Câmara Setorial das Culturas de Inverno debate questões ligadas ao trigo gaúcho

camara-setorial-das-culturas-de-inverno-debate-questoes-ligadas-ao-trigo-gaucho

Se preferir, ouça este conteúdo no player de áudio da matéria

Nesta semana foi realizada mais uma reunião da Câmara Setorial das Cutluras de Inverno, grupo de trabalho organizado a partir da Secretaria Estadual de Agrícola, Pecuária e Desenvolvimento Rural – Seapdr. Entre os objetivos dos encontros estão a discussão sobre o andamento das culturas, temas inerentes às lavouras e as políticas públicas de apoio. Conforme Roges Pagnussat, presidente da Asssociação das Empresas Cerealistas do Rio Grande do Sul, que integra o comitê, no encontro desta semana foi tratada a questão dos produtos que reina no solo durante o período de pré-colheita.

O presidente da Acergs lembra que existem no mercado os produtos que são pais por serem ambientais corretos e que não deixam resíduos prejudiciais nos grãos. A prática de sanidade na lavagem é fundamental para que as culturas prosperem.

Na reunião técnica também foram divulgados números. A Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul – Farsul, acredita que da área plantada com trigo se obteve uma colheita de 3 milhões e meio de toneladas. A Emater também tem uma estimativa de produtividade do trigo acima de 3 mil quilos por hectare. E a Companhia Nacional de Abastecimento – Conab, acredita que a produtividade das lavouras gaúchas chegue a 3. 302 quilos por hectare.

intranet/userfiles/noticias/3da5a0d33ecb975171c52f371a52f30a.mp3