Número de acidentes graves e óbitos é maior em 2017 nas rodovias federais na região

No combate a criminalidade houve aumento expressivo em quse todas as apreensões realizadas.

A 14ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (PRF), de Sarandi, divulgou o balanço compartivo entre os anos de 2016/2017, nos mais de 400 quilômetros atendidos epla corporação, que abrange as Rodovias 386, 468 e 158.

De acordo com o chefe substituto do Núcleo de Operações Especiais, Adelar Vissoto, o comparativo mostra uma redução no número de acidentes, pessoas ilesas e pessoas feridas. Apesar desse avanço, o número de acidents graves aumentou, consequentemente o número de óbitos também foi maior. Ouça entrevista. 

No combate a criminalidade houve aumento expressivo em quse todas as apreensões realizadas. As apreensões de munições e destaque foram destaque. O valor das cargas de cigarro apreendidas é estimado em quse R$ 8 mi. Apesar da diminuição  na quantidade de drogas apreendidas, houve aumento no número de pessoas presas pro tráfico. 

Na fiscalização de trânsito foi constatado aumento no número de auxílio aos usuários, bem como  nos autos de infração emitidos. Houve incremento nas autuações por ultrapassagem em local proibido. 

Houve acréscimo no número de Carteiras Nacional de Habilitação e CRLVs recolhidos. Houve também ampliação, no comparativo 2016/2017, no número de pessoas autuadas por recusa ou teste positivopara embriaguez ao volante. 

Veja no gráfico todos os número do Balanço Comparativo da PRF. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *