Comissão de Agricultura da Câmara estuda qualificar projeto de incentivo à criação de abelhas em Caxias

comissao-de-agricultura-da-camara-estuda-qualificar-projeto-de-incentivo-a-criacao-de-abelhas-em-caxias

Reunião pública nesta quarta-feira (21 / 07) buscou sugestões para um programa municipal que se dedica ao setor

Com o objetivo de qualificar o projeto de lei (106 / 2021) que busca criar o Programa Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento da Apicultura e da Meliponicultura, ocorreu reunião pública da Comissão de Agricultura, Agroindústria, Pecuária e Cooperativismo, nesta quarta-feira (21 / 07). Autor da matéria e presidente do grupo parlamentar, o vereador Lucas Caregnato (PT) conduziu os trabalhos, que contaram com sugestões de especialistas do setor.

Pesquisadores e professores do segmento trataram de diversidade de abelhas e da sua relação com a produção agrícola, além dos efeitos de agrotóxicos nesses insetos, desafios e benefícios dessa tecnologia. Os resultados foram a doutoranda em Ecologia e Evolução da Biodiversidade na PUCRS, Jenifer Ramos, os professores Fernanda Stallivieri e Rafael Meirelles, além do presidente da Associação Caxiense de Apicultores (ASCAP), David Vicenço, e do integrante Antonio Viapiana.

Segundo a doutoranda Jenifer, as abelhas, através da polinização, geram benefícios à produção agrícola, como o aumento de produtividade e qualidade de cultivos. Também alertou sobre os efeitos danosos decorrentes do uso de agrotóxicos. Conforme ela, o emprego dos chamados defensivos agrícolas tiveram aumento de 700%, nos últimos 40 anos. “Como consequência, essas substâncias podem prejudicar diversas funções essenciais das abelhas e, inclusive, levar à morte dos insetos”, ponderou.

O presidente da Associação Caxiense de Apicultores (ASCAP), David Vicenço, destacou que o objetivo da entidade é produzir o melhor mel do mundo a curto prazo. “No máximo três anos, nós vamos provar para o mundo inteiro que o melhor mel é daqui de Caxias do Sul”, disse.

De acordo como presidente da comissão, por meio das ideias dos especialistas, será possível qualificar, ainda mais, aquele projeto, que já tramita pelas comissões da Câmara Municipal. “Estamos focados na geração de renda, na preservação da biodiversidade ambiental e na segurança e na soberania alimentar das famílias, envolvidas na produção de mel e derivados”, antecipou o vereador Lucas.

Além do vereador-presidente Lucas Caregnato (PT), integram a Comissão de Agricultura, Agroindústria, Pecuária e Cooperativismo dos vereadores Marisol Santos (PSDB), Ricardo Daneluz (PDT), Sandro Fantinel (PATRIOTA) e Wagner Petrini (PSB).