Inspetoria orienta produtores quanto ao final da campanha de vacinação contra a Aftosa

A partir do reconhecimento de zona livre da aftosa sem vacinação, por parte do Ministério da Agricultura, os criadores de gado e búfalos no Rio Grande do Sul não precisarão mais vacinar os rebanhos.

Ainda assim, conforme o chefe da Inspetoria Veterinária e Zootécnica de Lagoa Vermelha, Márcio Chilante, os produtores precisam se manter vigilantes e acompanhar a criação. De acordo com ele, o Estado também intensificará o monitoramento desses rebanhos.

Chilante disse que a declaração de rebanho continuará sendo exigida. O anuncio de zona livre sem vacinação deverá abrir novos mercados para a carne gaúcha, já que outros países dão preferência às regiões com o selo.

Lagoa Vermelha possui aproximadamente 31 mil cabeças de gado. Ouça a entrevista e saiba mais.

Link para notícia no site Tua Rádio