Colheita da soja em Marau deve ser finalizada nos próximos 15 dias

Se preferir, ouça o conteúdo no player de áudio

O clima seco, verificado na última semana, favoreceu o avanço na colheita da soja. Em nível geral, no estado gaúcho, o trabalho avançou 12 pontos percentuais, embalado pelos dias ensolarados. A safra segue registrando boa produtividade, de acordo com as entidades ligadas ao agro. Em Marau, de acordo com o presidente do Conselho Municipal de Agropecuária e Abastecimento, Rodrigo Coradi, a estimativa é finalizar a colheita até o dia 20 de abril . Ele recorda que muitos produtores optaram por iniciar o plantio em novembro, devido às condições climáticas do mês de outubro – onde tradicionalmente ocorre a semeadura. Mesmo assim, um colheita não deve adentrar em maio pois os agricultores deram preferência por precoces de materiais.

Coradi também revela a expectativa de colheita, que deve ficar dentro da média histórica do município: entre 55 e

sacas por hectare. Esse é o dado considerado no momento, em conversas informais, explica ele. O agrônomo explica que houve variação na incidência de chuvas nas diferentes regiões da zona rural de Marau. Por exemplo, na região de Santo Antônio dos Triches, São Paulo da Cruz, a chuva teve maior incidência do que em regiões como Carrascal e São Miguel. Os números são maiores do que o colhido no ano passado, quando as perdas foram contabilizadas devido à estiagem. Nesta safra, o Rio Grande do Sul espera colher, entre todas as suas regiões produtoras, 20, 2 milhões de toneladas de soja.

intranet/userfiles/noticias/e732b6484fa9eabbaff424d91e70dd65.mp3