Regularidade das chuvas tem favorecido a soja no Estado

Informação é da Emater

A regularidade das precipitações que acontecem nos últimos dias tem favorecido a cultura da soja e o bom desenvolvimento vegetativo – % das lavouras gaúchas estão nesta fase. Outras 44% estão em florescimento e 25% na etapa de enchimento de grãos. No atual período, a situação de chuva traz tranquilidade aos bons alunos que atrasado o início do plantio em função da baixa umidade do solo.

De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta semana pela Gerência de Planejamento da Emater, não geral, as condições fitossanitárias das lavouras estão boas e diminuindo os relatos da ocorrência de tripes em várias regiões do Estado em função do aumento da umidade. As lavouras em estágio de floração apresentam um bom índice de flores e vagens, sendo beneficiadas pela umidade e preços favoráveis ​​à cultura que conta com 1% da área cultivada em maturação. Apesar disso, há relatos de esporos de ferrugem em algumas localidades, o que merece a atenção dos produtores.

Já o plantio do milho está quase totalmente concluído (99%). A chuva e a radiação solar ocorrida durante a semana em quase todo o Estado reduziram o ritmo da colheita do grão, que chega a 37% da área total cultivada. As plantas ainda em desenvolvimento se beneficiam com as chuvas. A cultura encontra-se 12% em maturação, 21% em enchimento de grãos, 13% em floração e 17% em germinação e desenvolvimento vegetativo.

OLERÍCOLAS

Na regional da Emater / RS-Ascar de Ijuí, olerícolas apresentam bom desenvolvimento, principalmente como plantas em estágio mais avançado. Durante uma semana, os produtores aguarda para realizar transplantios das culturas a campo devido à alta umidade no solo. Já nos cultivos em ambiente protegido, não há dificuldade para realização dos manejos. Aumentam a aumento de ervas daninhas nos cultivos a campo e as dificuldades de realização de controle mecânico. O longo período com baixa nebulosidade provoca queda de flores e frutos nos estágios iniciais de desenvolvimento (pegamento) nas culturas do pepino, tomate e abóbora. Aumenta a oferta de olerícolas, leve baixa dos preços.

FRUTÍCOLAS

Na região de Ijuí, segue intensa a colheita das culturas de melão, melancia e uva; frutos de boa qualidade e elevado grau brix. As culturas apresentam boa condição fitossanitária com as partes vegetativas, principalmente folhas, sem danos. Segue baixa um aumento de insetos nas bagas das videiras, proporcionando colheita no estádio ideal dos frutos, com mais cor e sabor. Cultura do pêssego sem oferta de produção local devido ao término da colheita. Diminuição da florada e produção da cultura do morango. Permanece grande a demanda por uvas para preparações de vinhos padronizados ao consumo das famílias e às pequenas cantinas.