguiram sair do carro antes que as chamas consumissem completamente o veículo, com isso, três pessoas morreram carbonizadas.

As vítimas são: Emily Correia da Silva, 17 anos, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, 18 anos e Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos, 19 anos.

O fato ainda resultou em pelo menos oito pessoas feridas e o motorista do caminhão que tem placas de Xanxerê/SC é o que mais inspira cuidados. Ele foi identificado como Eliselton Martarello e está internado no Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo. O motorista havia carregado milho em Guarapuava (PR) e seguia para Montenegro (RS).

A Polícia Civil prossegue as investigações, mas já ouviu algumas testemunhas e submeteu os condutores do Peugeot e do caminhão, os primeiros envolvidos no acidente, ao teste do etilômetro, os quais não apresentaram alcoolemia no sangue.

Já o motorista do Chevrolet Ônix, morreu carbonizado, mas também passará por exames a fim de avaliar o consumo de bebidas alcoólicas.

Velórios

Quanto aos atos fúnebres, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, que era moradora da Vila Rodrigues em Passo Fundo será velada na Capela Vera Cruz, sala B e s atos de cremação deverão ocorrer no Memorial Vera Cruz a partir das 17 horas.

Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos será velado no bairro Lucas Araújo em Passo Fundo e a cremação será às 17 horas no Memorial Vera Cruz.

Emily Correia da Silva será velada na Capela São Luiz Gonzaga e será sepultada as 17 horas no cemitério Jardim da Colina.

Os velórios estão previstos para iniciar por volta do meio dia desta segunda-feira, 19/10.

Ainda oito pessoas restaram feridas e seguem sendo atendidas em hospitais de Passo Fundo

A Polícia Civil identificou as vítimas fatais do acidente registrado na noite deste domingo, 18/10, na RSC 153, entre Passo Fundo e Ernestina.

Informações dão conta de que o fato envolveu uma carreta carregada de milho e mais cinco veículos de passeio, sendo que um Ônix, com placas de Passo Fundo incendiou.

No veículo, estavam cinco pessoas sendo que duas delas conseguiram sair do carro antes que as chamas consumissem completamente o veículo, com isso, três pessoas morreram carbonizadas.

As vítimas são: Emily Correia da Silva, 17 anos, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, 18 anos e Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos, 19 anos.

O fato ainda resultou em pelo menos oito pessoas feridas e o motorista do caminhão que tem placas de Xanxerê/SC é o que mais inspira cuidados. Ele foi identificado como Eliselton Martarello e está internado no Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo. O motorista havia carregado milho em Guarapuava (PR) e seguia para Montenegro (RS).

A Polícia Civil prossegue as investigações, mas já ouviu algumas testemunhas e submeteu os condutores do Peugeot e do caminhão, os primeiros envolvidos no acidente, ao teste do etilômetro, os quais não apresentaram alcoolemia no sangue.

Já o motorista do Chevrolet Ônix, morreu carbonizado, mas também passará por exames a fim de avaliar o consumo de bebidas alcoólicas.

Velórios

Quanto aos atos fúnebres, Nicoli Kayuane dos Santos Araújo, que era moradora da Vila Rodrigues em Passo Fundo será velada na Capela Vera Cruz, sala B e s atos de cremação deverão ocorrer no Memorial Vera Cruz a partir das 17 horas.

Guilherme Santhiago Rodrigues dos Santos será velado no bairro Lucas Araújo em Passo Fundo e a cremação será às 17 horas no Memorial Vera Cruz.

Emily Correia da Silva será velada na Capela São Luiz Gonzaga e será sepultada as 17 horas no cemitério Jardim da Colina.

Os velórios estão previstos para iniciar por volta do meio dia desta segunda-feira, 19/10.

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia Mundial da Alimentação: JBS inicia distribuição de 120 mil refeições

Entregas serão realizadas entre 16 e 23 de outubro a famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal
A JBS programou para 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação, um pacote de ações solidárias e de conscientização para ampliar o debate sobre segurança alimentar, consumo consciente e produção sustentável. Para cumprir a programação, a empresa mobilizou voluntários e ONGs que vão organizar e distribuir, entre 16 e 23 de outubro, 120 mil refeições, beneficiando famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal.

“Alimentar uma população global crescente exige das indústrias sustentabilidade e inovação. E é isso que estamos nos propondo a fazer e a debater”, explica Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS.

O Dia Mundial da Alimentação foi criado em 1981 pela FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agropecuária, e, desde então, inspira milhões de pessoas e empresas a fazerem uma reflexão sobre o tema. Em 2020, destaca ações necessárias para retomar a meta global do Fome Zero, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Doações

Neste ano, a JBS já entregou mais de 400 toneladas de proteína e mais de um milhão de itens de higiene e limpeza para centenas de entidades, hospitais e comunidades do país. Complementam esse quadro a entrega de 556 mil cestas básicas, que beneficiaram famílias carentes de diferentes regiões do país. Ambas ações foram coordenadas pelo programa de responsabilidade social da Companhia, o “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o mundo com solidariedade”.

“As ações programadas para este Dia Mundial da Alimentação são, portanto, uma extensão desse compromisso social da empresa, que trabalha incansavelmente para levar alimentos de qualidade a um número cada vez maior de pessoas”, ressalta Tomazoni. A JBS, na condição de empresa global, também mantém ações sociais em outros países, tais como Estados Unidos, Austrália, Inglaterra e Vietnã.

Uma das instituições que receberão o apoio da JBS é o Programa Mães da Favela, projeto da Central Única das Favelas (CUFA) com o objetivo de amenizar os impactos do isolamento social e econômico causados pela pandemia de Covid-19 para milhões de mães solo moradoras de favela de todo o Brasil. O programa distribui cestas básicas, físicas e cartões alimentação digitais, nas mais de 5 mil favelas onde a Cufa tem atuação. Muitas das Mães da Favela que também são cozinheiras foram capacitadas para a produção de alimentos e agora vão produzir refeições e sair às ruas para doar àqueles que mais precisam. Celso Athayde, fundador da Cufa, é um dos membros do comitê social do Fazer o Bem Faz Bem, e um dos idealizadores da ação do Dia Mundial da Alimentação da JBS.

“Acreditamos muito na potência de realização de quem mora nas favelas. Nada melhor do que escolher as mães beneficiadas pelo projeto e que são empreendedoras para devolverem à sociedade um pouco desta solidariedade e mostrarem os seus trabalhos”, afirma Athayde.

Outra entidade que participará das doações será o Projeto Mãos de Maria, de Paraisópolis, na zona sul paulistana, que reúne um grupo de mulheres da comunidade que preparam refeições diariamente distribuídas aos moradores da favela. O Fazer O Bem Faz Bem já havia doado 55 kits de cozinha compostos por geladeiras, fogões, jogos de panelas, botijões de gás e cinco toneladas de proteína. As 55 mulheres selecionadas também participarão de uma capacitação em empreendedorismo patrocinada pelo Fazer o Bem Faz Bem e criada pelo movimento Pra>Frente, uma iniciativa da Fundação Dom Cabral, que, ao lado de empresas, organizações sociais e do poder público, impulsiona o desenvolvimento econômico e bem-estar social de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Agora, durante a ação do Dia da Alimentação, as instituições receberão legumes, proteínas, arroz e feijão para prepararem refeições aos moradores dessas comunidades, que serão distribuídas a partir desta sexta-feira (16).

Debate com especialistas

Também em 16 de outubro, Tomazoni e convidados vão debater, às 10h da manhã, em uma transmissão pela internet, questões relativas à nutrição, alimentação e consumo consciente. A iniciativa tem o apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e parceria de mídia com o jornal inglês Financial Times.

Entre os convidados estão Peer Ederer, cientista e diretor da Global Food and Agribusiness Network, Lesley Mitchell, diretora associada de nutrição sustentável da Forum For The Future, e Cesar Campos, da FGV Europe. A abertura do debate será conduzida por John Moncure, diretor do Financial Times para América Latina e Caribe, e a moderação de Bryan Harris, chefe de redação do Financial Times em São Paulo.

Sobre a JBS

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada. A Companhia possui mais de 245 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são mais de 135 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora privadas do país.

No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Friboi, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes.

A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. A companhia também está implementando uma plataforma Blockchain para monitorar também os demais elos da sua cadeia de fornecimento e assim, contruibuir para a preservação da Floresta Amazônica.

Entregas serão realizadas entre 16 e 23 de outubro a famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal

A JBS programou para 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação, um pacote de ações solidárias e de conscientização para ampliar o debate sobre segurança alimentar, consumo consciente e produção sustentável. Para cumprir a programação, a empresa mobilizou voluntários e ONGs que vão organizar e distribuir, entre 16 e 23 de outubro, 120 mil refeições, beneficiando famílias do Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal.

“Alimentar uma população global crescente exige das indústrias sustentabilidade e inovação. E é isso que estamos nos propondo a fazer e a debater”, explica Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS.

O Dia Mundial da Alimentação foi criado em 1981 pela FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agropecuária, e, desde então, inspira milhões de pessoas e empresas a fazerem uma reflexão sobre o tema. Em 2020, destaca ações necessárias para retomar a meta global do Fome Zero, um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Doações

Neste ano, a JBS já entregou mais de 400 toneladas de proteína e mais de um milhão de itens de higiene e limpeza para centenas de entidades, hospitais e comunidades do país. Complementam esse quadro a entrega de 556 mil cestas básicas, que beneficiaram famílias carentes de diferentes regiões do país. Ambas ações foram coordenadas pelo programa de responsabilidade social da Companhia, o “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o mundo com solidariedade”.

“As ações programadas para este Dia Mundial da Alimentação são, portanto, uma extensão desse compromisso social da empresa, que trabalha incansavelmente para levar alimentos de qualidade a um número cada vez maior de pessoas”, ressalta Tomazoni. A JBS, na condição de empresa global, também mantém ações sociais em outros países, tais como Estados Unidos, Austrália, Inglaterra e Vietnã.

Uma das instituições que receberão o apoio da JBS é o Programa Mães da Favela, projeto da Central Única das Favelas (CUFA) com o objetivo de amenizar os impactos do isolamento social e econômico causados pela pandemia de Covid-19 para milhões de mães solo moradoras de favela de todo o Brasil. O programa distribui cestas básicas, físicas e cartões alimentação digitais, nas mais de 5 mil favelas onde a Cufa tem atuação. Muitas das Mães da Favela que também são cozinheiras foram capacitadas para a produção de alimentos e agora vão produzir refeições e sair às ruas para doar àqueles que mais precisam. Celso Athayde, fundador da Cufa, é um dos membros do comitê social do Fazer o Bem Faz Bem, e um dos idealizadores da ação do Dia Mundial da Alimentação da JBS.

“Acreditamos muito na potência de realização de quem mora nas favelas. Nada melhor do que escolher as mães beneficiadas pelo projeto e que são empreendedoras para devolverem à sociedade um pouco desta solidariedade e mostrarem os seus trabalhos”, afirma Athayde.

Outra entidade que participará das doações será o Projeto Mãos de Maria, de Paraisópolis, na zona sul paulistana, que reúne um grupo de mulheres da comunidade que preparam refeições diariamente distribuídas aos moradores da favela. O Fazer O Bem Faz Bem já havia doado 55 kits de cozinha compostos por geladeiras, fogões, jogos de panelas, botijões de gás e cinco toneladas de proteína. As 55 mulheres selecionadas também participarão de uma capacitação em empreendedorismo patrocinada pelo Fazer o Bem Faz Bem e criada pelo movimento Pra>Frente, uma iniciativa da Fundação Dom Cabral, que, ao lado de empresas, organizações sociais e do poder público, impulsiona o desenvolvimento econômico e bem-estar social de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Agora, durante a ação do Dia da Alimentação, as instituições receberão legumes, proteínas, arroz e feijão para prepararem refeições aos moradores dessas comunidades, que serão distribuídas a partir desta sexta-feira (16).

Debate com especialistas

Também em 16 de outubro, Tomazoni e convidados vão debater, às 10h da manhã, em uma transmissão pela internet, questões relativas à nutrição, alimentação e consumo consciente. A iniciativa tem o apoio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e parceria de mídia com o jornal inglês Financial Times.

Entre os convidados estão Peer Ederer, cientista e diretor da Global Food and Agribusiness Network, Lesley Mitchell, diretora associada de nutrição sustentável da Forum For The Future, e Cesar Campos, da FGV Europe. A abertura do debate será conduzida por John Moncure, diretor do Financial Times para América Latina e Caribe, e a moderação de Bryan Harris, chefe de redação do Financial Times em São Paulo.

Sobre a JBS

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada. A Companhia possui mais de 245 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são mais de 135 mil colaboradores, sendo a empresa a maior empregadora privadas do país.

No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Swift, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Friboi, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes.

A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. A companhia também está implementando uma plataforma Blockchain para monitorar também os demais elos da sua cadeia de fornecimento e assim, contruibuir para a preservação da Floresta Amazônica.

Link para notícia no site Tua Rádio

Semana Lixo Zero de Caxias do Sul conta com mais de 70 ações na sua programação

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento
Idealizada pelo Instituto Lixo Zero Brasil, e coordenada pelo Coletivo Lixo Zero Rio Grande do Sul, vai contar com mais de 70 ações sobre sustentabilidade e educação ambiental na sua programação. O evento ocorre do dia 23 de outubro a 01 de novembro, de forma online. Para conferir a programação completa conforme ela for atualiza, é possível acompanhar o Instagram do coletivo ou no site estadual, que lista as ações de todas as cidades participantes: https://www.coletivolixozerors.com/

Um exemplo de ação é o dia sem sacolas no supermercado – ela acontece no dia 28 de outubro, em 53 mercados de Caxias do Sul e região. Ecopontos de recolhimento de materiais como lâmpadas, esponjas, resíduos eletrônicos, pilhas, também vão estar espalhados pelo comércio local. Outras atividades já confirmadas são lives, palestras, mesas, oficinas.

Durante o mês de outubro, o Coletivo de Caxias do Sul convidou pessoas físicas, empresas, entidades a cadastrarem uma ação a ser realizada durante a Semana. Assim, mais do que apenas promover a conscientização, o grupo abriu espaço para novas vozes trazerem ensinamentos pertinentes sobre práticas sustentáveis.

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis, orgânicos, industriais e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários, e/ou para a incineração.

Neste ano as ações irão ocorrer de maneira online, abordando assuntos transversais sobre consumo, educação, reuso, reciclagem, compostagem, sustentabilidade, entre outros temas associados ao conceito Lixo Zero.

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento

Idealizada pelo Instituto Lixo Zero Brasil, e coordenada pelo Coletivo Lixo Zero Rio Grande do Sul, vai contar com mais de 70 ações sobre sustentabilidade e educação ambiental na sua programação. O evento ocorre do dia 23 de outubro a 01 de novembro, de forma online. Para conferir a programação completa conforme ela for atualiza, é possível acompanhar o Instagram do coletivo ou no site estadual, que lista as ações de todas as cidades participantes: https://www.coletivolixozerors.com/

Um exemplo de ação é o dia sem sacolas no supermercado – ela acontece no dia 28 de outubro, em 53 mercados de Caxias do Sul e região. Ecopontos de recolhimento de materiais como lâmpadas, esponjas, resíduos eletrônicos, pilhas, também vão estar espalhados pelo comércio local. Outras atividades já confirmadas são lives, palestras, mesas, oficinas.

Durante o mês de outubro, o Coletivo de Caxias do Sul convidou pessoas físicas, empresas, entidades a cadastrarem uma ação a ser realizada durante a Semana. Assim, mais do que apenas promover a conscientização, o grupo abriu espaço para novas vozes trazerem ensinamentos pertinentes sobre práticas sustentáveis.

O evento tem por objetivo difundir o conceito LIXO ZERO, que consiste no máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos recicláveis, orgânicos, industriais e a redução – ou mesmo o fim – do encaminhamento destes materiais para os aterros sanitários, e/ou para a incineração.

Neste ano as ações irão ocorrer de maneira online, abordando assuntos transversais sobre consumo, educação, reuso, reciclagem, compostagem, sustentabilidade, entre outros temas associados ao conceito Lixo Zero.

Link para notícia no site Tua Rádio

Casos ativos de coronavírus voltam a subir em Caxias

Em 1º de outubro, município chegou a registrar apenas 472. Quinze dias após, já são 914 pessoas com o vírus ativo
Caxias do Sul voltou a registrar o crescimento de casos ativos da Covid-19 nos últimos dias. Em 1º de outubro, o município chegou a apenas 472 pessoas com o vírus ativo. Quinze dias após, já são 914 casos em tratamento pela doença.

A inobservância das medidas para o enfrentamento da pandemia são um dos principais fatores para o crescimento dos casos na cidade. A preocupação é de que este crescimento ocorra em toda a região, podendo ocasionar o retorno da bandeira vermelha na região.

Segundo o secretário Municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, é possível constatar um aumento da movimentação na segunda quinzena de setembro, o qual está refletindo no crescimento dos casos.

Castro ainda alerta para obrigatoriedade do uso de máscara sempre que sair de casa, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel e evitar as aglomerações.

A Prefeitura informa ainda o reforço nas fiscalizações para combater as aglomerações e outras discordâncias nos decretos municipais e estaduais.

Em 1º de outubro, município chegou a registrar apenas 472. Quinze dias após, já são 914 pessoas com o vírus ativo

Caxias do Sul voltou a registrar o crescimento de casos ativos da Covid-19 nos últimos dias. Em 1º de outubro, o município chegou a apenas 472 pessoas com o vírus ativo. Quinze dias após, já são 914 casos em tratamento pela doença.

A inobservância das medidas para o enfrentamento da pandemia são um dos principais fatores para o crescimento dos casos na cidade. A preocupação é de que este crescimento ocorra em toda a região, podendo ocasionar o retorno da bandeira vermelha na região.

Segundo o secretário Municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, é possível constatar um aumento da movimentação na segunda quinzena de setembro, o qual está refletindo no crescimento dos casos.

Castro ainda alerta para obrigatoriedade do uso de máscara sempre que sair de casa, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel e evitar as aglomerações.

A Prefeitura informa ainda o reforço nas fiscalizações para combater as aglomerações e outras discordâncias nos decretos municipais e estaduais.

Link para notícia no site Tua Rádio

Fiscalização da Secretaria do Urbanismo fecha bar com mais de 100 pessoas na zona norte

Com o apoio da BM, também foi interditado um bar no Canyon onde foi encontrado um simulacro de arma de fogo
A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo, da Guarda Municipal e da Fiscalização de Trânsito, realizou mais uma edição da Operação Dispersão na tarde deste sábado (17/10). A ação, que contou com o apoio da Brigada Militar, ocorreu em vários locais da cidade com denúncias de aglomerações e descumprimento das regras dos decretos municipais.

Na operação, foi interditado um bar no bairro Santa Fé que tinha música ao vivo, venda de bebida alcoólica e com mais de 100 pessoas, inclusive ocupando a calçada. Também foi interditado um bar no bairro Canyon onde foi encontrado um réplica de um fuzil. O proprietário foi conduzido à Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência.

Na Dispersão, as equipes de fiscalização orientam as pessoas e conferem suas documentações. Foram notificados ainda três postos de combustíveis (um deles pela utilização do deck, que é proibido por decreto) e um estabelecimento comercial (sacolão).

Além da zona norte, a Fiscalização de Trânsito realizou blitz no bairro Bela Vista e no centro da cidade com 12 veículos abordados e autuados, três recolhidos ao guincho e um documento (CRLV) recolhido.

Com o apoio da BM, também foi interditado um bar no Canyon onde foi encontrado um simulacro de arma de fogo

A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo, da Guarda Municipal e da Fiscalização de Trânsito, realizou mais uma edição da Operação Dispersão na tarde deste sábado (17/10). A ação, que contou com o apoio da Brigada Militar, ocorreu em vários locais da cidade com denúncias de aglomerações e descumprimento das regras dos decretos municipais.

Na operação, foi interditado um bar no bairro Santa Fé que tinha música ao vivo, venda de bebida alcoólica e com mais de 100 pessoas, inclusive ocupando a calçada. Também foi interditado um bar no bairro Canyon onde foi encontrado um réplica de um fuzil. O proprietário foi conduzido à Delegacia de Polícia para o registro da ocorrência.

Na Dispersão, as equipes de fiscalização orientam as pessoas e conferem suas documentações. Foram notificados ainda três postos de combustíveis (um deles pela utilização do deck, que é proibido por decreto) e um estabelecimento comercial (sacolão).

Além da zona norte, a Fiscalização de Trânsito realizou blitz no bairro Bela Vista e no centro da cidade com 12 veículos abordados e autuados, três recolhidos ao guincho e um documento (CRLV) recolhido.

Link para notícia no site Tua Rádio

6.910 crianças e adolescentes comparecem ao Dia “D” de vacinação

Ação ocorreu no sábado com foco na imunização contra a poliomielite e na multivacinação
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), promoveu o Dia “D” de vacinação contra a poliomielite e multivacinação nesse sábado (17). Das 8h às 17h, as 48 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município receberam 6.910 crianças e adolescentes. Desses, 3.962 foram imunizadas contra a paralisia infantil e 2.764 receberam doses atrasadas contra outras doenças. As Unidades que mais receberam pessoas foram a do Jardim Eldorado (478), Desvio Rizzo (420) e Vila Ipê (332).

Até o momento, 6.626 crianças já foram imunizadas contra a pólio e 6.682 crianças e adolescentes receberam outras doses durante a atualização da caderneta. A campanha da vacina da poliomielite é para crianças de 1 ano até 4 anos 11 meses e 29 dias. A meta é atingir 95% das crianças dessa faixa etária, a qual, segundo o IBGE, é de 22.127 mil. Já a campanha de multivacinação tem o objetivo de colocar em dia o esquema vacinal de crianças e adolescentes (0 a 14 anos completos).

A campanha começou no último dia 5 e segue até 30 de outubro.

Ação ocorreu no sábado com foco na imunização contra a poliomielite e na multivacinação

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), promoveu o Dia "D" de vacinação contra a poliomielite e multivacinação nesse sábado (17). Das 8h às 17h, as 48 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município receberam 6.910 crianças e adolescentes. Desses, 3.962 foram imunizadas contra a paralisia infantil e 2.764 receberam doses atrasadas contra outras doenças. As Unidades que mais receberam pessoas foram a do Jardim Eldorado (478), Desvio Rizzo (420) e Vila Ipê (332).

Até o momento, 6.626 crianças já foram imunizadas contra a pólio e 6.682 crianças e adolescentes receberam outras doses durante a atualização da caderneta. A campanha da vacina da poliomielite é para crianças de 1 ano até 4 anos 11 meses e 29 dias. A meta é atingir 95% das crianças dessa faixa etária, a qual, segundo o IBGE, é de 22.127 mil. Já a campanha de multivacinação tem o objetivo de colocar em dia o esquema vacinal de crianças e adolescentes (0 a 14 anos completos).

A campanha começou no último dia 5 e segue até 30 de outubro.

Link para notícia no site Tua Rádio

Corpo em estágio avançado de decomposição é encontrado em Lagoa Vermelha

A Polícia Civil de Lagoa Vermelha recebeu uma denúncia na tarde deste domingo, informando que um corpo havia sido localizado em baixo da ponte do Rio Passinho Fundo, na BR 285.

Após deslocamento, com o apoio da Brigada Militar, foi confirmada a veracidade da informação. Constatou-se a localização de um corpo em estágio avançado de decomposição, sendo adulto e de um homem, porém sem possibilidade de identificação.

O local foi isolado até a chegada da perícia, que efetuou levantamento e recolheu o cadáver. Exame de DNA deve comprovar a identificação.

A Polícia Civil de Lagoa Vermelha recebeu uma denúncia na tarde deste domingo, informando que um corpo havia sido localizado em baixo da ponte do Rio Passinho Fundo, na BR 285.

Após deslocamento, com o apoio da Brigada Militar, foi confirmada a veracidade da informação. Constatou-se a localização de um corpo em estágio avançado de decomposição, sendo adulto e de um homem, porém sem possibilidade de identificação.

O local foi isolado até a chegada da perícia, que efetuou levantamento e recolheu o cadáver. Exame de DNA deve comprovar a identificação.

Link para notícia no site Tua Rádio

Termina dia 31 período de soma de notas fiscais para desconto do Bom Cidadão no IPVA 2021

Proprietários de veículos emplacados no Rio Grande do Sul, inscritos no programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) e que solicitam a inclusão do CPF na nota fiscal podem obter desconto no pagamento do IPVA 2021 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

A soma de notas fiscais para obter o desconto do Bom Cidadão para o exercício do próximo ano encerra no dia 31 de outubro. Quem tiver 150 notas fiscais com CPF ou mais até essa data vai garantir 5% no pagamento do tributo.

Além desse desconto, há outros percentuais de desconto que variam conforme a quantidade de notas fiscais no ano. Contribuintes que obterem entre 100 e 149 notas com CPF garantem 3% de desconto. Para quem acumular entre 51 e 99 notas fiscais, o benefício é de 1% no pagamento do IPVA.

Quantidade de notas fiscais com CPF até 31/10/2020 e o desconto no IPVA 2021:

0 a 50

0

51 a 99

1%

100 a 149

3%

150 ou mais

5%

O desconto do Bom Cidadão é válido para o pagamento antecipado (em dezembro de 2020), para o pagamento parcelado em até três vezes (janeiro, fevereiro e março de 2021) ou ainda conforme o número final da placa do veículo (vencimento dentro do mês de abril).

O período para juntar a quantidade de notas fiscais com CPF necessárias para o desconto do Bom Cidadão tem o prazo de um ano. Para o exercício do IPVA 2021, o somatório de notas começou em 1° de novembro de 2019 e se encerra em 31 de outubro de 2020, para que dê tempo de lançar os descontos para os respectivos proprietários de veículos.

Em 2020, foram 436 mil veículos que tiveram algum percentual de desconto do Bom Cidadão no pagamento do IPVA, o que representa cerca de R$ 14,4 milhões em benefício no ano.

Proprietários de veículos emplacados no Rio Grande do Sul, inscritos no programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) e que solicitam a inclusão do CPF na nota fiscal podem obter desconto no pagamento do IPVA 2021 (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

A soma de notas fiscais para obter o desconto do Bom Cidadão para o exercício do próximo ano encerra no dia 31 de outubro. Quem tiver 150 notas fiscais com CPF ou mais até essa data vai garantir 5% no pagamento do tributo.

Além desse desconto, há outros percentuais de desconto que variam conforme a quantidade de notas fiscais no ano. Contribuintes que obterem entre 100 e 149 notas com CPF garantem 3% de desconto. Para quem acumular entre 51 e 99 notas fiscais, o benefício é de 1% no pagamento do IPVA.

Quantidade de notas fiscais com CPF até 31/10/2020 e o desconto no IPVA 2021:

0 a 50

0

51 a 99

1%

100 a 149

3%

150 ou mais

5%

O desconto do Bom Cidadão é válido para o pagamento antecipado (em dezembro de 2020), para o pagamento parcelado em até três vezes (janeiro, fevereiro e março de 2021) ou ainda conforme o número final da placa do veículo (vencimento dentro do mês de abril).

O período para juntar a quantidade de notas fiscais com CPF necessárias para o desconto do Bom Cidadão tem o prazo de um ano. Para o exercício do IPVA 2021, o somatório de notas começou em 1° de novembro de 2019 e se encerra em 31 de outubro de 2020, para que dê tempo de lançar os descontos para os respectivos proprietários de veículos.

Em 2020, foram 436 mil veículos que tiveram algum percentual de desconto do Bom Cidadão no pagamento do IPVA, o que representa cerca de R$ 14,4 milhões em benefício no ano.

Link para notícia no site Tua Rádio

Acidente de trânsito deixa três mortos no trecho Passo Fundo/Ernestina

Um grave acidente deixou três mortos e oito pessoas feridas na noite deste domingo.

O acidente aconteceu por volta das 20hs no trecho Passo Fundo/ Ernestina, proximidades do arroio Chifrãozinho.

Envolveram-se um caminhão e cinco carros de passeio. As três vítimas fatais são adultos, jovens, e morreram carbonizados em um veículo GM Onix.

Os feridos foram levados para o HSVP e HC. No HSVP há quatro vítimas em estado estável, sendo dois homens e duas mulheres.

Informações preliminares apontam que um Peugeot bateu de forma lateral em um dos caminhões, dando sequência ao acidente. Uma grande operação de resgate foi montada com as equipes de socorro de Passo Fundo, tendo apoio da Prefeitura de Ernestina.

Informações: Rádio Uirapuru

Um grave acidente deixou três mortos e oito pessoas feridas na noite deste domingo.

O acidente aconteceu por volta das 20hs no trecho Passo Fundo/ Ernestina, proximidades do arroio Chifrãozinho.

Envolveram-se um caminhão e cinco carros de passeio. As três vítimas fatais são adultos, jovens, e morreram carbonizados em um veículo GM Onix.

Os feridos foram levados para o HSVP e HC. No HSVP há quatro vítimas em estado estável, sendo dois homens e duas mulheres.

Informações preliminares apontam que um Peugeot bateu de forma lateral em um dos caminhões, dando sequência ao acidente. Uma grande operação de resgate foi montada com as equipes de socorro de Passo Fundo, tendo apoio da Prefeitura de Ernestina.

Informações: Rádio Uirapuru

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria do Urbanismo vistoria 11 estabelecimentos denunciados por aglomerações

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação
A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação

A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Fiscalização da Prefeitura vistoria 11 estabelecimentos denunciados por aglomerações

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação
A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Dois deles foram interditados, outros dois grandes locais receberam auto de infração devido à lotação

A Fiscalização da Secretaria do Urbanismo (SMU), com o apoio da Guarda Municipal, vistoriou na noite desta sexta-feira e madrugada de sábado (17/10) 11 estabelecimentos denunciados pela comunidade em razão de não estarem cumprindo as regras dos decretos municipais, principalmente o distanciamento entre mesas, som alto e aglomerações de público também na área externa.

Dos 11 locais, cinco estavam fechados/não existem mais; em um outro não foram identificadas irregularidades. Dois estabelecimentos receberam auto de infração: no localizado na Av. São Leopoldo as mesas estavam todas ocupadas, pistas de boliche estavam sendo usadas sem alternância e havia aglomeração na entrada; e no da rua Jacob Luchesi, todas as mesas estavam ocupadas, também havia aglomeração na entrada, músicos e uso da calçada.

Ainda na ação, um restaurante e um bar foram interditados, também em virtude de aglomerações e todas as mesas ocupadas, sem distanciamento mínimo exigido e funcionamento após as 23h que é proibido pelo decreto.

Ainda, foram dispersadas cerca de 60 pessoas que estavam na Lagoa do Rizzo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Museu do Esporte de Caxias á lançado em versão virtual

Espaço vai contar a história de todas as modalidades na cidade.
Os apaixonados pelo esporte têm a oportunidade de acompanhar e contribuir para a história de Caxias do Sul. Nesta sexta-feira (16), foi inaugurado o Museu Municipal do Esporte. Inicialmente, o local está disponível somente de maneira virtual.

O secretário de Esporte e Lazer de Caxias, Gabriel Citton, explica que a ideia surgiu no mês de março. Desde então, em parceria com a Secretaria da Cultura, os objetos estão sendo catalogados. Citton ressalta, quem possui algum objeto relacionado com a história do esporte na cidade e queira colaborar, basta entrar em contato com a Secretaria do Esporte.

O museu pode ser acessado neste link https://sites.google.com/view/museudoesportecxs

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Espaço vai contar a história de todas as modalidades na cidade.

Os apaixonados pelo esporte têm a oportunidade de acompanhar e contribuir para a história de Caxias do Sul. Nesta sexta-feira (16), foi inaugurado o Museu Municipal do Esporte. Inicialmente, o local está disponível somente de maneira virtual.

O secretário de Esporte e Lazer de Caxias, Gabriel Citton, explica que a ideia surgiu no mês de março. Desde então, em parceria com a Secretaria da Cultura, os objetos estão sendo catalogados. Citton ressalta, quem possui algum objeto relacionado com a história do esporte na cidade e queira colaborar, basta entrar em contato com a Secretaria do Esporte.

O museu pode ser acessado neste link https://sites.google.com/view/museudoesportecxs

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia Nacional de Combate à Sífilis é celebrado neste sábado

Número de casos em Caxias do Sul subiu consideravelmente entre 2011 e 2019.
Segundo o Serviço de Infectologia e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) de Caxias do Sul, entre os anos de 2011 e 2019, 7.669 casos de sífilis foram registrados em pessoas residentes no município. Com isso, a taxa de detecção passou de 13,4 para 320 casos para cada 100 mil habitantes.

Entre os registros, chama atenção o aumento entre pessoas na faixa dos 20 a 29 anos. A médica infectologista Andre Dal Bó ressalta que esses números são preocupantes. Ela explicou sobre os sintomas da doença e o tratamento, que está disponível no SUS.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Número de casos em Caxias do Sul subiu consideravelmente entre 2011 e 2019.

Segundo o Serviço de Infectologia e do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) de Caxias do Sul, entre os anos de 2011 e 2019, 7.669 casos de sífilis foram registrados em pessoas residentes no município. Com isso, a taxa de detecção passou de 13,4 para 320 casos para cada 100 mil habitantes.

Entre os registros, chama atenção o aumento entre pessoas na faixa dos 20 a 29 anos. A médica infectologista Andre Dal Bó ressalta que esses números são preocupantes. Ela explicou sobre os sintomas da doença e o tratamento, que está disponível no SUS.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Aqui é o Meu Lugar conta a história do casal Ademar e Simone Spagnolo

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria
Não tem como falar do município de David Canabarro sem lembrar da produção de morangos. É mais uma história voltada a esta atividade, que vamos contar hoje. O casal Ademar e Simone Spagnolo, moradores da Comunidade de Santo Isidoro são jovens que amam o meio rural e fazem dele o seu sustento e a sua paixão. Eles produzem morangos no sistema de hidroponia a partir de mudas importadas. A última remessa, para se ter uma ideia, veio do Chile. A

O casal conta que teve a experiência de trabalhar na cidade. Ademar é Técnico Agrícola. Com o passar do tempo entendeu que trabalhar no que é seu, como é o caso da atividade rural, é muito melhor. Simone era moradora do meio rural de Ibiraiaras. Ela também teve a experiência de trabalhar na cidade, em uma fábrica de calçados. Ao se conhecerem, a decisão unânime de retornar para a agricultura.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio e assista o vídeo desse conteúdo em nosso canal do youtube.

Neste ano, são patrocinadores do projeto Aqui é o Meu Lugar o escritório de advocacia de. José João Santin, ex-prefeito de Marau; o Posto do Décio e a Clínica Plena, ambas do município de Casca; a Associação Sindical Regional de Passo Fundo, que atua no segmento da agricultura familiar; a concessionária de energia Coprel e seu braço de geração de internet, a Triway; a Fabe Faculdade de Marau; a Clínica Pele do ramo da odontologia, também localizada em Marau; a Cooperativa Coasa, que tem unidades em municípios da região e o Moinho Marau, instalado na Comunidade de São Caetano, em Marau.

Cronograma Aqui é o Meu Lugar 2020: toda quinta-feira à noite, por volta de 20h30, é veiculado um vídeo nos canais da Tua Rádio Alvorada, com uma resenha da reportagem, da história da família e da atividade desenvolvida na propriedade rural. A reportagem completa vai ao ar nos sábados, às 8h da manhã e a reprise aos domingos, às 13h. O conteúdo também está disponível nesta matéria, em áudio e vídeo.

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

Não tem como falar do município de David Canabarro sem lembrar da produção de morangos. É mais uma história voltada a esta atividade, que vamos contar hoje. O casal Ademar e Simone Spagnolo, moradores da Comunidade de Santo Isidoro são jovens que amam o meio rural e fazem dele o seu sustento e a sua paixão. Eles produzem morangos no sistema de hidroponia a partir de mudas importadas. A última remessa, para se ter uma ideia, veio do Chile. A

O casal conta que teve a experiência de trabalhar na cidade. Ademar é Técnico Agrícola. Com o passar do tempo entendeu que trabalhar no que é seu, como é o caso da atividade rural, é muito melhor. Simone era moradora do meio rural de Ibiraiaras. Ela também teve a experiência de trabalhar na cidade, em uma fábrica de calçados. Ao se conhecerem, a decisão unânime de retornar para a agricultura.

Ouça a reportagem completa clicando no player de áudio e assista o vídeo desse conteúdo em nosso canal do youtube.

Neste ano, são patrocinadores do projeto Aqui é o Meu Lugar o escritório de advocacia de. José João Santin, ex-prefeito de Marau; o Posto do Décio e a Clínica Plena, ambas do município de Casca; a Associação Sindical Regional de Passo Fundo, que atua no segmento da agricultura familiar; a concessionária de energia Coprel e seu braço de geração de internet, a Triway; a Fabe Faculdade de Marau; a Clínica Pele do ramo da odontologia, também localizada em Marau; a Cooperativa Coasa, que tem unidades em municípios da região e o Moinho Marau, instalado na Comunidade de São Caetano, em Marau.

Cronograma Aqui é o Meu Lugar 2020: toda quinta-feira à noite, por volta de 20h30, é veiculado um vídeo nos canais da Tua Rádio Alvorada, com uma resenha da reportagem, da história da família e da atividade desenvolvida na propriedade rural. A reportagem completa vai ao ar nos sábados, às 8h da manhã e a reprise aos domingos, às 13h. O conteúdo também está disponível nesta matéria, em áudio e vídeo.

Link para notícia no site Tua Rádio

Tua Rádio Alvorada é parceira em live voltada ao Outubro Rosa

Evento é promovido pelo Hospital Cristo Redentor e pela Secretaria Municipal da Saúde
Câncer de mama não faz quarentena. Com este tema o Hospital Cristo Redentor e a Secretaria Municipal de Saúde realizam na próxima quinta-feira, 22/10, a partir das 19h30, live sobre o Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a prevenção à saúde da mulher, de forma mais específica, um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama.

O evento on-line será transmitido pelas duas plataformas digitais do HCR: Instagram e Facebook, além da Página da Tua Rádio Alvorada no Facebook. Nestes quatro espaços virtuais, a comunidade poderá interagir ao vivo com perguntas e considerações através do chat. Os profissonais que irão participar são Carolina Rosa, médica ginecologista e mastologista; Cleiton Alam, médico cirurgião plástico; Henrique Biavatti, médico cirurgião plástico; Tomás Bergonsi, também médico cirurgião plástico; Júlia Pastorello, médica oncologista; Leila Antunes Riggo, enfermeira especialista em saúde da família e Jaqueline Moreira, psicóloga clínica e organizacional.

Na oportunidade, a empresária Soriana Timbola Perin vai contar sua experiência de tratamento e superação do câncer de mama. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), somente no Brasil em 2020, existe o registro de 66.280 novos casos da doença, o que representa um aumento de quase 30%. Ainda a partir de dados do Instituto IMAMA, só no Rio Grande do Sul, 5.210 novos casos da doença serão registrados até o fim deste ano.

Evento é promovido pelo Hospital Cristo Redentor e pela Secretaria Municipal da Saúde

Câncer de mama não faz quarentena. Com este tema o Hospital Cristo Redentor e a Secretaria Municipal de Saúde realizam na próxima quinta-feira, 22/10, a partir das 19h30, live sobre o Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a prevenção à saúde da mulher, de forma mais específica, um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama.

O evento on-line será transmitido pelas duas plataformas digitais do HCR: Instagram e Facebook, além da Página da Tua Rádio Alvorada no Facebook. Nestes quatro espaços virtuais, a comunidade poderá interagir ao vivo com perguntas e considerações através do chat. Os profissonais que irão participar são Carolina Rosa, médica ginecologista e mastologista; Cleiton Alam, médico cirurgião plástico; Henrique Biavatti, médico cirurgião plástico; Tomás Bergonsi, também médico cirurgião plástico; Júlia Pastorello, médica oncologista; Leila Antunes Riggo, enfermeira especialista em saúde da família e Jaqueline Moreira, psicóloga clínica e organizacional.

Na oportunidade, a empresária Soriana Timbola Perin vai contar sua experiência de tratamento e superação do câncer de mama. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), somente no Brasil em 2020, existe o registro de 66.280 novos casos da doença, o que representa um aumento de quase 30%. Ainda a partir de dados do Instituto IMAMA, só no Rio Grande do Sul, 5.210 novos casos da doença serão registrados até o fim deste ano.

Link para notícia no site Tua Rádio

Jovem morre atropelado na ERS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha

O motorista fugiu do local sem prestar socorro
Um jovem de 19 anos que não teve a identidade revelada morreu após ser atropelado por um veículo não identificado, na madrugada deste sábado (17), na ERS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha. O acidente aconteceu por volta de 2h30, no Km 65 da rodovia, nas proximidades do acesso ao bairro Forqueta.

Segundo informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar, a vítima caminhava ao lado da namorada, também de 19 anos, que empurrava uma bicicleta. O motorista fugiu do local sem prestar socorro.

O motorista fugiu do local sem prestar socorro

Um jovem de 19 anos que não teve a identidade revelada morreu após ser atropelado por um veículo não identificado, na madrugada deste sábado (17), na ERS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha. O acidente aconteceu por volta de 2h30, no Km 65 da rodovia, nas proximidades do acesso ao bairro Forqueta.

Segundo informações do Comando Rodoviário da Brigada Militar, a vítima caminhava ao lado da namorada, também de 19 anos, que empurrava uma bicicleta. O motorista fugiu do local sem prestar socorro.

Link para notícia no site Tua Rádio

Empresas podem propor ao Estado obras rodoviárias com ressarcimento de ICMS

Adesão ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) pode ser feita até 09/11
O governo do Estado começou a receber propostas de empresas interessadas em realizar obras de pavimentação de rodovias mediante ressarcimento no ICMS devido. O edital de chamamento público ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) foi publicado no Diário Oficial do Estado e pode ser conferido na íntegra no site da Secretaria de Logística e Transportes.

As empresas têm até o dia 9 de novembro para manifestar o interesse em aderir ao Piaa/RS. Entre os documentos a serem apresentados, estão os projetos básico e executivo da obra – com os estudos técnicos e de impacto ambiental –, o orçamento detalhado dos serviços e os documentos cadastrais da empresa. Após a aprovação do governo do Estado, os participantes serão autorizados a realizar os serviços.

Em contrapartida, terão os custos das obras compensados em créditos de ICMS. O valor de cada projeto não pode ultrapassar R$ 5 milhões. A análise e o acompanhamento serão realizados por uma comissão formada por integrantes da Secretaria de Logística e Transportes, Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

Adesão ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) pode ser feita até 09/11

O governo do Estado começou a receber propostas de empresas interessadas em realizar obras de pavimentação de rodovias mediante ressarcimento no ICMS devido. O edital de chamamento público ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico (Piaa/RS) foi publicado no Diário Oficial do Estado e pode ser conferido na íntegra no site da Secretaria de Logística e Transportes.

As empresas têm até o dia 9 de novembro para manifestar o interesse em aderir ao Piaa/RS. Entre os documentos a serem apresentados, estão os projetos básico e executivo da obra – com os estudos técnicos e de impacto ambiental –, o orçamento detalhado dos serviços e os documentos cadastrais da empresa. Após a aprovação do governo do Estado, os participantes serão autorizados a realizar os serviços.

Em contrapartida, terão os custos das obras compensados em créditos de ICMS. O valor de cada projeto não pode ultrapassar R$ 5 milhões. A análise e o acompanhamento serão realizados por uma comissão formada por integrantes da Secretaria de Logística e Transportes, Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia Federal deflagra operação para reprimir contrabando de cigarro em Ciríaco e David Canabarro

A Polícia Federal de Passo Fundo deflagrou, nesta sexta-feira (16), a Operação Classic, que investiga grupo envolvido no contrabando de cigarro na região norte do Estado. Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão nos municípios de Ciríaco e David Canabarro, em ação que busca identificar os fornecedores de cigarro contrabandeados.

A investigação teve início a partir de prisão em flagrante realizada pela Polícia Civil no dia 16 de julho, quando foram apreendidos 350 pacotes de cigarro contrabandeados em um estabelecimento comercial no município de Gentil.

Os crimes investigados são de contrabando e associação criminosa.

Infrmações: Rádio Uirapuru

A Polícia Federal de Passo Fundo deflagrou, nesta sexta-feira (16), a Operação Classic, que investiga grupo envolvido no contrabando de cigarro na região norte do Estado. Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão nos municípios de Ciríaco e David Canabarro, em ação que busca identificar os fornecedores de cigarro contrabandeados.

A investigação teve início a partir de prisão em flagrante realizada pela Polícia Civil no dia 16 de julho, quando foram apreendidos 350 pacotes de cigarro contrabandeados em um estabelecimento comercial no município de Gentil.

Os crimes investigados são de contrabando e associação criminosa.

Infrmações: Rádio Uirapuru

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia desmantela quadrilha com atuação regional no tráfico de drogas

Nesta sexta-feira (16) a Polícia Civil desencadeou a OPERAÇÃO KICK, visando cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, oriundo de investigação de organização criminosa atuante em Passo Fundo e região, voltada ao tráfico de drogas. As buscas foram cumpridas nas cidades de Passo Fundo, Getúlio Vargas, Erechim, Carazinho, Estação, São José do Ouro e Barracão.

Dentre os investigados há dois que já estão presos preventivamente por outras investigações, e um investigado que está foragido do sistema prisional há mais de um ano. A organização criminosa fazia a distribuição das drogas (maconha, cocaína, LSD, ecstasy) para as cidades de Passo Fundo Carazinho, Nicolau Vergueiro, Marau, Não-Me-Toque, Getúlio Vargas, mas principalmente Tapejara, Erebango, Barão de Cotegipe, Ronda Alta, Estação e Barracão.

Ainda, a organização criminosa possui vínculo com traficantes da fronteira e também com traficantes do litoral Catarinense. Cumpre mencionar que durante a investigação foram identificados 12 membros do grupo e 35 usuários de drogas que faziam compra dos entorpecentes com os investigados.

Nesta operação foram presos em flagrante quatro homens, sendo três por tráficos de drogas e um por porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendidos aproximadamente 500 gramas de maconha, R$ 15 mil em espécie, um veículo, três armas de fogo (um revólver calibre 38 numeração raspada, um rifle calibre 22 sem numeração e uma espingarda calibre 32), munições e carregadores. Ainda, foram apreendidas nove pequenas caixas com a esmeraldas brutas e duas pedras semelhantes a diamante/brilhante bruto.

A operação contou com apoio da DHPP/Passo Fundo, DRACO/Erechim, DPs Getúlio Vargas, Sertão, Carazinho, Barracão, Erebango e São José do Ouro.

Informações: Rádio Uirapuru

Nesta sexta-feira (16) a Polícia Civil desencadeou a OPERAÇÃO KICK, visando cumprimento de 15 mandados de busca e apreensão, oriundo de investigação de organização criminosa atuante em Passo Fundo e região, voltada ao tráfico de drogas. As buscas foram cumpridas nas cidades de Passo Fundo, Getúlio Vargas, Erechim, Carazinho, Estação, São José do Ouro e Barracão.

Dentre os investigados há dois que já estão presos preventivamente por outras investigações, e um investigado que está foragido do sistema prisional há mais de um ano. A organização criminosa fazia a distribuição das drogas (maconha, cocaína, LSD, ecstasy) para as cidades de Passo Fundo Carazinho, Nicolau Vergueiro, Marau, Não-Me-Toque, Getúlio Vargas, mas principalmente Tapejara, Erebango, Barão de Cotegipe, Ronda Alta, Estação e Barracão.

Ainda, a organização criminosa possui vínculo com traficantes da fronteira e também com traficantes do litoral Catarinense. Cumpre mencionar que durante a investigação foram identificados 12 membros do grupo e 35 usuários de drogas que faziam compra dos entorpecentes com os investigados.

Nesta operação foram presos em flagrante quatro homens, sendo três por tráficos de drogas e um por porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendidos aproximadamente 500 gramas de maconha, R$ 15 mil em espécie, um veículo, três armas de fogo (um revólver calibre 38 numeração raspada, um rifle calibre 22 sem numeração e uma espingarda calibre 32), munições e carregadores. Ainda, foram apreendidas nove pequenas caixas com a esmeraldas brutas e duas pedras semelhantes a diamante/brilhante bruto.

A operação contou com apoio da DHPP/Passo Fundo, DRACO/Erechim, DPs Getúlio Vargas, Sertão, Carazinho, Barracão, Erebango e São José do Ouro.

Informações: Rádio Uirapuru

Link para notícia no site Tua Rádio

Hospitais da região recebem recursos de emendas parlamentares

Nesta sexta-feira (16/10), mais R$ 36,1 milhões repassados pela bancada federal gaúcha foram distribuídos pelo governo do Estado a 101 hospitais.

Mesmo com a gradativa melhora nos indicadores de saúde e capacidade de atendimento, os recursos são necessários para que os hospitais mantenham os serviços. Pelas regras da Portaria da Secretaria da Saúde (SES) 618/2020, o valor deverá ser usado exclusivamente no combate à Covid-19, para aquisições de medicamentos e insumos, locação e manutenção de equipamentos, reforma para adequação de espaços, contratação temporária de pessoal e de serviços de apoio diagnóstico e tratamento, entre outras despesas de custeio necessárias durante a pandemia.

Em cerimônia restrita no Palácio Piratini e transmitida pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, o governador Eduardo Leite, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, anunciaram a destinação tanto dos recursos para a saúde

ERECHIM FUNCACAO HOSPITALAR SANTA TEREZINHA R$ 800.000,00

GETULIO VARGAS HOSPITAL SAO ROQUE R$ 50.000,00

LAGOA VERMELHA HOSPITAL SAO PAULO R$ 150.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL DE CLINICAS 9 R$ 2.160.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO R$ 2.999.500,00

SANANDUVA HOSPITAL SAO JOAO R$ 215.000,00

SAO JOSE DO OURO HOSPITAL SAO JOSE R$ 237.500,00

TAPEJARA HOSPITAL SANTO ANTONIO R$ 100.000,00

Nesta sexta-feira (16/10), mais R$ 36,1 milhões repassados pela bancada federal gaúcha foram distribuídos pelo governo do Estado a 101 hospitais.

Mesmo com a gradativa melhora nos indicadores de saúde e capacidade de atendimento, os recursos são necessários para que os hospitais mantenham os serviços. Pelas regras da Portaria da Secretaria da Saúde (SES) 618/2020, o valor deverá ser usado exclusivamente no combate à Covid-19, para aquisições de medicamentos e insumos, locação e manutenção de equipamentos, reforma para adequação de espaços, contratação temporária de pessoal e de serviços de apoio diagnóstico e tratamento, entre outras despesas de custeio necessárias durante a pandemia.

Em cerimônia restrita no Palácio Piratini e transmitida pelas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, o governador Eduardo Leite, o vice-governador Ranolfo Vieira Júnior e a secretária da Saúde, Arita Bergmann, anunciaram a destinação tanto dos recursos para a saúde

ERECHIM FUNCACAO HOSPITALAR SANTA TEREZINHA R$ 800.000,00

GETULIO VARGAS HOSPITAL SAO ROQUE R$ 50.000,00

LAGOA VERMELHA HOSPITAL SAO PAULO R$ 150.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL DE CLINICAS 9 R$ 2.160.000,00

PASSO FUNDO HOSPITAL SAO VICENTE DE PAULO R$ 2.999.500,00

SANANDUVA HOSPITAL SAO JOAO R$ 215.000,00

SAO JOSE DO OURO HOSPITAL SAO JOSE R$ 237.500,00

TAPEJARA HOSPITAL SANTO ANTONIO R$ 100.000,00

Link para notícia no site Tua Rádio

Chamar 192 amplia cobertura do Samu para 93% da população do RS

Buscando ampliar a cobertura do 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no interior do Estado, a Secretaria da Saúde (SES) treinou mais de 100 profissionais socorristas nesta sexta-feira (16/10). São condutores de veículos, enfermeiros, técnicos, bombeiros voluntários e outros profissionais socorristas de pequenos municípios gaúchos que ainda não faziam parte da Rede Estadual das Urgências.

Entre os 221 municípios sem cobertura do Samu, 37 já aderiram ao programa batizado de Chamar 192 (veja lista abaixo), ampliando para mais cerca de 200 mil habitantes a cobertura do telefone 192 e o serviço de atendimento pré-hospitalar de urgência. Com a adesão desses municípios, o atendimento por meio do 192 chega a 93,36% da população do Rio Grande do Sul.

A expectativa do Estado, nos próximos meses, é de alcançar 100% da população gaúcha, com a adesão voluntária de municípios. “As cidades que não têm habitantes suficientes para justificar a implantação de uma base própria do Samu se viam por conta própria na questão da urgência e emergência pré-hospitalar, descolados do serviço de urgência do Estado”, explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

A partir de agora, as equipes que já faziam este serviço anteriormente no município, como as chamadas “ambulâncias brancas municipais” e bombeiros, passarão a receber todo o apoio de comunicação e logística da Central de Regulação Estadual, sem tirar autonomia da gestão municipal na contratação de profissionais. O projeto é uma parceria entre governo do Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS).

De acordo com a coordenadora estadual de enfermagem do Samu, Andréa Cristiane da Silva Pinheiro, o projeto não vai beneficiar apenas os cidadãos que moram nesses municípios, mas também a todos que passarem pela região. “Uma pessoa que está viajando, por exemplo, e presencia um acidente na estrada em alguma das cidades que antes não tinha cobertura Samu agora pode ligar para o 192 e será atendida”, informou.

Secretária da Saúde, Arita Bergmann saudou a equipe da Central Estadual de Regulação e disse que a iniciativa é fundamental para proteger e salvar a vida dos cidadãos gaúchos. “Este é um projeto inovador e pioneiro. Nenhum Estado conseguiu atingir 100% da população abrangida pelo Samu”, ressaltou Elsade.

Antes do Chamar 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência abrangia população estimada de 10,3 milhões de habitantes, o que corresponde a 91,4% dos gaúchos. Ao aderirem ao projeto, os municípios deverão manter uma equipe com, no mínimo, um motorista e um técnico de enfermagem ou socorrista, e mantê-las por, pelo menos, 12 horas ao dia. Em contrapartida, a SES oferecerá regulação médica primária e secundária aos municípios, com orientação médica às equipes.

Novas turmas já estão agendadas para serem treinadas ainda neste ano, e a estimativa é de que cerca de 500 profissionais, no total, recebam esse primeiro treinamento para compor as equipes socorristas no Estado. A capacitação abrange questões de logística e operacionalização do sistema de regulação, ética e biossegurança, e os tipos mais comuns de acidentes como afogamento, choque elétrico, quedas, engasgos e outros.

Veja os municípios que aderiram ao Chamar 192:
Almirante Tamandaré do Sul
Alpestre
Alto Alegre
Amaral Ferrador
Ametista do Sul
Barracão
Boa Vista do Incra
Brochier
Cacique Doble
Caiçara
Campo Novo
Caseiros
Cerrito
Colorado
Fortaleza dos Valos
Igrejinha
Jari
Machadinho
Mato Castelhano
Monte Belo do Sul
Não-Me-Toque
Quinze de Novembro
Rolante
Sagrada Família
Saldanha Marinho
Santa Bárbara do Sul
Santo Antônio do Planalto
São José das Missões
São José do Ouro
Selbach
Tapera
Tio Hugo
Toropi
Ubiretama
Vicente Dutra
Victor Graeff
Vila Maria

Buscando ampliar a cobertura do 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no interior do Estado, a Secretaria da Saúde (SES) treinou mais de 100 profissionais socorristas nesta sexta-feira (16/10). São condutores de veículos, enfermeiros, técnicos, bombeiros voluntários e outros profissionais socorristas de pequenos municípios gaúchos que ainda não faziam parte da Rede Estadual das Urgências.

Entre os 221 municípios sem cobertura do Samu, 37 já aderiram ao programa batizado de Chamar 192 (veja lista abaixo), ampliando para mais cerca de 200 mil habitantes a cobertura do telefone 192 e o serviço de atendimento pré-hospitalar de urgência. Com a adesão desses municípios, o atendimento por meio do 192 chega a 93,36% da população do Rio Grande do Sul.

A expectativa do Estado, nos próximos meses, é de alcançar 100% da população gaúcha, com a adesão voluntária de municípios. “As cidades que não têm habitantes suficientes para justificar a implantação de uma base própria do Samu se viam por conta própria na questão da urgência e emergência pré-hospitalar, descolados do serviço de urgência do Estado", explicou o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

A partir de agora, as equipes que já faziam este serviço anteriormente no município, como as chamadas “ambulâncias brancas municipais” e bombeiros, passarão a receber todo o apoio de comunicação e logística da Central de Regulação Estadual, sem tirar autonomia da gestão municipal na contratação de profissionais. O projeto é uma parceria entre governo do Estado e Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS).

De acordo com a coordenadora estadual de enfermagem do Samu, Andréa Cristiane da Silva Pinheiro, o projeto não vai beneficiar apenas os cidadãos que moram nesses municípios, mas também a todos que passarem pela região. “Uma pessoa que está viajando, por exemplo, e presencia um acidente na estrada em alguma das cidades que antes não tinha cobertura Samu agora pode ligar para o 192 e será atendida”, informou.

Secretária da Saúde, Arita Bergmann saudou a equipe da Central Estadual de Regulação e disse que a iniciativa é fundamental para proteger e salvar a vida dos cidadãos gaúchos. “Este é um projeto inovador e pioneiro. Nenhum Estado conseguiu atingir 100% da população abrangida pelo Samu”, ressaltou Elsade.

Antes do Chamar 192, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência abrangia população estimada de 10,3 milhões de habitantes, o que corresponde a 91,4% dos gaúchos. Ao aderirem ao projeto, os municípios deverão manter uma equipe com, no mínimo, um motorista e um técnico de enfermagem ou socorrista, e mantê-las por, pelo menos, 12 horas ao dia. Em contrapartida, a SES oferecerá regulação médica primária e secundária aos municípios, com orientação médica às equipes.

Novas turmas já estão agendadas para serem treinadas ainda neste ano, e a estimativa é de que cerca de 500 profissionais, no total, recebam esse primeiro treinamento para compor as equipes socorristas no Estado. A capacitação abrange questões de logística e operacionalização do sistema de regulação, ética e biossegurança, e os tipos mais comuns de acidentes como afogamento, choque elétrico, quedas, engasgos e outros.

Veja os municípios que aderiram ao Chamar 192:
Almirante Tamandaré do Sul
Alpestre
Alto Alegre
Amaral Ferrador
Ametista do Sul
Barracão
Boa Vista do Incra
Brochier
Cacique Doble
Caiçara
Campo Novo
Caseiros
Cerrito
Colorado
Fortaleza dos Valos
Igrejinha
Jari
Machadinho
Mato Castelhano
Monte Belo do Sul
Não-Me-Toque
Quinze de Novembro
Rolante
Sagrada Família
Saldanha Marinho
Santa Bárbara do Sul
Santo Antônio do Planalto
São José das Missões
São José do Ouro
Selbach
Tapera
Tio Hugo
Toropi
Ubiretama
Vicente Dutra
Victor Graeff
Vila Maria

Link para notícia no site Tua Rádio

Inscrições para editais da Lei Aldir Blanc se encerraram nesta sexta (16) com volume inédito de projetos

As inscrições para os dois primeiros editais com recursos da Lei Aldir Blanc lançados pela Secretaria da Cultura (Sedac) se encerraram nesta sexta-feira (16/10), às 16h59, com uma demanda sem precedentes de projetos apresentados. Para dar conta, a Sedac montou uma força-tarefa para validar os cadastros.

“Foram mais de 1,7 mil projetos inscritos para concorrer ao R$ 14 milhões disponíveis”, destaca o diretor de Fomento da Sedac, Rafael Balle, que complementa: “a mobilização do setor cultural foi decisiva para conquistar a descentralização dos recursos pela Lei Aldir Blanc e, agora, se mostrou ainda mais intensa participando destes editais.”

Os editais haviam sido publicados pela Sedac no dia 1 de outubro, no Diário Oficial do Estado (DOE): o edital Sedac nº 09/2020 – Produções Culturais e Artísticas e o edital Sedac nº 10/2020 – Aquisição de Bens e Materiais. Puderam apresentar projetos microempreendedores individuais, empresas, entidades, associações e instituições da área cultural com registro junto ao Cadastro Estadual de Proponentes do Estado.

O RS se destacou pela articulação durante a Conferência Estadual de Cultura, nos meses de agosto e setembro, de forma on-line, e com transmissão da TVE e FM Cultura no primeiro ciclo. A conferência definiu as diretrizes para os investimentos dos recursos recebidos pelo governo do Estado.
“Queremos parabenizar artistas, técnicos, produtores e agentes culturais que trabalharam tanto nesses últimos dias, elaborando projetos, conectando pessoas e, assim, gerando perspectivas para o desenvolvimento cultural do nosso Estado. A equipe da Sedac mantém foco no fortalecimento do fomento ao setor, visando assegurar à sociedade gaúcha o direito de acesso aos bens e serviços culturais”, afirma a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.
Próximos editais
Estão abertas até o dia 21/10 as chamadas públicas para selecionar entidades parceiras para a realização de outros três editais: Prêmio Trajetórias, Criação e Formação e Ações Culturais das Comunidades.
Esses editais serão lançados após o recebimento dos recursos pela entidade parceira, aumentando as possibilidades para acesso à verba, inclusive por pessoas físicas e coletivos informais da área cultural, que devem investir R$ 26 milhões.
No site da Sedac, o banner “Plano de Ação do RS para a Lei Aldir Blanc” traz, em detalhes, os investimentos da lei no Rio Grande do Sul, na ordem de R$ 69,7 milhões.
A Lei Aldir Blanc também disponibiliza R$ 85 milhões para os 497 municípios gaúchos.
Lei Aldir Blanc
Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, descentralizando R$ 3 bilhões para Estados, municípios e Distrito Federal.

As inscrições para os dois primeiros editais com recursos da Lei Aldir Blanc lançados pela Secretaria da Cultura (Sedac) se encerraram nesta sexta-feira (16/10), às 16h59, com uma demanda sem precedentes de projetos apresentados. Para dar conta, a Sedac montou uma força-tarefa para validar os cadastros.

“Foram mais de 1,7 mil projetos inscritos para concorrer ao R$ 14 milhões disponíveis”, destaca o diretor de Fomento da Sedac, Rafael Balle, que complementa: “a mobilização do setor cultural foi decisiva para conquistar a descentralização dos recursos pela Lei Aldir Blanc e, agora, se mostrou ainda mais intensa participando destes editais.”

Os editais haviam sido publicados pela Sedac no dia 1 de outubro, no Diário Oficial do Estado (DOE): o edital Sedac nº 09/2020 – Produções Culturais e Artísticas e o edital Sedac nº 10/2020 – Aquisição de Bens e Materiais. Puderam apresentar projetos microempreendedores individuais, empresas, entidades, associações e instituições da área cultural com registro junto ao Cadastro Estadual de Proponentes do Estado.

O RS se destacou pela articulação durante a Conferência Estadual de Cultura, nos meses de agosto e setembro, de forma on-line, e com transmissão da TVE e FM Cultura no primeiro ciclo. A conferência definiu as diretrizes para os investimentos dos recursos recebidos pelo governo do Estado.
“Queremos parabenizar artistas, técnicos, produtores e agentes culturais que trabalharam tanto nesses últimos dias, elaborando projetos, conectando pessoas e, assim, gerando perspectivas para o desenvolvimento cultural do nosso Estado. A equipe da Sedac mantém foco no fortalecimento do fomento ao setor, visando assegurar à sociedade gaúcha o direito de acesso aos bens e serviços culturais”, afirma a secretária da Cultura, Beatriz Araujo.
Próximos editais
Estão abertas até o dia 21/10 as chamadas públicas para selecionar entidades parceiras para a realização de outros três editais: Prêmio Trajetórias, Criação e Formação e Ações Culturais das Comunidades.
Esses editais serão lançados após o recebimento dos recursos pela entidade parceira, aumentando as possibilidades para acesso à verba, inclusive por pessoas físicas e coletivos informais da área cultural, que devem investir R$ 26 milhões.
No site da Sedac, o banner "Plano de Ação do RS para a Lei Aldir Blanc" traz, em detalhes, os investimentos da lei no Rio Grande do Sul, na ordem de R$ 69,7 milhões.
A Lei Aldir Blanc também disponibiliza R$ 85 milhões para os 497 municípios gaúchos.
Lei Aldir Blanc
Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública, descentralizando R$ 3 bilhões para Estados, municípios e Distrito Federal.

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul contabiliza 9.639 casos positivos de Covid-19

Cidade está com os leitos adulto SUS em 65% de ocupação
Caxias do Sul apresentou mais 56 casos positivos de covid-19 nesta sexta-feira (16/10). Agora, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) afirma que a cidade possui 9.639 infectados, com 8.569 recuperados e 914 que estão com a doença no organismo. Dos ativos, 868 estão em isolamento domiciliar, 20 em enfermaria e 26 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O Município registra ainda 156 óbitos por coronavírus.

Caxias do Sul tem 149 leitos de UTI utilizados dos 228 disponíveis, apresentando 65 % de ocupação. Dos leitos de UTI Adulto do Sistema Único de Saúde (SUS), 73% estão ocupados, com 53 usados dos 73 ofertados. Os leitos privados chegam 68% de ocupação (58 ocupados dos 85 disponibilizados).

Dos casos positivos totais, 5.126 são mulheres e 4.513 são homens, com a maioria em uma faixa etária de 30 a 39 anos. Desses, 1.077 são profissionais da saúde e 60 da segurança. O Executivo ainda mostra que 6.109 pessoas procuraram os postos de saúde por síndrome gripal, mas não foram testadas.

A cidade também possui 122 casos suspeitos e 60.402 casos negativos. Para mais informações, acesse a plataforma covid.caxias.rs.gov.br.

Cidade está com os leitos adulto SUS em 65% de ocupação

Caxias do Sul apresentou mais 56 casos positivos de covid-19 nesta sexta-feira (16/10). Agora, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) afirma que a cidade possui 9.639 infectados, com 8.569 recuperados e 914 que estão com a doença no organismo. Dos ativos, 868 estão em isolamento domiciliar, 20 em enfermaria e 26 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O Município registra ainda 156 óbitos por coronavírus.

Caxias do Sul tem 149 leitos de UTI utilizados dos 228 disponíveis, apresentando 65 % de ocupação. Dos leitos de UTI Adulto do Sistema Único de Saúde (SUS), 73% estão ocupados, com 53 usados dos 73 ofertados. Os leitos privados chegam 68% de ocupação (58 ocupados dos 85 disponibilizados).

Dos casos positivos totais, 5.126 são mulheres e 4.513 são homens, com a maioria em uma faixa etária de 30 a 39 anos. Desses, 1.077 são profissionais da saúde e 60 da segurança. O Executivo ainda mostra que 6.109 pessoas procuraram os postos de saúde por síndrome gripal, mas não foram testadas.

A cidade também possui 122 casos suspeitos e 60.402 casos negativos. Para mais informações, acesse a plataforma covid.caxias.rs.gov.br.

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul registra 115 casos da Covid-19 em um dia

Total de pessoas infectadas pela doença sobe para 9.583
A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta terça-feira (13) informando que o município chegou a 9.583 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 928 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 8.500 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 886 estão em isolamento domiciliar, 17 em enfermaria e 25 em UTI.

Também há 80 pessoas aguardando resultado e 60.308 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 155 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 9.583 casos confirmados, 4.489 são homens e 5.094 mulheres. Do total, 1.072 são profissionais da saúde e 60 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 84%, com 61 vagas utilizadas. Já na rede particular, 61 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 72% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Total de pessoas infectadas pela doença sobe para 9.583

A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta terça-feira (13) informando que o município chegou a 9.583 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 928 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 8.500 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 886 estão em isolamento domiciliar, 17 em enfermaria e 25 em UTI.

Também há 80 pessoas aguardando resultado e 60.308 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 155 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 9.583 casos confirmados, 4.489 são homens e 5.094 mulheres. Do total, 1.072 são profissionais da saúde e 60 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 84%, com 61 vagas utilizadas. Já na rede particular, 61 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 72% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Link para notícia no site Tua Rádio

Finados: Interessados em vender flores nos cemitérios públicos de Caxias precisam se inscrever

Documentação precisa ser encaminhada para Secretaria de Urbanismo até dia 23.
Abre nesta sexta-feira (16) o prazo para inscrições do cadastro de interessados em vender flores nas proximidades dos cemitérios públicos I e II de Caxias do Sul no feriado de Finados. A documentação precisa ser encaminhada na Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) até o dia 23.

É necessário apresentar comprovante de residência na cidade e documento com foto. A entrega dos documentos precisa ser agendada pelo telefone 3218-6128. Além disso, é necessário pagar uma taxa de R$ 100,35.

As vendas serão permitidas somente nos dias 31/10, 1º e 02/11.

Documentação precisa ser encaminhada para Secretaria de Urbanismo até dia 23.

Abre nesta sexta-feira (16) o prazo para inscrições do cadastro de interessados em vender flores nas proximidades dos cemitérios públicos I e II de Caxias do Sul no feriado de Finados. A documentação precisa ser encaminhada na Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) até o dia 23.

É necessário apresentar comprovante de residência na cidade e documento com foto. A entrega dos documentos precisa ser agendada pelo telefone 3218-6128. Além disso, é necessário pagar uma taxa de R$ 100,35.

As vendas serão permitidas somente nos dias 31/10, 1º e 02/11.

Link para notícia no site Tua Rádio

Estado já perdeu quase 90 mil empregos formais em 2020

Cerca de 88,6 mil vínculos foram encerrados. Número representa redução de 3,5%.
Influenciado pela pandemia e a estiagem, o mercado de trabalho formal no Rio Grande do Sul apresentou uma redução significativa entre os meses de janeiro e agosto. Segundo dados do boletim de trabalho, produzido pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, 88,6 mil empregos foram encerrados no período.

O documento aponta que os mais prejudicados foram mulheres, trabalhadores menos escolarizados e a população com idade igual ou superior a 50 anos. Já os setores que mais sentiram os efeitos foram Comércio e Serviços.

O pesquisador Guilherme Xavier Sobrinho, um dos responsáveis pelo documento, deu mais detalhes sobre o boletim em entrevista ao No Ponto desta quinta-feira (15. O documento na íntegra você confere AQUI.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Cerca de 88,6 mil vínculos foram encerrados. Número representa redução de 3,5%.

Influenciado pela pandemia e a estiagem, o mercado de trabalho formal no Rio Grande do Sul apresentou uma redução significativa entre os meses de janeiro e agosto. Segundo dados do boletim de trabalho, produzido pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, 88,6 mil empregos foram encerrados no período.

O documento aponta que os mais prejudicados foram mulheres, trabalhadores menos escolarizados e a população com idade igual ou superior a 50 anos. Já os setores que mais sentiram os efeitos foram Comércio e Serviços.

O pesquisador Guilherme Xavier Sobrinho, um dos responsáveis pelo documento, deu mais detalhes sobre o boletim em entrevista ao No Ponto desta quinta-feira (15. O documento na íntegra você confere AQUI.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul contabiliza a 155ª morte por Covid-19

Trata-se de uma idosa, de 73 anos, com comorbidades
Caxias do Sul registrou mais uma morte por Covid-19 nesta quinta-feira (15/10). Trata-se de uma idosa, de 73 anos, hipertensa. Ela internou na UTI do Hospital Geral no dia 10 de outubro e faleceu no dia seguinte.

Dessa forma, Caxias do Sul registra 155 óbitos, sendo 89 masculinos entre 31 e 94 anos e 66 femininos entre 33 e 97 anos.

Trata-se de uma idosa, de 73 anos, com comorbidades

Caxias do Sul registrou mais uma morte por Covid-19 nesta quinta-feira (15/10). Trata-se de uma idosa, de 73 anos, hipertensa. Ela internou na UTI do Hospital Geral no dia 10 de outubro e faleceu no dia seguinte.

Dessa forma, Caxias do Sul registra 155 óbitos, sendo 89 masculinos entre 31 e 94 anos e 66 femininos entre 33 e 97 anos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Com mais 110 novos casos, Caxias do Sul passa a 9.468 registros da Covid-19

Segundo Secretaria da Saúde, 8.470 pessoas estão recuperadas
A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta quarta-feira (14) informando que o município chegou a 9.468 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 844 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 8.470 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 808 estão em isolamento domiciliar, 16 em enfermaria e 20 em UTI.

Também há 115 pessoas aguardando resultado e 60.116 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 154 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 9.468 casos confirmados, 4.431 são homens e 5.037 mulheres. Do total, 1.060 são profissionais da saúde e 60 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 79%, com 58 vagas utilizadas. Já na rede particular, 64 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 75% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Segundo Secretaria da Saúde, 8.470 pessoas estão recuperadas

A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta quarta-feira (14) informando que o município chegou a 9.468 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 844 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 8.470 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 808 estão em isolamento domiciliar, 16 em enfermaria e 20 em UTI.

Também há 115 pessoas aguardando resultado e 60.116 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 154 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 9.468 casos confirmados, 4.431 são homens e 5.037 mulheres. Do total, 1.060 são profissionais da saúde e 60 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 79%, com 58 vagas utilizadas. Já na rede particular, 64 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 75% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Link para notícia no site Tua Rádio

Idoso de 81 anos é o 154º óbito por Covid-19 em Caxias do Sul

Ele internou no Hospital Pompéia no dia 8 de outubro e faleceu hoje
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirma o 154º óbito por Covid-19 nesta quarta-feira (14/10), em Caxias do Sul. Trata-se de um idoso, de 81 anos, com Alzheimer. Ele internou no Hospital Pompéia dia 8 de outubro e faleceu hoje (14/10).

Dessa forma, Caxias do Sul registra 89 mortes masculinas, entre 31 e 94 anos, e 65 femininas, entre 33 e 97 anos.

Ele internou no Hospital Pompéia no dia 8 de outubro e faleceu hoje

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirma o 154º óbito por Covid-19 nesta quarta-feira (14/10), em Caxias do Sul. Trata-se de um idoso, de 81 anos, com Alzheimer. Ele internou no Hospital Pompéia dia 8 de outubro e faleceu hoje (14/10).

Dessa forma, Caxias do Sul registra 89 mortes masculinas, entre 31 e 94 anos, e 65 femininas, entre 33 e 97 anos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Trombose pode matar uma em quatro pessoas, alerta especialista

Ações preventivas como hábitos saudáveis, acompanhamento e tratamento dos fatores de risco são indicados
De acordo com a Sociedade Internacional de Trombose e Hemostasia, uma em cada quatro pessoas morre por condições causadas pela trombose no mundo. Para chamar a atenção e orientar sobre os riscos e cuidados, a organização promove o Dia Internacional de Prevenção da Trombose, lembrado em 13 de outubro. O evento global propõe uma série de atividades informativas de prevenção e diagnóstico precoce que envolvem a comunidade médica e a população em geral.

O cirurgião vascular do Hospital Moinhos de Vento, Marcelo Teruchkin, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular e da Sociedade Brasileira de Trombose e Hemostasia, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã de ontem (13). Acompanhe na íntegra.

Ações preventivas como hábitos saudáveis, acompanhamento e tratamento dos fatores de risco são indicados

De acordo com a Sociedade Internacional de Trombose e Hemostasia, uma em cada quatro pessoas morre por condições causadas pela trombose no mundo. Para chamar a atenção e orientar sobre os riscos e cuidados, a organização promove o Dia Internacional de Prevenção da Trombose, lembrado em 13 de outubro. O evento global propõe uma série de atividades informativas de prevenção e diagnóstico precoce que envolvem a comunidade médica e a população em geral.

O cirurgião vascular do Hospital Moinhos de Vento, Marcelo Teruchkin, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular e da Sociedade Brasileira de Trombose e Hemostasia, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã de ontem (13). Acompanhe na íntegra.

Link para notícia no site Tua Rádio

Tua Rádio São Francisco promove série de entrevistas com candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul

Sabatinas ocorrem das 11h ao meio-dia, a partir da próxima segunda-feira (19/10) e poderão ser acompanhadas em live no Facebook, além dos 560 AM. Serão abordados temas como saúde, educação, segurança e mobilidade, entre outros.
A Tua Rádio São Francisco (560 AM) inicia, a partir da próxima segunda-feira (19/10), a série de entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul. As sabatinas, que serão realizadas pela equipe de Jornalismo da emissora, ocorrem até o dia 3 de novembro, das 11h ao meio-dia. Os 11 postulantes ao cargo de chefe do Executivo caxiense confirmaram a participação. A ordem das entrevistas foi definida de acordo com a ordem alfabética dos nomes dos candidatos.

Em pauta estarão as principais demandas da comunidade caxiense, como saúde, educação, segurança pública, mobilidade, habitação, cultura, gestão pública, além da apresentação dos planos de governo dos candidatos, que terão uma hora para expor suas ideias, projetos e propostas para o município. Além disso, todas as medidas de proteção estão sendo adotadas pelas equipes da emissora e dos candidatos contra a disseminação da Covid-19.

A série de entrevistas com os candidatos começa na segunda-feira, dia 19 de outubro, com a participação de Adiló Didomênico, da coligação “Levanta Caxias”. Na terça-feira, dia 20, o convidado é Antônio Feldmann, do Podemos, seguido por Carlos Búrigo, da coligação “Vamos Abraçar Caxias”, no dia 21. No dia 22, o candidato Edson Néspolo da coligação “Avança Caxias Vibrante” será o entrevistado. Já no dia 23, sexta-feira, é a vez de Júlio Freitas, do Republicanos. Na segunda-feira, dia 26, Marcelo Slaviero, do NOVO, é o convidado, seguido por Nelson D’Arrigo, do Patriota, na terça, dia 27. Na quarta-feira, dia 28, o entrevistado é Pepe Vargas, da coligação “Caxias Pra Frente”. Já na quinta, dia 29, é a vez da sabatina com o candidato Renato Nunes, do PL, seguido por Renato Toigo, do PSL, na sexta-feira, dia 30. O candidato Vinícius Ribeiro, da coligação “Por Uma Caxias Próspera e Justa” fecha a série de entrevistas, na terça-feira, dia 3 de novembro.

As entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul poderão ser acompanhadas por live no Facebook.com/redetuaradio, no site tuaradio.com.br, aplicativo da Tua Rádio, além do tradicional 560 AM. A menos de um mês das eleições municipais, a Tua Rádio São Francisco oferece aos ouvintes a oportunidade de conhecerem os candidatos e avaliarem suas propostas, para decidirem quem irá governar Caxias nos próximos quatro anos.

Sabatinas ocorrem das 11h ao meio-dia, a partir da próxima segunda-feira (19/10) e poderão ser acompanhadas em live no Facebook, além dos 560 AM. Serão abordados temas como saúde, educação, segurança e mobilidade, entre outros.

A Tua Rádio São Francisco (560 AM) inicia, a partir da próxima segunda-feira (19/10), a série de entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul. As sabatinas, que serão realizadas pela equipe de Jornalismo da emissora, ocorrem até o dia 3 de novembro, das 11h ao meio-dia. Os 11 postulantes ao cargo de chefe do Executivo caxiense confirmaram a participação. A ordem das entrevistas foi definida de acordo com a ordem alfabética dos nomes dos candidatos.

Em pauta estarão as principais demandas da comunidade caxiense, como saúde, educação, segurança pública, mobilidade, habitação, cultura, gestão pública, além da apresentação dos planos de governo dos candidatos, que terão uma hora para expor suas ideias, projetos e propostas para o município. Além disso, todas as medidas de proteção estão sendo adotadas pelas equipes da emissora e dos candidatos contra a disseminação da Covid-19.

A série de entrevistas com os candidatos começa na segunda-feira, dia 19 de outubro, com a participação de Adiló Didomênico, da coligação “Levanta Caxias”. Na terça-feira, dia 20, o convidado é Antônio Feldmann, do Podemos, seguido por Carlos Búrigo, da coligação “Vamos Abraçar Caxias”, no dia 21. No dia 22, o candidato Edson Néspolo da coligação “Avança Caxias Vibrante” será o entrevistado. Já no dia 23, sexta-feira, é a vez de Júlio Freitas, do Republicanos. Na segunda-feira, dia 26, Marcelo Slaviero, do NOVO, é o convidado, seguido por Nelson D’Arrigo, do Patriota, na terça, dia 27. Na quarta-feira, dia 28, o entrevistado é Pepe Vargas, da coligação “Caxias Pra Frente”. Já na quinta, dia 29, é a vez da sabatina com o candidato Renato Nunes, do PL, seguido por Renato Toigo, do PSL, na sexta-feira, dia 30. O candidato Vinícius Ribeiro, da coligação “Por Uma Caxias Próspera e Justa” fecha a série de entrevistas, na terça-feira, dia 3 de novembro.

As entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Caxias do Sul poderão ser acompanhadas por live no Facebook.com/redetuaradio, no site tuaradio.com.br, aplicativo da Tua Rádio, além do tradicional 560 AM. A menos de um mês das eleições municipais, a Tua Rádio São Francisco oferece aos ouvintes a oportunidade de conhecerem os candidatos e avaliarem suas propostas, para decidirem quem irá governar Caxias nos próximos quatro anos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Fabe faz live sobre Propaganda Eleitoral na Internet e Responsabilidade Civil nas Eleições

Assunto será abordado por analistas do TRE
O Curso de Direito da Fabe – Faculdade da Associação Brasiliense de Educação, vai realizar uma live com a temática Propaganda Eleitoral na Internet e Responsabilidade Civil nas Eleições de 2020. O conteúdo será abordado por Angelo Soares Castilhos e Daniela de Cassia Wochnicki, ambos analistas judiciários do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul.

A mediação da conversa será dos professores Rafael Copetti e Lucas Zolet. Entre as abordagens, os profissionais farão um panorama das principais disposições legais aplicadas às Eleições de 2020. A live será nesta quarta-feira, 14/10, a partir das 19h, pela plataforma streamyard, com transmissão mútua pelo YouTube e Facebook da Fabe. Além de acadêmicos, podem participar pessoas que tenham interesse no tema.

Assunto será abordado por analistas do TRE

O Curso de Direito da Fabe – Faculdade da Associação Brasiliense de Educação, vai realizar uma live com a temática Propaganda Eleitoral na Internet e Responsabilidade Civil nas Eleições de 2020. O conteúdo será abordado por Angelo Soares Castilhos e Daniela de Cassia Wochnicki, ambos analistas judiciários do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul.

A mediação da conversa será dos professores Rafael Copetti e Lucas Zolet. Entre as abordagens, os profissionais farão um panorama das principais disposições legais aplicadas às Eleições de 2020. A live será nesta quarta-feira, 14/10, a partir das 19h, pela plataforma streamyard, com transmissão mútua pelo YouTube e Facebook da Fabe. Além de acadêmicos, podem participar pessoas que tenham interesse no tema.

Link para notícia no site Tua Rádio

Conheça as medidas de segurança contra covid-19 para o dia da votação

Protocolos serão adotados no primeiro e no segundo turno
Por causa da pandemia do novo coronavírus, uma série de protocolos de segurança serão adotados pela Justiça Eleitoral no primeiro e no segundo turno das eleições municipais nos dias 15 e 29 de novembro, respectivamente. Elaborado por uma equipe de especialistas dos hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês e por técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), consultados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o plano de segurança sanitária para as eleições municipais de 2020 é focado em duas frentes: mesários e eleitor. Cartazes ilustrativos com o passo a passo da votação serão fixados nas seções eleitorais.

Eleitores

Horário de votação ampliado: 7h da manhã até as 17h. Até as 10h será preferencial para maiores de 60 anos. Máscaras: uso obrigatório, sem ela o eleitor não poderá votar. Caso seja necessário, o mesário pode pedir que o eleitor se afaste e abaixe a máscara para conferir a foto na identidade. Distanciamento: será exigido mínimo de 1 metro. Comida: não será permitido comer ou beber nada na fila de espera. A medida é para evitar que as pessoas tirem a máscara.

Álcool em gel: será distribuído em todas seções para que os eleitores limpem as mãos antes e depois da votação.

Caneta: o TSE recomenda que os eleitores levem sua própria caneta para assinar presença no caderno de votação.

Mesários receberão máscaras e terão que trocá-las a cada quatro horas, usar álcool e uma proteção facial de acetato (face shield), que terá de ser usada o tempo todo.

Covid-19

Tanto mesários quanto eleitores que estiverem com sintomas da covid-19 no dia do pleito não devem comparecer ao local de votação. Posteriormente, a ausência poderá ser justificada na Justiça Eleitoral.

Fonte: Agência Brasil

Protocolos serão adotados no primeiro e no segundo turno

Por causa da pandemia do novo coronavírus, uma série de protocolos de segurança serão adotados pela Justiça Eleitoral no primeiro e no segundo turno das eleições municipais nos dias 15 e 29 de novembro, respectivamente. Elaborado por uma equipe de especialistas dos hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês e por técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), consultados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o plano de segurança sanitária para as eleições municipais de 2020 é focado em duas frentes: mesários e eleitor. Cartazes ilustrativos com o passo a passo da votação serão fixados nas seções eleitorais.

Eleitores

Horário de votação ampliado: 7h da manhã até as 17h. Até as 10h será preferencial para maiores de 60 anos. Máscaras: uso obrigatório, sem ela o eleitor não poderá votar. Caso seja necessário, o mesário pode pedir que o eleitor se afaste e abaixe a máscara para conferir a foto na identidade. Distanciamento: será exigido mínimo de 1 metro. Comida: não será permitido comer ou beber nada na fila de espera. A medida é para evitar que as pessoas tirem a máscara.

Álcool em gel: será distribuído em todas seções para que os eleitores limpem as mãos antes e depois da votação.

Caneta: o TSE recomenda que os eleitores levem sua própria caneta para assinar presença no caderno de votação.

Mesários receberão máscaras e terão que trocá-las a cada quatro horas, usar álcool e uma proteção facial de acetato (face shield), que terá de ser usada o tempo todo.

Covid-19

Tanto mesários quanto eleitores que estiverem com sintomas da covid-19 no dia do pleito não devem comparecer ao local de votação. Posteriormente, a ausência poderá ser justificada na Justiça Eleitoral.

Fonte: Agência Brasil

Link para notícia no site Tua Rádio

Saúde lança cartilha com protocolos sanitários para o período eleitoral

A Secretaria da Saúde (SES) produziu uma cartilha com orientações para controle e prevenção da Covid-19 durante a campanha eleitoral. As recomendações têm objetivo de apoiar o processo, garantindo boas práticas e cuidados sanitários para a população. Seguem aplicadas neste período todas as normas permanentes do modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado.

As medidas e ações devem prioritariamente evitar aglomeração, contatos físicos e aumento do fluxo de pessoas, em especial, em ambientes fechados. Recomenda-se também o uso de máscara e a exigência da proteção por parceiros ou colaboradores, além de cuidados quanto à higienização das mãos e de objetos.

As atividades de carreatas, bandeiraços, caminhadas e visitas devem ser evitadas. Caso forem realizadas, devem ser observados os protocolos previstos na Portaria SES Nº 617/2020, se evitando aglomeração e sendo mantido o distanciamento e a demarcação do espaço. Os veículos não devem circular com a lotação máxima, e a organização deve prever que os indivíduos não saiam dos automóveis no percurso, evitando circulação.

A mesma portaria também trata de eventos como reuniões e comícios, quando se sugere respeitar as orientações para situações comparáveis, como lojas, restaurantes, instituições de ensino ou eventos corporativos. Por isso, devem ser garantidas as recomendações do Distanciamento Controlado, incluído a observação do número máximo de pessoas por ambientes.

O distanciamento deve ser respeitado, considerando-se um metro para pessoas com o uso de máscaras ou dois metros em situações quando não for possível o uso delas (em refeições ou outros locais em que possa existir alimentação ou consumo de líquidos). No contato com outras pessoas, a orientação é que sejam evitados comportamentos como apertos de mão, abraços e beijos no rosto, assim como o compartilhamento de objetos pessoais (copos, chimarrão, caneta, telefone e fones de ouvido por exemplo).

A Secretaria da Saúde (SES) produziu uma cartilha com orientações para controle e prevenção da Covid-19 durante a campanha eleitoral. As recomendações têm objetivo de apoiar o processo, garantindo boas práticas e cuidados sanitários para a população. Seguem aplicadas neste período todas as normas permanentes do modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado.

As medidas e ações devem prioritariamente evitar aglomeração, contatos físicos e aumento do fluxo de pessoas, em especial, em ambientes fechados. Recomenda-se também o uso de máscara e a exigência da proteção por parceiros ou colaboradores, além de cuidados quanto à higienização das mãos e de objetos.

As atividades de carreatas, bandeiraços, caminhadas e visitas devem ser evitadas. Caso forem realizadas, devem ser observados os protocolos previstos na Portaria SES Nº 617/2020, se evitando aglomeração e sendo mantido o distanciamento e a demarcação do espaço. Os veículos não devem circular com a lotação máxima, e a organização deve prever que os indivíduos não saiam dos automóveis no percurso, evitando circulação.

A mesma portaria também trata de eventos como reuniões e comícios, quando se sugere respeitar as orientações para situações comparáveis, como lojas, restaurantes, instituições de ensino ou eventos corporativos. Por isso, devem ser garantidas as recomendações do Distanciamento Controlado, incluído a observação do número máximo de pessoas por ambientes.

O distanciamento deve ser respeitado, considerando-se um metro para pessoas com o uso de máscaras ou dois metros em situações quando não for possível o uso delas (em refeições ou outros locais em que possa existir alimentação ou consumo de líquidos). No contato com outras pessoas, a orientação é que sejam evitados comportamentos como apertos de mão, abraços e beijos no rosto, assim como o compartilhamento de objetos pessoais (copos, chimarrão, caneta, telefone e fones de ouvido por exemplo).

Link para notícia no site Tua Rádio

Sine Caxias do Sul disponibiliza mais de 120 vagas de emprego a partir desta terça-feira (13)

90 vagas são para preenchimento urgente para trabalho temporário no evento Mercopar
A agência FGTAS/SINE de Caxias do Sul tem 122 vagas de emprego disponíveis em diversos setores. Dentre as vagas ofertadas, 90 são para trabalho temporário nas áreas de segurança, portaria e limpeza no evento Mercopar.

A agência atende de segunda a sexta, das 8h às 14h. Todas as manhãs, ocorre a distribuição de senhas para atendimento referente às vagas de emprego. Nas fichas constam os horários, para não gerar aglomerações. A lista completa com todas as 122 vagas de trabalho está disponível AQUI.

Quanto ao Seguro-Desemprego, o procedimento é feito de forma online pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. Caso o cidadão tenha dúvidas ou não consiga realizar o pedido na plataforma, é preciso agendar um horário para o atendimento na própria agência. Os telefones para contato são: (54) 3223-7071 / 3223-0408 / 3215-4900 / 98432-6548.

Confira as vagas para preenchimento urgente:

SEGURANÇA NO EVENTO MERCOPAR : 30 VAGAS

*ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

* EXPERIÊNCIA EM CTPS.

AUXILIAR DE LIMPEZA NO EVENTO MERCOPAR: 30 VAGAS

* ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

* EXPERIÊNCIA EM CTPS.

PORTEIRO NO EVENTO MERCOPAR: 30 VAGAS

* ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

* EXPERIÊNCIA EM CTPS.

90 vagas são para preenchimento urgente para trabalho temporário no evento Mercopar

A agência FGTAS/SINE de Caxias do Sul tem 122 vagas de emprego disponíveis em diversos setores. Dentre as vagas ofertadas, 90 são para trabalho temporário nas áreas de segurança, portaria e limpeza no evento Mercopar.

A agência atende de segunda a sexta, das 8h às 14h. Todas as manhãs, ocorre a distribuição de senhas para atendimento referente às vagas de emprego. Nas fichas constam os horários, para não gerar aglomerações. A lista completa com todas as 122 vagas de trabalho está disponível AQUI.

Quanto ao Seguro-Desemprego, o procedimento é feito de forma online pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital. Caso o cidadão tenha dúvidas ou não consiga realizar o pedido na plataforma, é preciso agendar um horário para o atendimento na própria agência. Os telefones para contato são: (54) 3223-7071 / 3223-0408 / 3215-4900 / 98432-6548.

Confira as vagas para preenchimento urgente:

SEGURANÇA NO EVENTO MERCOPAR : 30 VAGAS

*ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

* EXPERIÊNCIA EM CTPS.

AUXILIAR DE LIMPEZA NO EVENTO MERCOPAR: 30 VAGAS

* ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

* EXPERIÊNCIA EM CTPS.

PORTEIRO NO EVENTO MERCOPAR: 30 VAGAS

* ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO

* EXPERIÊNCIA EM CTPS.

Link para notícia no site Tua Rádio

Setor comemora Dia Mundial do Ovo com projeções recordes em cenário complexo

Consumo cresce em patamares históricos, mas custos de produção impõem desafio
O brasileiro está comendo ovo como nunca, o que é motivo de comemoração especialmente nesta sexta, 09/10, quando o mundo inteiro comemora o Dia do Ovo. De acordo com projeções da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o consumo per capita nacional deve alcançar 250 unidades neste ano, número 8,5% maior em relação ao ano passado. Em 2010, este índice era de 148 unidades.

O marauense Ricardo Santin, presidente da ABPA e do Instituto Ovos Brasil (IOB), ressalta que, ao longo da última década, o brasileiro mudou seus hábitos alimentares, e o ovo foi um dos protagonistas desse processo. A preocupação com a saudabilidade dos alimentos ganhou força ao mesmo tempo em que a população tinha informações mais claras sobre as qualidades do ovo.

“Hoje, graças ao empenho setorial por meio de instituições como o IOB, as entidades estaduais, os órgãos de saúde, a nutrição e outros, é de conhecimento público que o ovo é um alimento completo, recomendável a todas às faixas etárias. Essa ampla divulgação de atributos, após pesquisas que comprovaram a sua eficácia alimentar, impulsionaram o consumo e fizeram justiça a um alimento que é acessível e extremamente seguro”, avalia.

O ovo produzido no Brasil é, predominantemente, consumido no mercado interno. Das 53 bilhões de unidades que deverão ser produzidas este ano (quase 1,3 mil ovos por segundo), menos de 1% ganha o mercado internacional.

“O ovo exerce um papel estratégico na segurança alimentar e saúde pública do Brasil. É um alimento que marca presença nas mesas das famílias de diversas classes sociais. Porém, como qualquer outro produto, está sujeito às altas de custos de produção. É o quadro que enfrentamos hoje com o milho e a soja, em altas históricas. Em algumas praças, a alta comparativa com o ano anterior chega a 70%”, diz Santin.

Frente a este cenário que impacta não apenas o ovo, mas também a carne de frango e a carne suína, a ABPA solicitou ao Governo Federal, por meio da Câmara de Comércio Exterior (CAMEX), a suspensão temporária da Tarifa de Exportação Comum (TEC) para a importação de milho e de soja provenientes de nações externas ao Mercosul.

Consumo cresce em patamares históricos, mas custos de produção impõem desafio

O brasileiro está comendo ovo como nunca, o que é motivo de comemoração especialmente nesta sexta, 09/10, quando o mundo inteiro comemora o Dia do Ovo. De acordo com projeções da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o consumo per capita nacional deve alcançar 250 unidades neste ano, número 8,5% maior em relação ao ano passado. Em 2010, este índice era de 148 unidades.

O marauense Ricardo Santin, presidente da ABPA e do Instituto Ovos Brasil (IOB), ressalta que, ao longo da última década, o brasileiro mudou seus hábitos alimentares, e o ovo foi um dos protagonistas desse processo. A preocupação com a saudabilidade dos alimentos ganhou força ao mesmo tempo em que a população tinha informações mais claras sobre as qualidades do ovo.

“Hoje, graças ao empenho setorial por meio de instituições como o IOB, as entidades estaduais, os órgãos de saúde, a nutrição e outros, é de conhecimento público que o ovo é um alimento completo, recomendável a todas às faixas etárias. Essa ampla divulgação de atributos, após pesquisas que comprovaram a sua eficácia alimentar, impulsionaram o consumo e fizeram justiça a um alimento que é acessível e extremamente seguro”, avalia.

O ovo produzido no Brasil é, predominantemente, consumido no mercado interno. Das 53 bilhões de unidades que deverão ser produzidas este ano (quase 1,3 mil ovos por segundo), menos de 1% ganha o mercado internacional.

“O ovo exerce um papel estratégico na segurança alimentar e saúde pública do Brasil. É um alimento que marca presença nas mesas das famílias de diversas classes sociais. Porém, como qualquer outro produto, está sujeito às altas de custos de produção. É o quadro que enfrentamos hoje com o milho e a soja, em altas históricas. Em algumas praças, a alta comparativa com o ano anterior chega a 70%”, diz Santin.

Frente a este cenário que impacta não apenas o ovo, mas também a carne de frango e a carne suína, a ABPA solicitou ao Governo Federal, por meio da Câmara de Comércio Exterior (CAMEX), a suspensão temporária da Tarifa de Exportação Comum (TEC) para a importação de milho e de soja provenientes de nações externas ao Mercosul.

Link para notícia no site Tua Rádio

Demissões na Visate correspondem a cerca de 20% do total de funcionários

Nesta quarta-feira (7), 243 colaboradores foram desligados da empresa.
Ao ser informado que 243 funcionários seriam demitidos nesta semana, o Sindicato dos Rodoviários de Caxias do Sul foi informado pela Visate que, a princípio, novas demissões não devem ocorrer. O advogado do sindicato, João Batista Wolf de Oliveira, explicou que os desligamentos ocorreram com aviso prévio indenizado.

Segundo informações da entidade, o total de funcionários demitidos corresponde a cerca de 20% do quadro de colaboradores da empresa. Alguns estavam incluídos na lei de redução parcial de jornada de trabalho.

A Visate se manifestou somente por meio de nota:

“A VISATE informa, seguindo seus princípios de transparência e prestação de contas à comunidade caxiense, que devido a grande queda na demanda de usuários do transporte público de Caxias do Sul, ocorrida em virtude da pandemia do novo Coronavírus e decorridos seis meses desde o início do Estado de Emergência, o qual continuamos vivendo, infelizmente, precisamos desligar 243 funcionários do nosso quadro, visando ajustar a operação em relação a demanda. Essa redução é absolutamente necessária para a manutenção dos serviços à população, bem como para o reequilíbrio financeiro da empresa. Lamentamos profundamente a situação, mas, é preciso se adaptar para continuar atendendo a comunidade caxiense.”

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Nesta quarta-feira (7), 243 colaboradores foram desligados da empresa.

Ao ser informado que 243 funcionários seriam demitidos nesta semana, o Sindicato dos Rodoviários de Caxias do Sul foi informado pela Visate que, a princípio, novas demissões não devem ocorrer. O advogado do sindicato, João Batista Wolf de Oliveira, explicou que os desligamentos ocorreram com aviso prévio indenizado.

Segundo informações da entidade, o total de funcionários demitidos corresponde a cerca de 20% do quadro de colaboradores da empresa. Alguns estavam incluídos na lei de redução parcial de jornada de trabalho.

A Visate se manifestou somente por meio de nota:

A VISATE informa, seguindo seus princípios de transparência e prestação de contas à comunidade caxiense, que devido a grande queda na demanda de usuários do transporte público de Caxias do Sul, ocorrida em virtude da pandemia do novo Coronavírus e decorridos seis meses desde o início do Estado de Emergência, o qual continuamos vivendo, infelizmente, precisamos desligar 243 funcionários do nosso quadro, visando ajustar a operação em relação a demanda. Essa redução é absolutamente necessária para a manutenção dos serviços à população, bem como para o reequilíbrio financeiro da empresa. Lamentamos profundamente a situação, mas, é preciso se adaptar para continuar atendendo a comunidade caxiense.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Professor de economia explica o que é o Pix, novo sistema do Banco Central

Professor de Economia da FSG, Gustavo Bertotti também faz um alerta para que os usuários redobrem a atenção para não caírem em golpes
Desde o início desta semana, usuários de todo o Brasil estão cadastrando suas chaves no Pix, novo sistema do Banco Central (BC) para pagamentos instantâneos, ou seja, transferências monetárias eletrônicas na qual a transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorre em tempo real e cujo serviço está disponível durante 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias no ano. As transferências ocorrem diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, sem a necessidade de intermediários.

O Pix estará disponível para a população brasileira a partir de novembro. Em entrevista o programa No Ponto desta quinta-feira (08), o professor de Economia do Centro Universitário da Serra gaúcha (FSG), Gustavo Bertotti, explicou e tirou algumas dúvidas sobre o novo sistema, além de fazer um alerta para que os usuários redobrem a atenção para não caírem em golpes.

Ouça AQUI a entrevista completa.

Professor de Economia da FSG, Gustavo Bertotti também faz um alerta para que os usuários redobrem a atenção para não caírem em golpes

Desde o início desta semana, usuários de todo o Brasil estão cadastrando suas chaves no Pix, novo sistema do Banco Central (BC) para pagamentos instantâneos, ou seja, transferências monetárias eletrônicas na qual a transmissão da ordem de pagamento e a disponibilidade de fundos para o usuário recebedor ocorre em tempo real e cujo serviço está disponível durante 24 horas por dia, sete dias por semana e em todos os dias no ano. As transferências ocorrem diretamente da conta do usuário pagador para a conta do usuário recebedor, sem a necessidade de intermediários.

O Pix estará disponível para a população brasileira a partir de novembro. Em entrevista o programa No Ponto desta quinta-feira (08), o professor de Economia do Centro Universitário da Serra gaúcha (FSG), Gustavo Bertotti, explicou e tirou algumas dúvidas sobre o novo sistema, além de fazer um alerta para que os usuários redobrem a atenção para não caírem em golpes.

Ouça AQUI a entrevista completa.

Link para notícia no site Tua Rádio

BRF reforça contratações de pessoas com deficiência

Esforços para promover a diversidade e a inclusão incluem seleções específicas nas unidades
Como parte de suas iniciativas para promover a diversidade e a inclusão, a BRF ampliou os esforços para contratar pessoas com deficiência. Além de oferecer vagas para a contratação de pessoas com deficiência em todas as unidades no Brasil por meio de um processo seletivo permanente, a companhia abre seleções exclusivas. É o que ocorre neste momento em Lajeado, no Rio Grande do Sul, onde a BRF abriu um processo seletivo com 200 vagas exclusivas para pessoas com deficiência.

A diretora de Gente Operações da BRF, Indiara Manfré, lembra que a contratação de pessoas com deficiência é uma rotina que coloca em prática os princípios da cultura BRF. “Acelerar a inclusão da pessoa com deficiência avança a estratégia da BRF, que tem pessoas como um dos princípios em sua cultura. Entendemos que diversidade enriquece. A BRF, como uma das maiores empregadoras do Brasil, tem o compromisso de ampliar as oportunidades para todos, para todas as diversidades, independentemente de cargos e de local”, ressalta.

Para participar do processo seletivo, os interessados devem se inscrever via meios digitais, através do Portal de Talentos da BR. É desejável que os interessados sejam moradores das cidades sede das unidades ou de municípios vizinhos e que tenham disponibilidade para início imediato. Pessoas com Ensino Fundamental incompleto podem se candidatar. Dentre os benefícios, a BRF oferece salário compatível com o mercado, vale alimentação, vale transporte, refeitório no local e vale compras no mercado BRF.

Os interessados devem se inscrever via brf.com/talentos na vaga Operador de Produção I e procurar a cidade de seu interesse. No processo de cadastramento, devem anexar o laudo médico com as referências sobre o tipo de deficiência. Os candidatos receberão instruções precisas sobre o processo seletivo e datas de ingresso. Em uma das etapas, o pré-selecionado será chamado pela Companhia para uma avaliação ergonômica. O objetivo do teste é verificar em qual área da unidade o colaborador poderá potencializar o seu desempenho, em caso de contratação.

Esforços para promover a diversidade e a inclusão incluem seleções específicas nas unidades

Como parte de suas iniciativas para promover a diversidade e a inclusão, a BRF ampliou os esforços para contratar pessoas com deficiência. Além de oferecer vagas para a contratação de pessoas com deficiência em todas as unidades no Brasil por meio de um processo seletivo permanente, a companhia abre seleções exclusivas. É o que ocorre neste momento em Lajeado, no Rio Grande do Sul, onde a BRF abriu um processo seletivo com 200 vagas exclusivas para pessoas com deficiência.

A diretora de Gente Operações da BRF, Indiara Manfré, lembra que a contratação de pessoas com deficiência é uma rotina que coloca em prática os princípios da cultura BRF. “Acelerar a inclusão da pessoa com deficiência avança a estratégia da BRF, que tem pessoas como um dos princípios em sua cultura. Entendemos que diversidade enriquece. A BRF, como uma das maiores empregadoras do Brasil, tem o compromisso de ampliar as oportunidades para todos, para todas as diversidades, independentemente de cargos e de local”, ressalta.

Para participar do processo seletivo, os interessados devem se inscrever via meios digitais, através do Portal de Talentos da BR. É desejável que os interessados sejam moradores das cidades sede das unidades ou de municípios vizinhos e que tenham disponibilidade para início imediato. Pessoas com Ensino Fundamental incompleto podem se candidatar. Dentre os benefícios, a BRF oferece salário compatível com o mercado, vale alimentação, vale transporte, refeitório no local e vale compras no mercado BRF.

Os interessados devem se inscrever via brf.com/talentos na vaga Operador de Produção I e procurar a cidade de seu interesse. No processo de cadastramento, devem anexar o laudo médico com as referências sobre o tipo de deficiência. Os candidatos receberão instruções precisas sobre o processo seletivo e datas de ingresso. Em uma das etapas, o pré-selecionado será chamado pela Companhia para uma avaliação ergonômica. O objetivo do teste é verificar em qual área da unidade o colaborador poderá potencializar o seu desempenho, em caso de contratação.

Link para notícia no site Tua Rádio

Expointer Digital 2020 deixa legado para próximas edições

Evento, em formato híbrido, encerrou neste domingo
Em uma edição especial que já marcou a história, a Expointer Digital 2020 encerra as atividades contabilizando 187 mil visualizações em seu site oficial, desde o início da feira, dia 26 de setembro, até as 15h deste domingo, 04/10. A plataforma de negócios Expointer Digital Máquinas Agrícolas, organizada pelo Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers), contabiliza, desde 29 de agosto, mais 70 mil acessos de todo o Brasil e de 38 países.

“É uma certeza que vamos manter este formato híbrido para o próximo ano. As entidades promotoras tiveram um momento de superação para que esta edição acontecesse. Tenho certeza de que esta Expointer inovadora e histórica renderá muitos frutos para a agropecuária gaúcha”, afirmou o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho. E acrescentou que, no próximo ano, com a volta do público ao parque e a consolidação do formato digital, “teremos uma Expointer em dobro”.

O secretário destacou, também, o sucesso do drive-thru da agricultura familiar. “Foi uma ideia nossa e que surpreendeu, deu muito resultado”, avaliou. Conforme a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), cerca de 2 mil carros passaram pelo drive-thru durante os nove dias da feira.

De Esteio para o mundo

O site da Expointer se tornou a plataforma de transmissão dos eventos realizados na feira, saindo dos limites de Esteio. Os quatro canais exibiram mais de 300 horas de conteúdo audiovisual, com transmissão ao vivo de 47 eventos, entre julgamentos, provas, seminários e lançamentos.

As provas e julgamentos tiveram 35 transmissões, que cobriram todas as etapas. Na agenda cultural, uma tradição da Expointer, foram 60 apresentações de artistas gaúchos.

O conteúdo de toda a transmissão ficará disponível em www.expointer.rs.gov.br para que o público possa rever quando quiser. Além disso, o secretário Covatti Filho iniciará tratativas para que os contatos das agroindústrias familiares fiquem permanentemente no site, facilitando a interação entre o público e produtores, estimulando mais vendas ao longo do ano.

Público aprovou formato

O Parque de Exposições Assis Brasil não teve movimento de pessoas pelas suas ruas, como costuma ser em cada edição da Expointer: as restrições impostas pela pandemia da Covid-19 não permitiram a entrada para as atividades dentro do parque. Ainda assim, um público fiel à feira conseguiu vivenciar, mesmo que remotamente, o clima da Expointer.

A empresária Cíntia Voges, de Novo Hamburgo, diz que não perde nenhuma edição da Expointer desde quando bebê. “Costumamos ir em vários dias, pouquíssimas vezes não consegui ir”, contou. Neste ano, diferentemente, Cíntia arranjou um jeito de poder participar, visitando o drive-thru da agricultura familiar de carro com a família.

Evento, em formato híbrido, encerrou neste domingo

Em uma edição especial que já marcou a história, a Expointer Digital 2020 encerra as atividades contabilizando 187 mil visualizações em seu site oficial, desde o início da feira, dia 26 de setembro, até as 15h deste domingo, 04/10. A plataforma de negócios Expointer Digital Máquinas Agrícolas, organizada pelo Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (Simers), contabiliza, desde 29 de agosto, mais 70 mil acessos de todo o Brasil e de 38 países.

“É uma certeza que vamos manter este formato híbrido para o próximo ano. As entidades promotoras tiveram um momento de superação para que esta edição acontecesse. Tenho certeza de que esta Expointer inovadora e histórica renderá muitos frutos para a agropecuária gaúcha”, afirmou o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho. E acrescentou que, no próximo ano, com a volta do público ao parque e a consolidação do formato digital, “teremos uma Expointer em dobro”.

O secretário destacou, também, o sucesso do drive-thru da agricultura familiar. “Foi uma ideia nossa e que surpreendeu, deu muito resultado”, avaliou. Conforme a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), cerca de 2 mil carros passaram pelo drive-thru durante os nove dias da feira.

De Esteio para o mundo

O site da Expointer se tornou a plataforma de transmissão dos eventos realizados na feira, saindo dos limites de Esteio. Os quatro canais exibiram mais de 300 horas de conteúdo audiovisual, com transmissão ao vivo de 47 eventos, entre julgamentos, provas, seminários e lançamentos.

As provas e julgamentos tiveram 35 transmissões, que cobriram todas as etapas. Na agenda cultural, uma tradição da Expointer, foram 60 apresentações de artistas gaúchos.

O conteúdo de toda a transmissão ficará disponível em www.expointer.rs.gov.br para que o público possa rever quando quiser. Além disso, o secretário Covatti Filho iniciará tratativas para que os contatos das agroindústrias familiares fiquem permanentemente no site, facilitando a interação entre o público e produtores, estimulando mais vendas ao longo do ano.

Público aprovou formato

O Parque de Exposições Assis Brasil não teve movimento de pessoas pelas suas ruas, como costuma ser em cada edição da Expointer: as restrições impostas pela pandemia da Covid-19 não permitiram a entrada para as atividades dentro do parque. Ainda assim, um público fiel à feira conseguiu vivenciar, mesmo que remotamente, o clima da Expointer.

A empresária Cíntia Voges, de Novo Hamburgo, diz que não perde nenhuma edição da Expointer desde quando bebê. “Costumamos ir em vários dias, pouquíssimas vezes não consegui ir”, contou. Neste ano, diferentemente, Cíntia arranjou um jeito de poder participar, visitando o drive-thru da agricultura familiar de carro com a família.

Link para notícia no site Tua Rádio

Iniciada a colheita do trigo no Rio Grande do Sul

Geada procovou pedidos de Proagro em cultivares do cedo
A colheita do trigo já iniciou no Rio Grande do Sul, a partir da região de Santa Rosa. Pouco mais de 1% da área cultivada em todo o Estado, está colhida. O restante das lavouras encontra-se em germinação e desenvolvimento vegetativo (2%); floração (20%); maturação (22%) e enchimento de grãos (55%). De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido pela Emater, os últimos dias foram ensolarados, de grande amplitude térmica e precipitações com intensidade variável, contribuindo para o desenvolvimento da cultura. Os grãos das primeiras lavouras colhidas de trigo apresentaram pH abaixo de 78, considerado de baixa qualidade.

As fortes geadas de agosto promoveram danos que reduziram a estimativa de produtividade. A dimensão do dano real está sendo avaliada com maior precisão durante as vistorias de Proagro, que já chegam a mais de 700 solicitações. As áreas afetadas correspondem às lavouras com variedades mais precoces e às implantadas na abertura do período de zoneamento agrícola de risco climático. A produção, segundo a Emater, ainda está indefinida. Nas áreas que estavam em desenvolvimento vegetativo no momento das geadas, a recuperação evidencia um bom aspecto.

Geada procovou pedidos de Proagro em cultivares do cedo

A colheita do trigo já iniciou no Rio Grande do Sul, a partir da região de Santa Rosa. Pouco mais de 1% da área cultivada em todo o Estado, está colhida. O restante das lavouras encontra-se em germinação e desenvolvimento vegetativo (2%); floração (20%); maturação (22%) e enchimento de grãos (55%). De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido pela Emater, os últimos dias foram ensolarados, de grande amplitude térmica e precipitações com intensidade variável, contribuindo para o desenvolvimento da cultura. Os grãos das primeiras lavouras colhidas de trigo apresentaram pH abaixo de 78, considerado de baixa qualidade.

As fortes geadas de agosto promoveram danos que reduziram a estimativa de produtividade. A dimensão do dano real está sendo avaliada com maior precisão durante as vistorias de Proagro, que já chegam a mais de 700 solicitações. As áreas afetadas correspondem às lavouras com variedades mais precoces e às implantadas na abertura do período de zoneamento agrícola de risco climático. A produção, segundo a Emater, ainda está indefinida. Nas áreas que estavam em desenvolvimento vegetativo no momento das geadas, a recuperação evidencia um bom aspecto.

Link para notícia no site Tua Rádio

Soja, em patamares históricos, anima produtores para a nova safra

Nesta semana, o preço da saca de soja na região chegou a R$ 138,00
Nesta semana, o preço da saca de soja na região chegou a R$ 138,00. O valor da commodity forma-se a partir do indexador do buschel na Bolsa de Chicago, considerando as variáveis locais, atualmente, num cenário de aumento no valor do dólar perante o real e do prêmio, que é a lei da oferta e procura, indicando intenções de compra. Segundo o presidente da Acergs – Associação das Empresas Cerealistas do Rio Grande do Sul, Roges Pagnussat, o valor da soja está em patamares históricos e preço de porto, ultrapassa os R$ 145,00. Mesmo com o dólar tendo caído um pouco nos últimos dias, explica ele, a soja não baixou. Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria.

O reflexo desta alta, para a economia brasileira, é animador. Conforme o presidente, a balança comercial do agronegócio vem se mantendo positiva também pelo grau de exportação de soja. Neste sentido, ele entende que o primordial é dar condição para que o produtor produza mais com menores custos, para que se exporte o excedente. Ao contrário, uma produção mais voltada à exportação, acaba por elevar preços no mercado interno, inclusive nas gôndolas dos supermercados, a exemplo do que está sendo percebido com o arroz. No Porto de Rio Grande, 75% das movimentações estão relacionadas às exportações de soja. A entrevista, na íntegra, está disponível no ambiente de podcast.

Como tendência para a próxima safra, que já está em vias de implantação, Roges estima uma elevação na área plantada com a oleaginosa e também novos investimentos em tecnologia, considerando que cerca de 35% da safra 2020/2021 já esteja comercializada nas vendas futuras. “O produtor está confiante pois precisa se recuperar das perdas da safra passada. Neste período do ano passado, as vendas futuras chegavam a 38% para uma estimativa de safra de mais de 20 milhões de toneladas porém, foram colhidos apenas 13,5 milhões de toneladas”, explica o profissional, recordado da estiagem que atingiu o Rio Grande do Sul. Considerando isso, Roges finaliza defenendo que as lavouras de soja deverão receber o maior pacote tecnológico já aplicado por produtores, nos últimos tempos.

Nesta semana, o preço da saca de soja na região chegou a R$ 138,00

Nesta semana, o preço da saca de soja na região chegou a R$ 138,00. O valor da commodity forma-se a partir do indexador do buschel na Bolsa de Chicago, considerando as variáveis locais, atualmente, num cenário de aumento no valor do dólar perante o real e do prêmio, que é a lei da oferta e procura, indicando intenções de compra. Segundo o presidente da Acergs – Associação das Empresas Cerealistas do Rio Grande do Sul, Roges Pagnussat, o valor da soja está em patamares históricos e preço de porto, ultrapassa os R$ 145,00. Mesmo com o dólar tendo caído um pouco nos últimos dias, explica ele, a soja não baixou. Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria.

O reflexo desta alta, para a economia brasileira, é animador. Conforme o presidente, a balança comercial do agronegócio vem se mantendo positiva também pelo grau de exportação de soja. Neste sentido, ele entende que o primordial é dar condição para que o produtor produza mais com menores custos, para que se exporte o excedente. Ao contrário, uma produção mais voltada à exportação, acaba por elevar preços no mercado interno, inclusive nas gôndolas dos supermercados, a exemplo do que está sendo percebido com o arroz. No Porto de Rio Grande, 75% das movimentações estão relacionadas às exportações de soja. A entrevista, na íntegra, está disponível no ambiente de podcast.

Como tendência para a próxima safra, que já está em vias de implantação, Roges estima uma elevação na área plantada com a oleaginosa e também novos investimentos em tecnologia, considerando que cerca de 35% da safra 2020/2021 já esteja comercializada nas vendas futuras. “O produtor está confiante pois precisa se recuperar das perdas da safra passada. Neste período do ano passado, as vendas futuras chegavam a 38% para uma estimativa de safra de mais de 20 milhões de toneladas porém, foram colhidos apenas 13,5 milhões de toneladas”, explica o profissional, recordado da estiagem que atingiu o Rio Grande do Sul. Considerando isso, Roges finaliza defenendo que as lavouras de soja deverão receber o maior pacote tecnológico já aplicado por produtores, nos últimos tempos.

Link para notícia no site Tua Rádio