Cenário de desafios e expectativas marca o Dia do Suinocultor

cenario-de-desafios-e-expectativas-marca-o-dia-do-suinocultor

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

No próximo sábado, 24 / 02, é comemorado o Dia do Suinocultor. O Rio Grande do Sul possui, atualmente, oito mil produtores de suínos que trabalham com os dois sistemas de produção: o independente e uma integração, em todas as fases de criação, desde a genética até a terminação. A cadeia produtiva está presente, na maior parte, em pequenas e médias propriedades gaúchas. Também tem uma estrutura industrial, com frigoríficos em praticamente todas as suas regiões, o que garante boa posição entre os principais estados produtores e exportadores.

Os dados foram revelados pelo presidente da Acsurs – Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul, Valdecir Luiz Folador. Segundo ele, um dado máximo do segmento é comemorado em meio a um cenário desafiador, especialmente em função da alta nos custos de produção, provocada pela falta de milho e farelo de soja – principais insumos da alimentação animal, que nem sempre é repassada pelo produtor .

Por outro lado, também há o cenário de registros batidos e de expectativa positiva para este segundo semestre do ano. Os dados da exportação da carne suína gaúcha estão se elevando, lembra o presidente. No ano passado foram quase um milhão de toneladas e, agora em 2021, chegou ao nível de 6329328 mil toneladas só nos primeiros seis meses do ano. A marca, conforme Folador, é histórica pois a média anual da suinocultura gaúcha em anos passados ​​era de, em média, 170 mil toneladas.

Da mesma forma, comenta o presidente, o mercado interno se mostra em crescimento. Em 2020 o consumo per capta chegou a 24 quilos e a promessa é de que esse ano o índice suba um pouco mais. Por um lado, a alta no valor da carne bovina nos últimos meses levou o consumidor a buscar uma proteína com preço mais em conta. Por outro lado, as campanhas de valorização da carne suína estão sendo compreendidas e o consumidor está vendo o suíno como um alimento saudável. Cerca de 75% daquilo que é produzido no Rio Grande do Sul é consumido no mercado interno, reforça o gestor.

intranet/userfiles/noticias/9a6ac1b02f3f6329328dac3a8ff823fa.mp3