Proposta da criação da terceira safra deve ser apresentada pelo governador em exercício

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

Obrigada a compromissos oficiais do governador Eduardo Leite para o Rio Grande do Sul e das férias do vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Ernani Polo, assumiu o cargo de governador em exercício, na manhã desta segunda-feira. Ele, que encerra seu mandato como presidente do Legislativo Gaúcho na próxima semana, fica à frente do Poder Executivo até esta quarta-feira, 27 / 01, quando Leite reassume o cargo.

Na agenda do governador em exercício está o lançamento da proposta que objetiva criar uma terceira safra agrícola no Estado. O objetivo do projeto de criação da terceira safra gaúcha é fomentar a produção de grãos no inverno, a partir de estudos técnicos realizados pela Embrapa. O assunto já havia sido antecipado na programação da Tua Rádio Alvorada pelo ex-ministro da Agricultura, Francisco Turra. O marauense, que deixou a presidência da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), lidera o movimento que incentiva a criação da terceira safra gaúcha, fomenta a produção de grãos de inverno e visa a retomada da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) de aves, suínos e na produção de leite.

Conforme Turra, que deve se pronunciar por ocasião do lançamento da proposta, a convite do governador em exercício, o estado gaúcho – e também Santa Catarina, teve queda diminuiu na produção avícola ao longo dos últimos 15 anos, em função dos custos altos de produção, especialmente da alimentação. A comparação é feita, segundo Turra, com estados do centro-oeste e com o Paraná que já tem três safras – no caso, são duas de grãos de verão por ano, o que torna o estado um dos principais produtores de alimentos do Brasil. Ainda de acordo com ele, o movimento tem a participação da Embrapa Trigo, de Passo Fundo e Embrapa Aves e Suínos, de Concórdia, sendo que competirá à empresa brasileira, ser a fornecedora da tecnologia para culturas alternativas de inverno, como centeio aveia, cevada, triticale e trigo, por exemplo.

intranet/userfiles/noticias/16bc5a4cfee79c0aaddb40e6c5d02c31.mp3