Emater capacita técnicos classificadores de cevada para atuação junto à Ambev

Emater capacita técnicos classificadores de cevada para atuação junto à Ambev

Colheita de cevada inicia em breve na região

A Emater realizou capacitação dos técnicos classificadores da Gerência de classificação e Certificação que completar atuar junto à Companhia Brasileira de Bebidas – maltaria filial de Passo Fundo, uma Ambev. O encontro serviu para nivelar orientações e procedimentos para prestação de serviços no recebimento de cevada na safra que se aproxima.

Para esta safra 2021, está prevista a produção de 129. 934 toneladas de cevada, , 45% a mais do que a safra passada, em 40. 773 hectares de área, alcançando uma produtividade média de 3. 187 quilos de cevada por hectare, ou seja, 14, 64% a mais do que a safra anterior.

Uma parceria, que dados de mais de 20 anos entre a Emater e a Ambev, inclui atividades de assessoria técnica na operação e classificação das cargas. Conforme um gerente adjunta da entidade, Salete Frare, toda a cevada local no Rio Grande do Sul é profissional pelos profissionais da Emater. Durante o treinamento, explica ela, foram fatores relevantes para que uma estrutura operacional-técnico-administrativa esteja pronta a atuar no processo de recebimento da safra de cevada.

A rotina dos classificadores é composta de ações como análise de prévias coletadas em lavouras determinando o ponto certo de colheita; coleta de dados da cevada diretamente nos caminhões com a determinação de parâmetros de qualidade – como micotoxinas e poder germinativo; e trabalho de apoio à pesquisa de novas cultivares de cevada além de análise do malte cervejeiro.