Estiagem aumenta preço de erva-mate no Estado

Diminuição da matéria-prima ocorreu na região sul e no Mato Grosso do Sul.
Pelo fato do Rio Grande do Sul consumir a maior parte da produção nacional de erva-mate, o Estado precisa comprar de outros locais para atender a demanda. Entretanto, a estiagem recente atingiu a região sul e o Mato Grosso do Sul. Com isso, reduziu a produção de matéria-prima.

Este fato resultou no aumento do preço da erva-mate no Rio Grande do Sul. Além disso, por causa da pandemia, ganhou força o hábito de consumidor o chimarrão individualmente, com isso houve um incremento no consumo.

O extensionista da Emater e coordenador técnico do Programa Gaúcho para a Qualidade e Valorização da Erva-Mate, Ilvandro Barreto de Melo, fez uma análise do panorama da produção. Para os apaixonados pelo chimarrão, ele tranquiliza ao avaliar que não deverá ocorrer desabastecimento.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Diminuição da matéria-prima ocorreu na região sul e no Mato Grosso do Sul.

Pelo fato do Rio Grande do Sul consumir a maior parte da produção nacional de erva-mate, o Estado precisa comprar de outros locais para atender a demanda. Entretanto, a estiagem recente atingiu a região sul e o Mato Grosso do Sul. Com isso, reduziu a produção de matéria-prima.

Este fato resultou no aumento do preço da erva-mate no Rio Grande do Sul. Além disso, por causa da pandemia, ganhou força o hábito de consumidor o chimarrão individualmente, com isso houve um incremento no consumo.

O extensionista da Emater e coordenador técnico do Programa Gaúcho para a Qualidade e Valorização da Erva-Mate, Ilvandro Barreto de Melo, fez uma análise do panorama da produção. Para os apaixonados pelo chimarrão, ele tranquiliza ao avaliar que não deverá ocorrer desabastecimento.

(Ouça a entrevista na íntegra abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Eleições 2020: confira a entrevista com o candidato a prefeito Pepe Vargas

Concorrente da coligação Caxias Pra Frente foi o oitavo entrevistado da série De Frente com o Candidato
A Tua Rádio São Francisco dá continuidade a série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Caxias do Sul. De segunda a sexta, das 11h às 12h, os candidatos serão entrevistados por jornalistas da Central de Conteúdos. Conforme o critério adotado (ordem alfabética), o candidato a participar nesta quarta-feira (28) foi Pepe Vargas, da coligação Caxias Pra Frente (PT, PCdoB e PSOL).

Confira a entrevista completa no áudio acima.

Eleições 2020 – De frente com o Candidato:

19/10 – Adiló Didomênico
20/10 – Antonio Feldmann
21/10 – Carlos Burigo
22/10 – Edson Nespolo
23/10 – Julio Freitas
26/10 – Marcelo Slaviero
27/10 – Nelson D’Arrigo
28/10 – Pepe Vargas
29/10 – Renato Nunes
30/10 – Renato Toigo
03/11 – Vinícius Ribeiro

Concorrente da coligação Caxias Pra Frente foi o oitavo entrevistado da série De Frente com o Candidato

A Tua Rádio São Francisco dá continuidade a série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Caxias do Sul. De segunda a sexta, das 11h às 12h, os candidatos serão entrevistados por jornalistas da Central de Conteúdos. Conforme o critério adotado (ordem alfabética), o candidato a participar nesta quarta-feira (28) foi Pepe Vargas, da coligação Caxias Pra Frente (PT, PCdoB e PSOL).

Confira a entrevista completa no áudio acima.

Eleições 2020 – De frente com o Candidato:

19/10 – Adiló Didomênico
20/10 – Antonio Feldmann
21/10 – Carlos Burigo
22/10 – Edson Nespolo
23/10 – Julio Freitas
26/10 – Marcelo Slaviero
27/10 – Nelson D’Arrigo
28/10 – Pepe Vargas
29/10 – Renato Nunes
30/10 – Renato Toigo
03/11 – Vinícius Ribeiro

Link para notícia no site Tua Rádio

Tosas e banhos frequentes podem aumentar a qualidade de vida dos pets no verão

O programa Temática, da manhã desta quarta-feira (28), recebeu o médico veterinário Sérgio Domingues, que atua em Lagoa Vermelha, para falar sobre os cuidados com os pets nos dias quentes.

De acordo com ele, os donos precisam manter os animais hidratados, e evitar caminhadas no asfalto nos horários em que o sol é mais intenso. Além da elevação da temperatura do corpo dos animais, é possível que ocorra o aparecimento de câncer, em função da insolação em áreas que ficam mais expostas; Ainda, as patinhas podem sofrer queimaduras, quando as caminhadas não são realizadas sobre a grama.

O cuidado deve ser redobrado com cães de cara chata, que geralmente apresentam dificuldades para respirar. O veterinário recomenda que se aumente a frequência de banhos e tosas dos pets.

Visitas ao veterinário e monitoramento da condição de saúde dos cães e gatos por parte dos proprietários, podem ajudar a detectar doenças. Com o verão, aumenta também o aparecimento de carrapatos, pulgas e outros parasitas. Confira outras dicas ouvindo a entrevista.

O programa Temática, da manhã desta quarta-feira (28), recebeu o médico veterinário Sérgio Domingues, que atua em Lagoa Vermelha, para falar sobre os cuidados com os pets nos dias quentes.

De acordo com ele, os donos precisam manter os animais hidratados, e evitar caminhadas no asfalto nos horários em que o sol é mais intenso. Além da elevação da temperatura do corpo dos animais, é possível que ocorra o aparecimento de câncer, em função da insolação em áreas que ficam mais expostas; Ainda, as patinhas podem sofrer queimaduras, quando as caminhadas não são realizadas sobre a grama.

O cuidado deve ser redobrado com cães de cara chata, que geralmente apresentam dificuldades para respirar. O veterinário recomenda que se aumente a frequência de banhos e tosas dos pets.

Visitas ao veterinário e monitoramento da condição de saúde dos cães e gatos por parte dos proprietários, podem ajudar a detectar doenças. Com o verão, aumenta também o aparecimento de carrapatos, pulgas e outros parasitas. Confira outras dicas ouvindo a entrevista.

Link para notícia no site Tua Rádio

Cartório Eleitoral inicia procedimento de carga e lacração das urnas eletrônicas em Caxias

As 875 urnas de votação começaram a ser preparadas para o pleito de 15 de novembro
O Cartório Eleitoral de Caxias do Sul deu início, na manhã desta quarta-feira (28/10), aos procedimentos de carga e lacração das urnas eletrônicas que serão usadas nas seções eleitorais da cidade durante o 1º turno das Eleições 2020. O trabalho foi acompanhado por juízes eleitorais, representantes de partidos e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

As 875 urnas de votação são preparadas e lacradas, utilizando-se o cartão de memória de carga e inserindo-se o cartão de memória de votação e a mídia para a gravação de arquivos. Também foi realizado o teste de funcionamento das urnas e identificadas as embalagens com a zona eleitoral, o município e a seção a que se destinam.

Conforme o chefe de Cartório da 16ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Marcelo Reginatto, o procedimento poderá ser concluído até o final da próxima semana, tendo em vista que a data limite estipulada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é 9 de novembro. A partir de então, as urnas serão armazenadas no Cartório, onde permanecem até a véspera do 1º turno do pleito, 14 de novembro, quando serão distribuídas para as seções. Reginatto também reforçou a importância para que o eleitor realize o download do aplicativo E-título, que facilitará o processo de votação e uma possível justificativa de não comparecimento.

Ouça AQUI a entrevista completa.

As 875 urnas de votação começaram a ser preparadas para o pleito de 15 de novembro

O Cartório Eleitoral de Caxias do Sul deu início, na manhã desta quarta-feira (28/10), aos procedimentos de carga e lacração das urnas eletrônicas que serão usadas nas seções eleitorais da cidade durante o 1º turno das Eleições 2020. O trabalho foi acompanhado por juízes eleitorais, representantes de partidos e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

As 875 urnas de votação são preparadas e lacradas, utilizando-se o cartão de memória de carga e inserindo-se o cartão de memória de votação e a mídia para a gravação de arquivos. Também foi realizado o teste de funcionamento das urnas e identificadas as embalagens com a zona eleitoral, o município e a seção a que se destinam.

Conforme o chefe de Cartório da 16ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Marcelo Reginatto, o procedimento poderá ser concluído até o final da próxima semana, tendo em vista que a data limite estipulada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é 9 de novembro. A partir de então, as urnas serão armazenadas no Cartório, onde permanecem até a véspera do 1º turno do pleito, 14 de novembro, quando serão distribuídas para as seções. Reginatto também reforçou a importância para que o eleitor realize o download do aplicativo E-título, que facilitará o processo de votação e uma possível justificativa de não comparecimento.

Ouça AQUI a entrevista completa.

Link para notícia no site Tua Rádio

Trigo para a alimentação animal é o tema do 1º Dia de Cocho Digital

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria
As estratégias de manejo na produção de silagem e pastagem de trigo e os novos cenários para a pecuária de leite e de corte visando a produção de alimento durante o inverno, são os temas do 1º Dia de Cocho Digital Biotrigo. O evento acontece nesta quinta-feira, 29/10, a partir das 19h, com transmissão ao vivo pelos canais digitais da empresa. As inscrições são abertas ao público com acesso gratuito.

O engenheiro agrônomo Tiago de Pauli, gerente de nutrição animal da Biotrigo Genética, explica que o evento tem como objetivo mostrar como a pastagem de trigo contribui para aumentar a produtividade do leite e gerar mais lucro na propriedade. Segundo ele, o trigo para pastejo chega a alcançar 100 quilos de matéria seca por hectare por dia e o resultado à pasto aumenta a produção de leite em um a três litros por dia. Já o trigo para silagem tem como benefício, reduzir o custo da dieta volumosa principalmente em relação a outros alimentos volumosos conservados, proporcionando uma alimentação mais nutritiva e equilibrada para os animais.

A rodada de resultados em pecuária com trigo forrageiro vai apresentar exemplos de produtores que são referência nas suas regiões, com a experiência de produção de trigo. “Vamos mostrar no Dia de Cocho o que a pesquisa está desenvolvendo para ampliar ainda mais o leque de opções para o pecuarista”, comenta o profissional. Para mais informações sobre a programação e para fazer a inscrição antecipada e gratuita basta acessar o site da Biotrigo e depois, no dia do evento, às 19h, conectar-se ao link da transmissão que será enviado por email aos inscritos.

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

As estratégias de manejo na produção de silagem e pastagem de trigo e os novos cenários para a pecuária de leite e de corte visando a produção de alimento durante o inverno, são os temas do 1º Dia de Cocho Digital Biotrigo. O evento acontece nesta quinta-feira, 29/10, a partir das 19h, com transmissão ao vivo pelos canais digitais da empresa. As inscrições são abertas ao público com acesso gratuito.

O engenheiro agrônomo Tiago de Pauli, gerente de nutrição animal da Biotrigo Genética, explica que o evento tem como objetivo mostrar como a pastagem de trigo contribui para aumentar a produtividade do leite e gerar mais lucro na propriedade. Segundo ele, o trigo para pastejo chega a alcançar 100 quilos de matéria seca por hectare por dia e o resultado à pasto aumenta a produção de leite em um a três litros por dia. Já o trigo para silagem tem como benefício, reduzir o custo da dieta volumosa principalmente em relação a outros alimentos volumosos conservados, proporcionando uma alimentação mais nutritiva e equilibrada para os animais.

A rodada de resultados em pecuária com trigo forrageiro vai apresentar exemplos de produtores que são referência nas suas regiões, com a experiência de produção de trigo. "Vamos mostrar no Dia de Cocho o que a pesquisa está desenvolvendo para ampliar ainda mais o leque de opções para o pecuarista”, comenta o profissional. Para mais informações sobre a programação e para fazer a inscrição antecipada e gratuita basta acessar o site da Biotrigo e depois, no dia do evento, às 19h, conectar-se ao link da transmissão que será enviado por email aos inscritos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Eleições 2020: documentação, medidas de prevenção e biometria

Este conteúdo esta disponível, também, no áudio da matéria
Estamos há menos de um mês das Eleições Municipais e em um ano atípico como o de 2020 muitas dúvidas podem surgir. Para esclarecer alguns pontos e relembrar o eleitor do que deve ou não ser feito no dia da eleição, conversamos com Rafael Copetti, Chefe do Cartório da 62ª Zona Eleitoral. De acordo com Rafael, segue a obrigatoriedade da apresentação de um documento com foto para a hora da eleição, porém, este documento, assim como o título de eleitor, pode ser substituído pelo e-título.

A documentação online, explica Rafael, já possui identificação através de foto para aqueles eleitores que realizaram o processo de cadastramento biométrico. Dessa forma, o e- título pode substituir a documentação exigida na hora da votação, inclusive para os eleitores que ainda precisam tirar a segunda via do título de eleitor. Vale ressaltar que o aparelho que contém o e-título não precisa estar conectado a internet no momento da apresentação do documento. Já para a realização de processos, como a realização de certidão de quitação eleitoral e justificativa de ausência no dia da eleição, o aplicativo exige conexão com uma rede de internet.

Medidas de prevenção

Algumas regras extras devem ser seguidas nas eleições do ano de 2020 a fim de assegurar a saúde da população. Devido a pandemia da Covid – 19, algumas alterações vêm sendo realizadas durante todo o processo eleitoral e no dia da votação não será diferente. De acordo com Rafael, todos os eleitores devem ir até o seu local de votação utilizando máscara retirando somente se solicitado pelos mesários na hora da identificação, e nesse caso, após o manuseio da máscara o eleitor deve higienizar as mãos utilizando álcool em gel, que estará a disposição dos eleitores e mesários durante todo o processo.

Sobre portar a própria caneta no dia da eleição, Rafael explica que se trata de uma sugestão e não de uma obrigatoriedade, ou seja, nenhum eleitor será impedido de votar caso não o faça. O pedido é feito para evitar o contato de muitas pessoas à uma mesma caneta na hora de assinar o caderno de votação. Rafael ainda destaca que entre as medidas do protocolo sanitário está prevista a disposição de um número significativo de canetas que devem ser higienizadas e alternadas pelos mesários.

Não utilização da identificação por biometria

A não utilização da identificação biométrica nas eleições de 2020 se dá devido aos protocolos de prevenção ao coronavírus. Rafael explica que, como o processo exige o contato direto da mão do eleitor com o leitor biométrico, a realização aumentaria o risco de contágio. Da mesma forma, não seria viável higienizar o leitor ou a mão de cada eleitor durante o processo, isso porque, há o risco de danificar o aparelho pelo uso do álcool.

Com essa mudança, aqueles eleitores que não realizaram o cadastramento biométrico e tiveram o seu título de eleitor cancelado poderão votar normalmente. Essa decisão, explica Rafael, partiu do entendimento de que algumas pessoas acabaram sendo prejudicadas pela suspensão dos atendimentos presenciais no Cartório Eleitoral e reforça que essa é uma ação temporária, ou seja, assim que encerrar o período eleitoral os documentos que não receberam cadastramento biométrico voltarão a ser desativados.

Este conteúdo está disponível, também, no aúdio da matéria.

Este conteúdo esta disponível, também, no áudio da matéria

Estamos há menos de um mês das Eleições Municipais e em um ano atípico como o de 2020 muitas dúvidas podem surgir. Para esclarecer alguns pontos e relembrar o eleitor do que deve ou não ser feito no dia da eleição, conversamos com Rafael Copetti, Chefe do Cartório da 62ª Zona Eleitoral. De acordo com Rafael, segue a obrigatoriedade da apresentação de um documento com foto para a hora da eleição, porém, este documento, assim como o título de eleitor, pode ser substituído pelo e-título.

A documentação online, explica Rafael, já possui identificação através de foto para aqueles eleitores que realizaram o processo de cadastramento biométrico. Dessa forma, o e- título pode substituir a documentação exigida na hora da votação, inclusive para os eleitores que ainda precisam tirar a segunda via do título de eleitor. Vale ressaltar que o aparelho que contém o e-título não precisa estar conectado a internet no momento da apresentação do documento. Já para a realização de processos, como a realização de certidão de quitação eleitoral e justificativa de ausência no dia da eleição, o aplicativo exige conexão com uma rede de internet.

Medidas de prevenção

Algumas regras extras devem ser seguidas nas eleições do ano de 2020 a fim de assegurar a saúde da população. Devido a pandemia da Covid – 19, algumas alterações vêm sendo realizadas durante todo o processo eleitoral e no dia da votação não será diferente. De acordo com Rafael, todos os eleitores devem ir até o seu local de votação utilizando máscara retirando somente se solicitado pelos mesários na hora da identificação, e nesse caso, após o manuseio da máscara o eleitor deve higienizar as mãos utilizando álcool em gel, que estará a disposição dos eleitores e mesários durante todo o processo.

Sobre portar a própria caneta no dia da eleição, Rafael explica que se trata de uma sugestão e não de uma obrigatoriedade, ou seja, nenhum eleitor será impedido de votar caso não o faça. O pedido é feito para evitar o contato de muitas pessoas à uma mesma caneta na hora de assinar o caderno de votação. Rafael ainda destaca que entre as medidas do protocolo sanitário está prevista a disposição de um número significativo de canetas que devem ser higienizadas e alternadas pelos mesários.

Não utilização da identificação por biometria

A não utilização da identificação biométrica nas eleições de 2020 se dá devido aos protocolos de prevenção ao coronavírus. Rafael explica que, como o processo exige o contato direto da mão do eleitor com o leitor biométrico, a realização aumentaria o risco de contágio. Da mesma forma, não seria viável higienizar o leitor ou a mão de cada eleitor durante o processo, isso porque, há o risco de danificar o aparelho pelo uso do álcool.

Com essa mudança, aqueles eleitores que não realizaram o cadastramento biométrico e tiveram o seu título de eleitor cancelado poderão votar normalmente. Essa decisão, explica Rafael, partiu do entendimento de que algumas pessoas acabaram sendo prejudicadas pela suspensão dos atendimentos presenciais no Cartório Eleitoral e reforça que essa é uma ação temporária, ou seja, assim que encerrar o período eleitoral os documentos que não receberam cadastramento biométrico voltarão a ser desativados.

Este conteúdo está disponível, também, no aúdio da matéria.

Link para notícia no site Tua Rádio

Homem é executado à tiros em Vacaria

A Polícia Civil de Vacaria investiga mais um homicídio registrado no município nesta terça-feira (27).

A vítima, Lauri Thomazetti, de 52 anos, foi atingido por vários disparos de arma de fogo, no Bairro São José, onde residia.

O autor já foi identificado. Trata-se de um homem de 47 anos, que cometeu o crime por motivo passional, por não aceitar o novo relacionamento de sua ex-esposa com a vítima. Logo após cometer o crime, fugiu do local, e está foragido.

O suspeito irá responder a inquérito policial, junto à DP Vacaria, pela prática de crime de homicídio qualificado por motivo torpe, sendo que será formulado imediatamente o pedido de prisão preventiva do investigado.

Fonte: PC Vacaria

A Polícia Civil de Vacaria investiga mais um homicídio registrado no município nesta terça-feira (27).

A vítima, Lauri Thomazetti, de 52 anos, foi atingido por vários disparos de arma de fogo, no Bairro São José, onde residia.

O autor já foi identificado. Trata-se de um homem de 47 anos, que cometeu o crime por motivo passional, por não aceitar o novo relacionamento de sua ex-esposa com a vítima. Logo após cometer o crime, fugiu do local, e está foragido.

O suspeito irá responder a inquérito policial, junto à DP Vacaria, pela prática de crime de homicídio qualificado por motivo torpe, sendo que será formulado imediatamente o pedido de prisão preventiva do investigado.

Fonte: PC Vacaria

Link para notícia no site Tua Rádio

FAS esclarece denúncias de vendas de cestas básicas

A Fundação de Assistência Social, informa a população que está circulando nas redes sociais a suspeita de venda de cesta básica proveniente dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) por terceiros. Nesse sentido, após averiguações, esclarecemos que as pessoas que estão vendendo referidas cestas não possuem cadastro e nem atendimento nos CRAS, e portanto, não temos como vincular a benefícios concedidos pelos serviços da Fundação.

A presidente das FAS, Marlês Stela Sebben, explica que as cestas básicas fazem parte dos benefícios eventuais previstos no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e são destinadas a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Caso haja alguma informação de venda irregular de cestas básicas por usuários atendidos nos CRAS, solicitamos que a população denuncie no Alô Caxias, pelo número 156, informando nome completo, telefone e endereço da pessoa que estiver fazendo uso inapropriado do benefício, para que sejam tomadas as devidas providências.

A Fundação de Assistência Social, informa a população que está circulando nas redes sociais a suspeita de venda de cesta básica proveniente dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) por terceiros. Nesse sentido, após averiguações, esclarecemos que as pessoas que estão vendendo referidas cestas não possuem cadastro e nem atendimento nos CRAS, e portanto, não temos como vincular a benefícios concedidos pelos serviços da Fundação.

A presidente das FAS, Marlês Stela Sebben, explica que as cestas básicas fazem parte dos benefícios eventuais previstos no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e são destinadas a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Caso haja alguma informação de venda irregular de cestas básicas por usuários atendidos nos CRAS, solicitamos que a população denuncie no Alô Caxias, pelo número 156, informando nome completo, telefone e endereço da pessoa que estiver fazendo uso inapropriado do benefício, para que sejam tomadas as devidas providências.

Link para notícia no site Tua Rádio

TRE esclarece dúvidas sobre a “votação paralela”

Processo acontece simultaneamente com as eleições para provar a idoneidade do sistema
Nesta semana, a Comissão de Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas, presidida pelo desembargador eleitoral Gustavo Diefenthäler, promoveu videoconferência com representantes de partidos políticos e entidades da sociedade civil, para tratar de assuntos referentes à votação paralela. O evento teve como objetivo repassar informações gerais sobre os procedimentos a serem adotados na auditoria das urnas eletrônicas e, também, esclarecer eventuais dúvidas sobre o assunto. A votação paralela é um mecanismo de auditoria criado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a fim de assegurar maior transparência nas urnas eletrônicas.

O desembargador lembrou que nas eleições de 2018, a propagação de fake news provocou incertezas no eleitorado em relação à falhas no funcionamento das urnas eletrônicas, mas, posteriormente, foi constatado que os equívocos ocorreram em decorrência de erros cometidos pelos eleitores no momento de digitarem seus votos. “A Justiça Eleitoral é a guardiã do processo eleitoral, cuja finalidade é garantir que o resultado das eleições correspondam a vontade do eleitorado”, disse ele.

A votação paralela é utilizada pela Justiça Eleitoral desde 2002 para comprovar o funcionamento correto das urnas sob condições normais de uso. Ela é realizada no mesmo dia e horário da votação oficial, nos dois turnos das eleições, em local público e com expressiva circulação de pessoas. No dia 14 de novembro, serão sorteadas as urnas eletrônicas que passarão pelos procedimentos de auditoria. O sorteio ocorrerá no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral, a partir das 9h, em cerimônia aberta aos partidos políticos, imprensa e público em geral.

Processo acontece simultaneamente com as eleições para provar a idoneidade do sistema

Nesta semana, a Comissão de Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas, presidida pelo desembargador eleitoral Gustavo Diefenthäler, promoveu videoconferência com representantes de partidos políticos e entidades da sociedade civil, para tratar de assuntos referentes à votação paralela. O evento teve como objetivo repassar informações gerais sobre os procedimentos a serem adotados na auditoria das urnas eletrônicas e, também, esclarecer eventuais dúvidas sobre o assunto. A votação paralela é um mecanismo de auditoria criado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a fim de assegurar maior transparência nas urnas eletrônicas.

O desembargador lembrou que nas eleições de 2018, a propagação de fake news provocou incertezas no eleitorado em relação à falhas no funcionamento das urnas eletrônicas, mas, posteriormente, foi constatado que os equívocos ocorreram em decorrência de erros cometidos pelos eleitores no momento de digitarem seus votos. "A Justiça Eleitoral é a guardiã do processo eleitoral, cuja finalidade é garantir que o resultado das eleições correspondam a vontade do eleitorado", disse ele.

A votação paralela é utilizada pela Justiça Eleitoral desde 2002 para comprovar o funcionamento correto das urnas sob condições normais de uso. Ela é realizada no mesmo dia e horário da votação oficial, nos dois turnos das eleições, em local público e com expressiva circulação de pessoas. No dia 14 de novembro, serão sorteadas as urnas eletrônicas que passarão pelos procedimentos de auditoria. O sorteio ocorrerá no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral, a partir das 9h, em cerimônia aberta aos partidos políticos, imprensa e público em geral.

Link para notícia no site Tua Rádio

Brigada Militar intercepta criminosos, trocam tiros e bandidos fogem em área rural de Caseiros

No final da tarde desta terça-feira, a Brigada Militar tentou abordar um veículo, na BR 285, em Caseiros, quando os ocupantes desceram do carro e começaram atirar contra os policiais.

Os mesmos revidaram. Os bandidos abandonaram o veículo e embrenharam-se nas matas na região de Santo Antão.

A BM realiza o cerco na região. Três criminosos armados estão escondidos nas matas. O carro abandonado, um Renault Megane, foi apreendido pelos policiais.

Policiais miliares de toda região auxiliam nas buscas aos criminosos.

No final da tarde desta terça-feira, a Brigada Militar tentou abordar um veículo, na BR 285, em Caseiros, quando os ocupantes desceram do carro e começaram atirar contra os policiais.

Os mesmos revidaram. Os bandidos abandonaram o veículo e embrenharam-se nas matas na região de Santo Antão.

A BM realiza o cerco na região. Três criminosos armados estão escondidos nas matas. O carro abandonado, um Renault Megane, foi apreendido pelos policiais.

Policiais miliares de toda região auxiliam nas buscas aos criminosos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Emissão da Licença Prévia viabiliza andamento do projeto executivo do Aeroporto de Vila Oliva em Caxias

Agora, Prefeitura aguarda a aprovação do Termo de Referência pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC)
A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu nesta terça-feira (27/10) a Licença Prévia (LP) que garante os próximos passos para a construção do Aeroporto Regional da Serra Gaúcha, em Vila Oliva. A entidade aceitou a apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) feita pela Prefeitura de Caxias do Sul no mês passado.

Para a Tua Rádio São Francisco, o secretário municipal de Planejamento (Seplan), Adivandro Rech, afirma que o documento permite dar andamento ao processo licitatório. A pasta apenas aguardaria a aprovação do Termo de Referência pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) para prosseguir com a contratação do projeto executivo da obra. A previsão é que até o final de novembro seja iniciada a licitação.

Após a licença prévia, o Município ainda necessita emitir a Licença de Instalação (LI), para licitar a obra, e a Licença de Operação (LO), que permite o funcionamento do aeroporto. Rech ressalta que no mesmo edital do projeto executivo consta a proposta para realizar a Licença de Instalação. Após a escolha da empresa, a ideia é iniciar a obra até o início de 2021.

O empreendimento poderá receber aviões Boeing 737, terminal de passageiros de 4,7 mil m² e 500 vagas de estacionamento. Pátio com 26 mil m², pista com 1,9 quilômetros de comprimento e 45 de largura, podendo receber oito aeronaves simultaneamente.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

Agora, Prefeitura aguarda a aprovação do Termo de Referência pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC)

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) emitiu nesta terça-feira (27/10) a Licença Prévia (LP) que garante os próximos passos para a construção do Aeroporto Regional da Serra Gaúcha, em Vila Oliva. A entidade aceitou a apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) feita pela Prefeitura de Caxias do Sul no mês passado.

Para a Tua Rádio São Francisco, o secretário municipal de Planejamento (Seplan), Adivandro Rech, afirma que o documento permite dar andamento ao processo licitatório. A pasta apenas aguardaria a aprovação do Termo de Referência pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) para prosseguir com a contratação do projeto executivo da obra. A previsão é que até o final de novembro seja iniciada a licitação.

Após a licença prévia, o Município ainda necessita emitir a Licença de Instalação (LI), para licitar a obra, e a Licença de Operação (LO), que permite o funcionamento do aeroporto. Rech ressalta que no mesmo edital do projeto executivo consta a proposta para realizar a Licença de Instalação. Após a escolha da empresa, a ideia é iniciar a obra até o início de 2021.

O empreendimento poderá receber aviões Boeing 737, terminal de passageiros de 4,7 mil m² e 500 vagas de estacionamento. Pátio com 26 mil m², pista com 1,9 quilômetros de comprimento e 45 de largura, podendo receber oito aeronaves simultaneamente.

Clique AQUI e confira a entrevista completa.

Link para notícia no site Tua Rádio

Cesta Básica tem aumento de 0,85% em setembro; custo vai para R$ 943,00

Levantamento é realizado mensalmente pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais (IPES) da Universidade de Caxias do Sul
O valor da Cesta Básica em Caxias do Sul teve um aumento de 0,85% no mês de setembro em relação a agosto. Com isso, a cesta de produtos passou a custar R$ 943,00. O levantamento é do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais (IPES) da Universidade de Caxias do Sul, divulgado nesta terça-feira (27). Em agosto, a Cesta Básica estava cotada a R$ 935,03.

Segundo o IPES, a alta de R$ 7,97 em setembro é inferior à variação verificada no mês de agosto, de R$ 8,86. No período, observou-se que, dos 47 produtos que compõem a Cesta Básica, 16 aumentaram de preço, 29 tiveram seus preços médios reduzidos e 2 permaneceram com seus preços inalterados.

Os cinco produtos que mais contribuíram positivamente para a variação do custo da Cesta entre agosto e setembro foram a cebola, o arroz (polido e parboilizado), o açúcar cristal, o óleo de soja e a batata inglesa. Destacaram-se, pela redução de preços: o mamão, o papel higiênico, a alface, o xampu e a maionese.

Quanto ao Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul, também analisado pelo IPES, houve um aumento de 0,67% nos preços no mês de setembro de 2020, contra uma alta de 0,32% do mês anterior. Com esse resultado, a variação percentual acumulada nos últimos doze meses alcançou 4,43%, correspondendo a um aumento médio mensal no período de 0,29%. Esse resultado é superior ao mês anterior, que registrou um índice acumulado de 4,07%.

Levantamento é realizado mensalmente pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais (IPES) da Universidade de Caxias do Sul

O valor da Cesta Básica em Caxias do Sul teve um aumento de 0,85% no mês de setembro em relação a agosto. Com isso, a cesta de produtos passou a custar R$ 943,00. O levantamento é do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais (IPES) da Universidade de Caxias do Sul, divulgado nesta terça-feira (27). Em agosto, a Cesta Básica estava cotada a R$ 935,03.

Segundo o IPES, a alta de R$ 7,97 em setembro é inferior à variação verificada no mês de agosto, de R$ 8,86. No período, observou-se que, dos 47 produtos que compõem a Cesta Básica, 16 aumentaram de preço, 29 tiveram seus preços médios reduzidos e 2 permaneceram com seus preços inalterados.

Os cinco produtos que mais contribuíram positivamente para a variação do custo da Cesta entre agosto e setembro foram a cebola, o arroz (polido e parboilizado), o açúcar cristal, o óleo de soja e a batata inglesa. Destacaram-se, pela redução de preços: o mamão, o papel higiênico, a alface, o xampu e a maionese.

Quanto ao Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul, também analisado pelo IPES, houve um aumento de 0,67% nos preços no mês de setembro de 2020, contra uma alta de 0,32% do mês anterior. Com esse resultado, a variação percentual acumulada nos últimos doze meses alcançou 4,43%, correspondendo a um aumento médio mensal no período de 0,29%. Esse resultado é superior ao mês anterior, que registrou um índice acumulado de 4,07%.

Link para notícia no site Tua Rádio

Com mais 143 registros em um dia, Caxias do Sul passa dos 10,3 mil casos da Covid-19

Segundo Secretaria da Saúde, 9.269 pessoas estão curadas
A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta terça-feira (27) informando que o município chegou a 10.374 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 936 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 9.269 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 890 estão em isolamento domiciliar, 22 em enfermaria e 24 em UTI.

Também há 150 pessoas aguardando resultado e 61.212 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 169 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 10.374 casos confirmados, 4.884 são homens e 5.490 mulheres. Do total, 1.125 são profissionais da saúde e 62 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 59%, com 43 vagas utilizadas. Já na rede particular, 73 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 86% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Segundo Secretaria da Saúde, 9.269 pessoas estão curadas

A Secretaria Municipal da Saúde de Caxias do Sul divulgou o último boletim epidemiológico nesta terça-feira (27) informando que o município chegou a 10.374 casos confirmados da Covid-19.

O documento também aponta que 936 pessoas estão com o vírus ativo enquanto 9.269 estão recuperadas. Dos pacientes em tratamento, 890 estão em isolamento domiciliar, 22 em enfermaria e 24 em UTI.

Também há 150 pessoas aguardando resultado e 61.212 testaram negativo para Covid-19. Até o momento, o município registrou 169 mortes ocasionadas por complicações da doença.

Dos 10.374 casos confirmados, 4.884 são homens e 5.490 mulheres. Do total, 1.125 são profissionais da saúde e 62 da segurança.

Na rede pública de saúde do município a ocupação de leitos de UTI está em 59%, com 43 vagas utilizadas. Já na rede particular, 73 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 86% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul confirma mais dois óbitos ocasionados por complicações do coronavírus

Número de vítimas da Covid-19 sobe para 169
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul, informou nesta terça-feira (27) mais dois óbitos por complicações do coronavírus. A 168º vítima da Covid-19 é um homem, de 67 anos, diabético e hipertenso. Ele faleceu neste dia 27 de outubro, no Hospital da Unimed.

Uma mulher, de 62 anos, é a 169º vítima. Conforme informações da pasta, ela tinha síndrome de Joseph Machado. Ela internou dia 12 de outubro no Hospital Pompéia e também faleceu nesta terça-feira (27).

Dessa forma, Caxias do Sul registra 169 óbitos, sendo 100 masculinos entre 28 e 94 anos e 69 femininos entre 33 e 97 anos.

Número de vítimas da Covid-19 sobe para 169

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul, informou nesta terça-feira (27) mais dois óbitos por complicações do coronavírus. A 168º vítima da Covid-19 é um homem, de 67 anos, diabético e hipertenso. Ele faleceu neste dia 27 de outubro, no Hospital da Unimed.

Uma mulher, de 62 anos, é a 169º vítima. Conforme informações da pasta, ela tinha síndrome de Joseph Machado. Ela internou dia 12 de outubro no Hospital Pompéia e também faleceu nesta terça-feira (27).

Dessa forma, Caxias do Sul registra 169 óbitos, sendo 100 masculinos entre 28 e 94 anos e 69 femininos entre 33 e 97 anos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia Federal usa drones para fiscalizar eleições em Caxias do Sul

Dois equipamentos, com alcance de até 8 quilômetros, sobrevoarão as principais zonas eleitorais da cidade.
As cidades brasileiras ganharão um reforço importante nas eleições deste ano. A Polícia Federal (PF) utilizará 100 drones em diversas cidades brasileiras. O objetivo é inibir a prática de crimes eleitorais. Em Caxias do Sul, a PF vai contar com o apoio de duas aeronaves. No Rio Grande do Sul serão 17.

O chefe da delegacia da PF na cidade, delegado Claudino Sebaldo Alves de Oliveira, explica que os aparelhos possuem alcance de até oito quilômetros. Em caso de flagrantes, viaturas serão direcionadas para os locais. Após a eleição, os drones permanecerão em Caxias.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Dois equipamentos, com alcance de até 8 quilômetros, sobrevoarão as principais zonas eleitorais da cidade.

As cidades brasileiras ganharão um reforço importante nas eleições deste ano. A Polícia Federal (PF) utilizará 100 drones em diversas cidades brasileiras. O objetivo é inibir a prática de crimes eleitorais. Em Caxias do Sul, a PF vai contar com o apoio de duas aeronaves. No Rio Grande do Sul serão 17.

O chefe da delegacia da PF na cidade, delegado Claudino Sebaldo Alves de Oliveira, explica que os aparelhos possuem alcance de até oito quilômetros. Em caso de flagrantes, viaturas serão direcionadas para os locais. Após a eleição, os drones permanecerão em Caxias.

(Ouça a entrevista abaixo do título)

Link para notícia no site Tua Rádio

Família é encontrada morta com marcas por disparos de arma de fogo em Caxias do Sul

Vítimas seriam uma mulher, de 29 anos, um homem, de 37 anos, e uma criança com quatro anos de idade
A Brigada Militar (BM) atendeu uma ocorrência em que uma família foi encontrada morta nesta terça-feira (27/10), em Caxias do Sul. O crime ocorreu na rua Fábio Formolo, no bairro Jardim Iracema. No local foram identificadas marcas por disparo de arma de fogo nos corpos.

As informações do órgão de segurança apontam que as vítimas foram um homem, de 37 anos, uma mulher, de 29 anos, e uma criança pequena, com quatro anos de idade. A BM ainda afirma que a mulher estaria grávida de seis meses.

Conforme a Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Caxias do Sul, o casal não possuía antecedentes criminais, mas tinham registros como vítimas de ameaça em 2019.

Vítimas seriam uma mulher, de 29 anos, um homem, de 37 anos, e uma criança com quatro anos de idade

A Brigada Militar (BM) atendeu uma ocorrência em que uma família foi encontrada morta nesta terça-feira (27/10), em Caxias do Sul. O crime ocorreu na rua Fábio Formolo, no bairro Jardim Iracema. No local foram identificadas marcas por disparo de arma de fogo nos corpos.

As informações do órgão de segurança apontam que as vítimas foram um homem, de 37 anos, uma mulher, de 29 anos, e uma criança pequena, com quatro anos de idade. A BM ainda afirma que a mulher estaria grávida de seis meses.

Conforme a Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Caxias do Sul, o casal não possuía antecedentes criminais, mas tinham registros como vítimas de ameaça em 2019.

Link para notícia no site Tua Rádio

Eleições 2020: confira a entrevista com o candidato a prefeito Nelson D’Arrigo

Concorrente do Patriota foi o sétimo entrevistado da série De Frente com o Candidato
A Tua Rádio São Francisco dá continuidade a série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Caxias do Sul. De segunda a sexta, das 11h às 12h, os candidatos serão entrevistados por jornalistas da Central de Conteúdos. Conforme o critério adotado (ordem alfabética), o candidato a participar nesta terça-feira (27) foi Nelson D'Arrigo, do Patriota.

Confira a entrevista completa no áudio acima.

Eleições 2020 – De frente com o Candidato:

19/10 – Adiló Didomênico
20/10 – Antonio Feldmann
21/10 – Carlos Burigo
22/10 – Edson Nespolo
23/10 – Julio Freitas
26/10 – Marcelo Slaviero
27/10 – Nelson D’Arrigo
28/10 – Pepe Vargas
29/10 – Renato Nunes
30/10 – Renato Toigo
03/11 – Vinícius Ribeiro

Concorrente do Patriota foi o sétimo entrevistado da série De Frente com o Candidato

A Tua Rádio São Francisco dá continuidade a série de entrevistas com os candidatos a prefeito de Caxias do Sul. De segunda a sexta, das 11h às 12h, os candidatos serão entrevistados por jornalistas da Central de Conteúdos. Conforme o critério adotado (ordem alfabética), o candidato a participar nesta terça-feira (27) foi Nelson D'Arrigo, do Patriota.

Confira a entrevista completa no áudio acima.

Eleições 2020 – De frente com o Candidato:

19/10 – Adiló Didomênico
20/10 – Antonio Feldmann
21/10 – Carlos Burigo
22/10 – Edson Nespolo
23/10 – Julio Freitas
26/10 – Marcelo Slaviero
27/10 – Nelson D’Arrigo
28/10 – Pepe Vargas
29/10 – Renato Nunes
30/10 – Renato Toigo
03/11 – Vinícius Ribeiro

Link para notícia no site Tua Rádio

Iniciam os atendimentos do Castramóvel de Marau

Serão 20 atendimentos semanais, neste primeiro momento
O Castramóvel De Marau iniciou os atendimentos nesta terça-feira, 27/10. A primeira região a ser atendida foi a do Centro Social Urbano. Neste primeiro momento estão sendo priorizadas famílias de baixa renda. Serão 20 castrações semanais de cães e gatos, machos e fêmeas. Além da castração, todos os animais recebem um microchip de identificação. O veículo, vai percorrer os bairros da cidade com a presença de profissionais veterinários. A próxima região a ser atendida, na próxima terça-feira, 03/11, será a do Bairro Santa Rita.

Para utilizar o serviço é necessário agendamento prévio na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, apresentando os seguintes documentos: RG e CPF do tutor – maior de 18 anos, comprovante de endereço, comprovante de renda, número de telefone e e-mail, além de uma foto do animal. No momento do agendamento, será entregue a ficha e o microchip de identificação, que devem ser entregues no dia do procedimento.

Serão 20 atendimentos semanais, neste primeiro momento

O Castramóvel De Marau iniciou os atendimentos nesta terça-feira, 27/10. A primeira região a ser atendida foi a do Centro Social Urbano. Neste primeiro momento estão sendo priorizadas famílias de baixa renda. Serão 20 castrações semanais de cães e gatos, machos e fêmeas. Além da castração, todos os animais recebem um microchip de identificação. O veículo, vai percorrer os bairros da cidade com a presença de profissionais veterinários. A próxima região a ser atendida, na próxima terça-feira, 03/11, será a do Bairro Santa Rita.

Para utilizar o serviço é necessário agendamento prévio na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, apresentando os seguintes documentos: RG e CPF do tutor – maior de 18 anos, comprovante de endereço, comprovante de renda, número de telefone e e-mail, além de uma foto do animal. No momento do agendamento, será entregue a ficha e o microchip de identificação, que devem ser entregues no dia do procedimento.

Link para notícia no site Tua Rádio

Lagoense Diego Granza lança seu primeiro álbum com músicas instrumentais

Foi no período mais rigoroso da quarentena do novo Coronavírus que o lagoense Diego Granza encontrou a inspiração necessária para expressar, no trajeto percorrido entre uma tecla e outra, o talento cultivado desde a faculdade de Música, e lançou seu primeiro álbum.

O artista participou, na manhã desta terça-feira, 27 de outubro, do programa Temática. A data marca o lançamento de “SulPiano”. O trabalho está disponível nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Apple Music e Youtube.

O primeiro álbum apresenta, além de composições próprias, a releitura e obras de grandes compositores regionais e clássicos gaúchos. Ouça a entrevista e saiba mais.

Foi no período mais rigoroso da quarentena do novo Coronavírus que o lagoense Diego Granza encontrou a inspiração necessária para expressar, no trajeto percorrido entre uma tecla e outra, o talento cultivado desde a faculdade de Música, e lançou seu primeiro álbum.

O artista participou, na manhã desta terça-feira, 27 de outubro, do programa Temática. A data marca o lançamento de "SulPiano". O trabalho está disponível nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Apple Music e Youtube.

O primeiro álbum apresenta, além de composições próprias, a releitura e obras de grandes compositores regionais e clássicos gaúchos. Ouça a entrevista e saiba mais.

Link para notícia no site Tua Rádio

Governo altera protocolos para setor de eventos

Também houve mudanças para as indústrias que podem operar com capacidade máxima
A redução em indicadores de propagação do coronavírus no Rio Grande do Sul fez com que o governo estadual, após debate com representantes de setores e análise do Gabinete de Crise, alterasse, a partir desta segunda-feira, 26/10, alguns protocolos para a indústria e o setor de eventos. Assim como os demais eventos já liberados pelo Estado (festas infantis e eventos de maior porte), a realização só poderá ocorrer em cidades que autorizaram e que estão no processo de volta das aulas presenciais. A condição foi estabelecida como forma de elencar uma prioridade na retomada de atividades.

Além disso, os organizadores de eventos em regiões com bandeira amarela e laranja devem seguir as normas estabelecidas pelas portarias 319 e 617 da Secretaria da Saúde, sobre serviços de alimentação e eventos, e o Decreto Estadual 55.240. Entre as alterações, está a autorização para eventos sociais e de entretenimento em buffets, casas de festas, casas de shows, casas noturnas ou similares, em ambientes fechados e com público em pé, desde que a região esteja há 28 dias seguidos sem bandeira vermelha ou preta.

Na bandeira amarela, o público máximo permitido será de 100 pessoas, entre trabalhadores e público, respeitando o teto de ocupação (oito metros quadrados por pessoa) e distanciamento estabelecido no modo de operação. Na bandeira laranja, o público máximo permitido será de 70 pessoas (entre público e trabalhadores). Em ambos os casos (bandeiras amarela e laranja), os eventos devem ter, no máximo, quatro horas de duração.

Eventos sociais e de entretenimento em ambiente aberto, com público em pé podem ocorrer em regiões Covid que estiverem há 14 dias seguidos sem bandeira vermelha ou preta. Em locais com consumo de alimentos ou bebidas, será permitido 40% de lotação prevista no Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI), respeitando o teto de ocupação de oito metros quadrados por pessoa e distanciamento estabelecido no modo de operação. Em locais que não ofertam bebidas ou comida, a lotação máxima poderá ser de 50% da lotação prevista pelo PPCI, respeitando o teto e o distanciamento. A duração dos eventos também será de, no máximo, quatro horas.

Alterações para o setor da indústria

A partir da publicação do decreto, todos os setores da indústria poderão operar na capacidade máxima quando na bandeira laranja, desde que respeitados os protocolos obrigatórios e a portaria da Secretaria da Saúde que regulamenta a atividade desse setor durante a pandemia.

• Clique aqui e acesse o Decreto 55.559, de 26 de outubro de 2020

Também houve mudanças para as indústrias que podem operar com capacidade máxima

A redução em indicadores de propagação do coronavírus no Rio Grande do Sul fez com que o governo estadual, após debate com representantes de setores e análise do Gabinete de Crise, alterasse, a partir desta segunda-feira, 26/10, alguns protocolos para a indústria e o setor de eventos. Assim como os demais eventos já liberados pelo Estado (festas infantis e eventos de maior porte), a realização só poderá ocorrer em cidades que autorizaram e que estão no processo de volta das aulas presenciais. A condição foi estabelecida como forma de elencar uma prioridade na retomada de atividades.

Além disso, os organizadores de eventos em regiões com bandeira amarela e laranja devem seguir as normas estabelecidas pelas portarias 319 e 617 da Secretaria da Saúde, sobre serviços de alimentação e eventos, e o Decreto Estadual 55.240. Entre as alterações, está a autorização para eventos sociais e de entretenimento em buffets, casas de festas, casas de shows, casas noturnas ou similares, em ambientes fechados e com público em pé, desde que a região esteja há 28 dias seguidos sem bandeira vermelha ou preta.

Na bandeira amarela, o público máximo permitido será de 100 pessoas, entre trabalhadores e público, respeitando o teto de ocupação (oito metros quadrados por pessoa) e distanciamento estabelecido no modo de operação. Na bandeira laranja, o público máximo permitido será de 70 pessoas (entre público e trabalhadores). Em ambos os casos (bandeiras amarela e laranja), os eventos devem ter, no máximo, quatro horas de duração.

Eventos sociais e de entretenimento em ambiente aberto, com público em pé podem ocorrer em regiões Covid que estiverem há 14 dias seguidos sem bandeira vermelha ou preta. Em locais com consumo de alimentos ou bebidas, será permitido 40% de lotação prevista no Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI), respeitando o teto de ocupação de oito metros quadrados por pessoa e distanciamento estabelecido no modo de operação. Em locais que não ofertam bebidas ou comida, a lotação máxima poderá ser de 50% da lotação prevista pelo PPCI, respeitando o teto e o distanciamento. A duração dos eventos também será de, no máximo, quatro horas.

Alterações para o setor da indústria

A partir da publicação do decreto, todos os setores da indústria poderão operar na capacidade máxima quando na bandeira laranja, desde que respeitados os protocolos obrigatórios e a portaria da Secretaria da Saúde que regulamenta a atividade desse setor durante a pandemia.

• Clique aqui e acesse o Decreto 55.559, de 26 de outubro de 2020

Link para notícia no site Tua Rádio