Culturas de Inverno avançam com tecnologia da Embrapa

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

O projeto de ampliação da produtividade agrícola gaúcha, que passa pela otimização das culturas de inverno, recentemente reuniu líderes agropecuários para uma nova rodada de troca de informações. Na oportunidade, a Embrapa Trigo de Passo Fundo, apresenta pesquisas sobre o grão e sobre outros cereais alternativos ao milho, tanto para a panificação como para uma composição da ração das aves e dos suínos e até para o gado de corte e de leite.

O programa alternativo, que fomenta a segunda safra gaúcha com os plantios de inverno, vem ganhando repercussão a cada dia. À sua frente está o marauense Francisco Turra, ex-ministro da Agricultura e ex-presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal. De acordo com ele, uma pesquisa vem mostrando a equivalência nutricional dos grãos de inverno para a alimentação animal e por isso a importância de aumentar a área plantada com estas cultivares.

De acordo com a Embrapa Trigo de Passo Fundo, com a utilização do trigo é possível substituir até 100% do milho da alimentação animal. No uso do triticale, também é possível substituir totalmente o milho na suinocultura e em até 85% na ração avícola. A expectativa de Turra, a partir da apresentação dos dados, é de que uma área plantada com os grãos de inverno, nos próximos anos, poss chegar a três milhões de hectares no Rio Grande do Sul.

intranet/userfiles/noticias/a04147e3a452b1b4aae80f8386f31ebb.mp3