Segunda edição do Sábado Solidário ocorre neste final de semana, em Caxias do Sul

O objetivo é arrecadar alimentos não-perecíveis que serão distribuídos a 111 entidades do município

A segunda edição do Sábado Solidário deste ano vai ocorrer no próximo sábado, 17, em Caxias do Sul. A ação é promovida pelo Banco de Alimentos, vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS) e tem o objetivo de arrecadar alimentos não-perecíveis, com prioridade para feijão e leite, que serão distribuídos a 111 entidades do município.

Os postos de coleta estarão localizados em cerca de 30 mercados da cidade. A equipe que fará a coleta é formada por voluntários, que vão ficar nos locais das 8h até o horário de funcionamento de cada estabelecimento participante. A média de arrecadação é de 7 toneladas por edição.

Neste mês, a ação vai ocorrer na terceira semana de fevereiro devido ao feriado de Carnaval. As próximas edições serão realizadas sempre no segundo sábado de cada mês. Para participar como voluntário ou obter mais informações sobre a doação, entre em contato com o Banco de Alimentos pelo telefone (54) 3211-5943.

Produtores de Flores da Cunha já podem solicitar subsídio de horas/máquinas para agricultura

Em 2017 este programa beneficiou 230 famílias do município

Os produtores de Flores da Cunha já podem fazer a solicitação de máquinas terceirizadas para serviços de terraplenagem, abertura de estradas, pomares e lavouras. Segundo a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do município, são disponibilizadas 3.200 horas/máquina e cada propriedade pode utilizar 20 horas, com subsídio de 40%. O valor por hora da utilização das máquinas é de R$ 275,00.

Em 2017 este programa beneficiou 230 famílias, com investimento de R$ 390 mil. Para realizar as solicitações e agendamentos, os produtores devem comparecer à secretaria da Agricultura, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h45 e das 13h15 às 17h30. Outras informações pelo telefone 3279 3600, ramal 261.

Projeto “CaJu para Todos” promove partida de futebol adaptado

A partida ocorre antes do clássico caxiense, na próxima segunda-feira

A rivalidade entre o Esporte Clube Juventude e a Sociedade Esportiva e Recreativa (SER) Caxias do Sul servirá também para promover a inclusão no esporte. Antes da bola rolar pela 8ª rodada do Campeonato Gaúcho, no Estádio Centenário, onde haverá o primeiro CaJu do ano, acontecerá uma outra atividade: o CaJu para Todos.

O evento é uma partida adaptada entre pessoas com deficiência marcada para 18h30 no Centenário, pouco antes da partida oficial entre os times. Fardados com os uniformes da dupla CaJu, os participantes disputarão um jogo de 30 minutos em campo reduzido. A ação é uma parceria entre os dois clubes e a Coordenadoria de Acessibilidade, vinculada à Secretária Municipal de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS).

O CaJu com atletas profissionais inicia às 20h, na segunda-feira (19). Os portões abrem às 18h e o futebol adaptado será antes, às 18h30. Os ingressos antecipados custam R$ 50 e R$ 25 (meia-entrada) e dão direito a assistir aos dois jogos. Pessoas com deficiência têm entrada franca e podem levar um acompanhante de graça. Na hora do jogo, os valores serão de R$ 60 e R$ 30.

Mais informações pelos telefones: (54) 3536-7999 (Caxias) e (54) 3027-8700 (Juventude).

Retomado serviço de emissão da Carteira de Identidade em Flores da Cunha

O sistema apresentava instabilidade desde sexta-feira (9)

 

A Secretaria de Desenvolvimento Social informa que o sistema de emissão de carteiras de identidade foi normalizado na manhã desta quinta-feira (15) . O programa apresentava instabilidade desde sexta-feira (9) devido a problemas na Procergs em Porto Alegre.

O setor de identificação funciona no prédio da prefeitura, junto à Secretaria de Desenvolvimento Social, de segunda a sexta-feira, das 8h15min às 11h30min e das 13h30min às 17h15min. 

Confira dos documento necessários para emissão do documento:

  • Solteiros: Certidão de Nascimento original e legível ou cópia autenticada por tabelionato (autenticação deve ser original);
  • Casados/Viúvos: apresentar Certidão de Casamento original e legível ou cópia autenticada por tabelionato (autenticação deve ser original);
  • Separados Judicialmente ou Divorciados: – apresentar Certidão de Casamento com a respectiva Averbação de Separação ou Divórcio original e legível ou cópia autenticada por Tabelionato (autenticação deve ser original).
  • Menores de 16 anos: Além de apresentar a Certidão de Nascimento original, devem estar acompanhados de uma das seguintes pessoas: mãe, pai, avô(ó), guardião(ã), tutor(a), curador(a), e estes deverão portar a sua Carteira de Identidade.

Não é necessário levar fotos. Para acréscimos opcionais, é preciso o número do CPF, do PIS e comprovante de residência.Outras informações pelo telefone 3279 3600, ramal 246.

PRF divulga balanço final da Operação Carnaval em Caxias do Sul

O destaque é para a maior apreensão de drogas do país no período e pela ausência de acidentes graves e mortes no trânsito

A Polícia Rodoviária Federal em Caxias do Sul divulgou, na manhã desta quinta-feira, dia 15, o balanço final da Operação Carnaval na região.

Durante o período da operação, que começou na sexta-feira, dia 9, e terminou às 23h59 da quarta-feira, dia 14, a PRF empenhou-se no redirecionamento da fiscalização no intuito de inibir os excessos corriqueiros do período festivo, principalmente em relação à combinação de álcool e direção, a fim de se evitar perdas no trânsito. Com êxito, dos 04 acidentes registrados no período, nenhum com vítima grave ou fatal.

Esforços

Foram realizados um total de 281 testes de alcoolemia (bafômetro), com um total de 08 pessoas autuadas, entre constatação e recusa. Em relação às ultrapassagens proibidas, um total de 34 flagrantes pelas equipes policiais. O mesmo número de infrações relativas a excesso de velocidade foram registradas no período. No total, considerando todas as infrações, foram 301 irregularidades registradas pelos policiais em autos de infração de trânsito, num montante de 822 pessoas e veículos fiscalizados.

Combate ao crime

Outro destaque nos resultados da PRF em Caxias do Sul foi em relação ao combate ao crime. A apreensão de maconha feita pela Polícia Rodoviária Federal na sexta-feira, dia 9, em Vacaria se destaca como a maior do Brasil no período em questão. Foram 681 tijolos da droga totalizando 549 quilos, além de 04 armas de fogo, 100 munições transportados em um veículo clonado. Um homem foi preso na ocorrência.

Outras três pessoas foram detidas em ocorrências diversas, sendo um indivíduo com dois mandados de prisão durante fiscalização a ônibus interestaduais em Caxias do Sul e outro flagrado com carro clonado ao fugir de barreira de fiscalização da PRF em Nova Petrópolis. Um terceiro foi detido por violar a suspensão do direito de dirigir.

Coordenadoria fará diagnóstico sobre causas da evasão escolar no Ensino Médio

Dados apontam que dois terços dos que começam não terminam o Ensino Médio

Mais de nove mil alunos irão retornar as aulas nas escolas estaduais de nove municípios da região dos Campos de Cima da Serra na próxima semana. Em Vacaria, Muitos Capões, Campestre da Serra, Pinhal da Serra e São José dos Ausentes as aulas iniciam na segunda-feira dia 19, em Ipê no dia 21 e em Monte Alegre dos Campos dia 22. Os professores passarão por encontros de formação nos municípios e um no campus da UCS no dia 23 de fevereiro. De acordo com a Coordenadora Regional de Educação estão faltando em torno de 12 professores na região. Gilvana Rissardi Baldin destaca que serão feitos contratos temporários para suprir as necessidades. Já está publicado edital com as exigências para os professores interessados em participar do processo.

Ainda conforme a coordenadora foram liberados pelo Governo do Estado R$ 600 mil para a realização de obras em cinco escolas de Vacaria e região. Dentre essas está a Chico Mendes.

A chefe pedagógica da 23ª CRE professora Susan Ferreira acrescenta que será feito um diagnóstico para tentar identificar algumas causas que levam s estudantes do Ensino Médio a desistirem de frequentar as aulas. Dados mostram que dois terços dos que iniciam o Ensino Médio não concluíem o período de três anos de estudos. No ano passado com a divulgação do Saers foi feito um plano de intervenção pedagógico para melhorar o desempenho dos alunos. Estas ações irão prosseguir em 2018.

Preço do limão taiti tem queda de 20% na cotação semanal da Ceasa

Quilo do produto passou a ser comercializado a R$ 1

O preço do limão taiti comercializado na Ceasa Serra registrou queda de 20% nesta semana. O quilo do produto passou de R$ 1,25 para R$ 1, conforme balanço semanal divulgado nesta quarta (14) pela Central de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa), em parceria com a Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A queda no preço está relacionada ao pico de safra, que gera maior oferta da fruta.

Dos 40 produtos analisados, dois apresentaram preço estável, 21 tiveram aumento de preço e 17 produtos ficaram mais baratos. No caso dos alimentos inflacionados, destaque para o abacaxi pérola, que saltou de R$ 3,96 para R$ 4,55 (aumento de 14,9%) e a berinjela, vendida a R$ 2,25 ao kg, contra R$ 1,92 na semana passada (alta de 17,2%).

Reativação das lombadas eletrônicas nas rodovias estaduais deve ocorrer até final de fevereiro

Dos 112 redutores de velocidade previstos nos contratos, 80% já foram instalados

A instalação das novas lombadas eletrônicas nas rodovias estaduais gaúchas deve ocorrer até o final do mês de fevereiro. A empresa contratada pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) já concluiu a montagem de 89 dos 112 equipamentos previstos nos lotes recentemente licitados. Na região da Serra, duas lombadas já foram instaladas: a da RSC-453, entre Caxias do Sul e Farroupilha, e na ERS-235, entre Nova Petrópolis e Gramado.

Cada um dos dispositivos irá monitorar uma faixa de rodovia. A velocidade limite varia de 40 a 60 quilômetros por hora, dependendo do fluxo médio de veículos e pedestres do local. Até agora, 16 das 19 estradas atendidas pelos novos contratos já contam com as lombadas eletrônicas afixadas.

De acordo com o diretor-geral do Daer, Rogério Uberti, a expectativa é de que a instalação dos dispositivos seja concluída ainda este mês. Além da montagem, os equipamentos dependem da análise do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e do fornecimento de energia elétrica para iniciar a operação.

“Os trabalhos estão sendo realizados com a maior agilidade possível. Prova disso é que algumas lombadas até já foram aferidas pelo Inmetro”, salienta Uberti. “Pretendemos ativar todos os dispositivos nesta época de volta às aulas, pois parte deles está localizada justamente nas proximidades de escolas, onde a redução da velocidade é essencial para a segurança no trânsito.”

Os quatro novos contratos de instalação e operação das lombadas eletrônicas somam R$ 3,85 milhões e contam com recursos do Tesouro do Estado. A empresa Kopp Tecnologia, de Vera Cruz, foi a vencedora das licitações e assumiu os serviços pelo prazo de um ano, podendo ser prorrogado quatro vezes por igual período.

As lombadas já instaladas ficam nas seguintes rodovias:

– ERS-124 (Montenegro): 2 faixas;
– ERS-240 (São Leopoldo e Portão): 16 faixas;
– ERS-401 (São Jerônimo): 2 faixas;
– RSC-287 (Montenegro): 4 faixas;
– RSC-287 (Novo Cabrais e Paraíso do Sul): 4 faixas;
– RSC-453 (Caxias do Sul e Farroupilha): 10 faixas;
– RSC-453 (Venâncio Aires): 4 faixas;
– ERS-030 (Glorinha e Osório): 4 faixas;
– ERS-115 (Igrejinha e Três Coroas): 4 faixas;
– ERS-235 (Nova Petrópolis e Gramado): 12 faixas;
– ERS-389 (Torres): 2 faixas;
– ERS-452 (Feliz e Vale Real): 4 faixas;
– ERS-486 (Itati): 2 faixas
– VRS-873 (Morro Reuter): 2 faixas;
– ERS-149 (Restinga Seca): 2 faixas
– ERS-155 (Ijuí): 3 faixas;
– ERS-344 (Entre Ijuís): 4 faixas;
– ERS-509 (Santa Maria): 8 faixas.

Os próximos equipamentos a serem instalados monitorarão as rodovias:

– ERS-126 (Sananduva): 1 faixa;
– ERS-129 (Encantado): 2 faixas;
– ERS-129 (Serafina Corrêa): 2 faixas
– ERS-324 (Passo Fundo e Vila Maria): 8 faixas;
– ERS-324 (Nova Araçá e Nova Bassano): 6 faixas
– ERS-438 (Paraí): 2 faixas;
– RSC-453 (Estrela): 2 faixas.

Número de refugiados venezuelanos em Boa Vista já supera 40 mil pessoas

Crise migratória tem afetado serviços básicos de saúde e educação

Mais de 40 mil venezuelanos estão atualmente refugiados em Boa Vista (RR). O número, que representa mais de 10% da população da capital de Roraima, foi revelado pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado, coronel Doriedson Ribeiro.

Em entrevista ao programa Conectado desta quinta (15), o comandante afirmou que a crise migratória tem afetado diretamente os serviços básicos de saúde e educação. Conforme Ribeiro, a situação também traz desafios na gestão da segurança pública e na geração de empregos para os imigrantes.

Na noite desta quarta-feira (14), o ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou que os primeiros venezuelanos instalados em Roraima serão enviados a outros estados já no mês de março. A redistribuição dos refugiados foi confirmada após reunião com o presidente Michel Temer (PMDB), no Palácio da Alvorada.

Clique aqui para ouvir a entrevista na íntegra.

Câmara autoriza Executivo a abrir quatro processos seletivos em Soledade

Processos seletivos serão para contratação temporária

Em sessão ordinária realizada na noite desta quarta-feira, 14/02, os vereadores de Soledade aprovaram e autorizaram a abertura de quatro processos seletivos para o município em contratações temporárias.

Três secretarias municipais serão afetadas com a abertura de processos seletivos, sendo elas, Assistência Social, Saúde e Obras e Serviços Públicos. No entanto, serão quatro processos pois somente na área da Saúde serão dois.

Um deles tratará sobre a contratação temporária de agentes de Combate a Endemias, Primeira Infância Melhor (PIM) e agentes da Saúde; o outro será exclusivo para programas de atendimento à saúde na Secretaria.

Já os processos seletivos na área da Assistência Social e Obras serão para a contratação de pessoal para trabalhar em cada Secretaria. Os editais deverão ser liberados nos próximos dias.

Homem é morto a tiros no bairro Esplanada, em Caxias do Sul

Crime ocorreu na Rua Henrique Leonardi, por volta de meia-noite desta quarta-feira

Um homem foi morto com pelo menos três tiros por volta de meia-noite desta quarta-feira (14), na Rua Henrique Leonardi, no bairro Esplanada, zona sul de Caxias do Sul. A vítima ainda não foi identificada, já que não possuía documentos. De acordo com a Polícia Civil, não há testemunhas do crime.

Moradores próximos ao local do crime acionaram o Samu e a Perícia Criminal removeu o corpo, encaminhando-o ao Departamento Médico legal (DML).

No bolso da vítima foram localizados um cachimbo artesanal e um isqueiro. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Caxias do Sul (DHD).

Essa é a 17ª morte violenta em Caxias neste ano de 2018. 

PRF divulga resultado da Operação Carnaval em Sarandi

A PRF encerrou a Operação Carnaval em todo o Brasil nesta quarta-feira, 14.

Na delegacia da PRF em Sarandi houve aumento no número de acidentes e de mortos em relação à 2017. O excesso de velocidade e ultrapassagens proibidas foram as principais autuações registradas.

Fiscalizações:
Foram fiscalizados de forma detalhada 546 veículos e 548 pessoas.
Testes de etilômetro (bafômetro) foram 221.

Educação para o trânsito:
Com o Cinema Rodoviário foram orientadas sobre boas condutas no trânsito 241 pessoas.

Autuações:
Foram emitidos 361 autos de infração, destes, 124 foram por ultrapassagem em local proibido.
De velocidade foram registradas 440 imagens de um total de 35 horas de operação do aparelho, sendo o maior excesso 163 km/h no km 165 da BR 386.
Por embriaguez foram 7 autuações e 32 por não utilizar o cinto de segurança.

Acidentes:
Houve aumento no número de mortos em relação à 2017 quando ocorreram 7 acidentes e nenhuma morte. Neste ano, foram 10 acidentes com 3 mortes no local e 2 em seguida após o encaminhamento para o hospital. Cinco acidentes ocorreram sem vítimas.

Leandro Karnal fará palestra em Sarandi

O evento marcará o início do ano letivo no município

O historiador e professor Leandro Karnal, que vem se consagrando como um dos mais brilhantes pensadores do Brasil, estará em Sarandi no dia 23 de fevereiro, oportunidade em que debaterá o tema educação. O evento irá ocorrer no Clube Harmonia e será destinada exclusivamente para os professores e colaboradores das três redes de ensino, municipal, estadual e particular de Sarandi, Barra Funda e Nova Boa Vista, visto que o evento será realizado através de uma parceria entre os três municípios supracitados.

Karnal fará uma palestra que abordará o cenário da educação atual, que influenciará a plateia a refletir sobre o impacto e a necessidade de harmonização na vida pessoal e profissional, além de entender e conhecer o atual processo educacional e suas novas tecnologias e abordagens.

De acordo do a Coordenadora Geral da SME – Marcia Beckmann, a realização de mais um grande evento destinado aos educadores e colaboradores da rede pública, estadual e particular do município de Sarandi, demonstra mais uma vez, a preocupação do Governo Municipal no que diz respeito a qualificação profissional, formação e motivação dos professores. “Nós fechamos o ano letivo de 2017 com chave de ouro, através da palestra de Mário Sergio Cortella e agora, ao iniciar mais um ano letivo, temos a grande satisfação de trazer para Sarandi o historiador e professor Leandro Karnal, que certamente servirá de estimulo aos nossos professores e funcionários”, disse Marcia Beckmann.

De: Assessoria de imprensa / Joel De Brito

Blocos irregulares resultam em maior número de ocorrências policiais

Na noite de Carnaval, duas pessoas foram feridas e drogas foram apreendidas no Largo da Estação Férrea

O Carnaval de Caxias do Sul foi movimentado em 2018. No total, cerca de 100 mil pessoas participaram de blocos espalhados pela cidade nos quatro dias de festa. Além de grandes eventos, como os blocos da Velha e do Zanuzi, foram registradas folias irregulares, principalmente na região do Largo da Estação Férrea, área movimentada também em outras épocas do ano.

Porém, a falta de organização trouxe prejuízos para a segurança do município. Na madrugada de terça (13) para quarta (14), um jovem foi esfaqueado e outro baleado durante as comemorações no Largo. Além disso, foram apreendidas drogas e registradas ocorrências de perturbação de sossego em diversos pontos da cidade.

Apesar dos episódios de baderna e violência, o Comandante do 12° BPM de Caxias do Sul, Major Jorge Emerson Ribas, estima que, de maneira geral, o resultado foi positivo de maneira geral. “Não tivemos grandes ocorrências. Nós temos uma preocupação grande em relação a roubos nesse período, mas não tivemos homicídios durante o Carnaval”, explica.

O Major ainda destaca que, com o grande número de blocos, a participação de policiais na Operação Golfinho e com a busca aos assaltantes do carro forte que ocorreu próximo à Bento Gonçalves, não havia efetivo o suficiente para monitorar todos os eventos.

No próximo final de semana ainda haverá eventos relacionados ao Carnaval, além do jogo da dupla Ca-Ju, o que vai demandar novamente reforços. Confira a entrevista completa em áudio no link.

Dia de Campo Cotrisal: gerando conhecimento e superando desafios

Empresa parceiras e pesquisadores participarão dos dois dias de evento onde o produtor associado poderá conferir novas tecnologias e as tendências do agronegócio, tudo para elevar sua produtividade, diminuir custos e aumentar a rentabilidade. As unidades de Pecuária e Peças & Implementos da Cotrisal também participarão do evento, apresentando seus produtos e serviços. Ouça entrevista com Maicon Serafini, agronomo da Cotrisal. 

“Serão dois dias de atividades diferenciadas e direcionadas aos nossos produtores associados e também para estudantes e demais interessados que terão a oportunidade de trocar experiências junto ao corpo técnico da cooperativa e, ao mesmo tempo, conhecer as novidades do setor com empresas parceiras”, ressaltou Maicol Serafini, gerente da unidade de insumos agrícolas e grãos.

A programação nos dois dias terá seu início às 9 horas e, às 11h e 16h contará com a palestra: Qualidade de sementes e plantabilidade para altos rendimentos de grãos, que será apresentada pelo professor Alexandre Gazzola Neto, Doutor em sementes e com larga experiência na área.

Campo Experimental Cotrisal – Na área junto a BR 386 que compreende 6 hectares, são testadas e avaliadas diversas alternativas para a agricultura da região, com inúmeros experimentos realizados e onde técnicos especializados fazem testes para garantir o suporte ao Detec Cotrisal na tomada de decisões a serem repassadas aos produtores associados, repercutindo na maior produtividade para a suas lavouras. O Campo Experimental Cotrisal exerce um papel fundamental na realização de estudos, testes e experimentos. Atualmente, estão sendo realizados diversos ensaios, como: de fungicidas, adubos foliares, ensaios cultivares, de indutores de resistência, tratamento e vigor de sementes, além de ensaios de inoculantes, totalizando 456 parcelas.

Quinta-feira de tempo firme em Sarandi

Dados são da Somar Meteorologia.

Para quinta-feira, 15, a previsão indica dia de sol com algumas nuvens. Não chove.

A temperatura máxima pode chegar a 31º.

Para sexta-feira, 16, a previsão indica dia de sol com algumas nuvens. Não chove.

A temperatura máxima pode chegar a 31º.

Ouça a previsão com a meteorologista Cátia Valente.

Campanha da Fraternidade 2018 traz superação da violência como tema

CNBB lançou nesta quarta-feira de cinzas (14) a Campanha da Fraternidade 2018, com o tema “Fraternidade e Superação da Violência”

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou oficialmente a Campanha da Fraternidade (CF) 2018 nesta quarta-feira, 14. Este ano, a Campanha trata da “Fraternidade e a superação da violência”. O presidente da entidade, cardeal Sergio da Rocha, e o secretário-geral, dom Leonardo Steiner, receberam autoridades para o evento: a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, o coordenador da Frente Parlamentar pela Prevenção da Violência e Redução de Homicídios, deputado Alessandro Molon, e o presidente da Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP), Carlos Alves Moura.

Mensagem do Papa

O secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Luís Fernando da Silva, leu para os presentes no evento a mensagem enviada pelo papa Francisco: “O perdão das ofensas é a expressão mais eloquente do amor misericordioso e, para nós cristãos, é um imperativo de que não podemos prescindir. Às vezes, como é difícil perdoar! E, no entanto, o perdão é o instrumento colocado nas nossas frágeis mãos para alcançar a serenidade do coração, a paz. Deixar de lado o ressentimento, a raiva, a violência e a vingança é condição necessária para se viver como irmãos e irmãs e superar a violência”.

No final da Mensagem, papa Francisco pediu: “Peço a Deus que a Campanha da Fraternidade deste ano anime a todos para encontrar caminhos de superação da violência, convivendo mais como irmãos e irmãs em Cristo. Invoco a proteção de Nossa Senhora da Conceição Aparecida sobre o povo brasileiro, concedendo a Bênção Apostólica. Peço que todos rezem por mim”.

Exposições

“Há alguns dados dos estudiosos que nos estarrecem”, disse Carlos Moura. Negros e jovens são as maiores vítimas da violência no Brasil, informou. A população negra corresponde à maioria dos 10% dos indivíduos expostos ao homicídio no País. “É oportuno refletir sobre o Manual da Campanha da Fraternidade”, chamou a atenção: “A violência racial no Brasil é uma situação que faz supor uma forte correlação entre três formas de violência, direta, estrutural e cultural. Os casos de violência direta parecem ser resultado mais concreto e evidente de questões socioeconômicas históricas, além de deixarem entrever representações culturalmente produzidas e já naturalizadas a respeito da população negra, do índio, dos migrantes e, mais recentemente, também do imigrante”.

Moura lembrou que outra Campanha da Fraternidade tratou da superação da violência contra a comunidade negra, a Campanha de 1988, que tinha como lema: “Ouvi o clamor desse povo”.  Nela, segundo Carlos Moura, a Igreja renovou o comprometimento da Igreja com o combate à violência.

A ministra Cármen Lúcia, agradeceu à CNBB “pelo convite ao Poder Judiciário para participar desse momento”. A presidente do STF disse que hoje, infelizmente, o outro tem sido visto com desconfiança e não como um irmão, um parceiro. “Esta campanha ajuda a ver o outro como aliado, como irmão”, reforçou. “Não basta que se faça parte da sociedade humana, mas é preciso atuar por ela para que se crie espaços de fraternidade”, acrescentou a ministra.

Deputado Alessandro Molon disse: “Nós nos acostumamos com a nossa tragédia. É como se no Brasil, a vida humana valesse muito pouco”. Ele realçou que a Campanha da Fraternidade não é de combate à violência, mas a superação dela. Chamou atenção para esse ano de discursos políticos é preciso lembrar o que diz o texto-base da Campanha que lembra que se trata de um problema complexo que não aceita soluções simplistas. “Esse carnaval nos deixou algumas lições. Quando as autoridades se omitem, por exemplo, a violência cresce”. O deputado ainda lembrou que todos têm responsabilidade, mas o Parlamento deve melhorar o Direito para proteger mais a vida que o patrimônio.

Cardeal Sergio da Rocha disse que a importância da Campanha da Fraternidade tem crescido a cada ano, repercutindo não somente dentro do âmbito da Igreja Católica, mas em toda a sociedade civil, além de outras igrejas cristãs. “Construir a Fraternidade para superar a violência” é o objetivo da Campanha da Fraternidade, lembrou. “A vida, a dignidade das pessoas, de grupos sociais mais vulneráveis têm sido atingidos frequentemente”. A realidade da violência, no entanto, “não deve levar a soluções equivocadas”, disse. Por conta disso, a Campanha da Fraternidade, disse o cardeal, quer ajudar a todos para fazer uma análise profunda diante da complexidade da realidade da violência.

“Embora que seja importante a ação de cada um de nós, mas é preciso de ações comunitárias”, disse o presidente da CNBB. A Igreja não pretende oferecer soluções técnicas para os problemas que aborda, mas o valor da fé e do amor que mostra que o semelhante não é um adversário, mas um irmão a ser amado, disse o Cardeal.

Cattaneo sai de férias e a vice Marilda Borges Corbelini assume a prefeitura de Soledade

Pela segunda vez na história, uma mulher assume a prefeitura de Soledade

O prefeito de Soledade Paulo Cattaneo está oficialmente de férias. Com isso, a prefeitura de Soledade será comandada pela vice-prefeita Marilda Borges Corbelini que será a prefeita em exercício pelo período de 12 dias.

A cerimônia de transmissão de cargo aconteceu no fim da tarde desta quarta-feira, 14/12. Essa é a segunda vez que uma mulher assume como prefeita em exercício de Soledade, mas é a oportunidade que por mais tempo uma mulher comandará o município.

A primeira vez na história de Soledade aconteceu em 2010 quando a então presidente do Legislativo, vereadora Amália Aparecida, a Cida, assumiu como prefeita em exercício já que o atual prefeito Gelson Cainelli estava de férias e o vice Luiz Carlos Vizzoto, marido de Cida, teve problemas de saúde.

Marilda terá um período de 12 dias em virtude das férias do prefeito Paulo Ricardo Cattaneo. “Tenho plena certeza de que a Marilda com sua capacidade e determinação, dará continuidade ao trabalho que estamos fazendo, junto ao município” enfatizou o prefeito, de férias, Cattaneo.

Marilda ressaltou o excelente relacionamento que tem com o prefeito, com o qual há pleno entendimento, assegurando, portanto, que tudo deverá transcorrer dentro da normalidade. “Para mim é uma honra assumir como prefeita em exercício, mesmo que seja por um curto período” salientou.  

Containers de lixo são incendiados em Flores da Cunha

O prejuízo é de R$2600,00, valor que poderia ser investido na compra de mais equipamentos

Dois containers de lixo (orgânico e seletivo) foram incendiados no bairro Nova Roma, em Flores da Cunha. A ação foi registrada pelo Departamento de Meio Ambiente na manhã de quarta-feira (14). Este é o primeiro  registro de vandalismo em 2018. No ano passado foram dois casos. Cada container custa cerca de R$ 1.300,00. Assim, cada vez que ocorre vandalismo, novos pontos da cidade deixam de receber os equipamentos.

A orientação é que a comunidade denuncie as ações à Brigada Militar através do número 190. A ligação é gratuita e anônima.

Atelier Livre promove sua 20ª edição em Caxias do Sul

Evento ocorre no dia 24 de fevereiro na Praça Monteiro Lobato

O Atelier Livre comemora sua vigésima edição em Caxias do Sul ao propor novamente mais uma edição da proposta cultural, de um encontro ao ar livre de artistas, amantes e curiosos da arte em diversos espaços.

O evento ocorre no sábado, dia 24 na Praça Monteiro Lobato, a partir das 15h. Desta vez, o encontro é em homenagem aos artistas, curadores e produtores que passaram por algum tipo de censura no Brasil no ano de 2017.

A ação cultural tem o objetivo de aproximar a arte para com a comunidade, desde praças e parques e até bairros mais afastados, com o intuito também de incentivar a produção artística e promover o intercâmbio entre os profissionais, estudantes e amadores da área e áreas afins.

O encontro ocorre de forma voluntária. Idealizado pela curadora cultural, Mona Carvalho, tanto a comunidade, como os artistas, são convidados para produzir sua arte, a céu aberto, informando local e data e a partir dai, o encontro ocorre.

O Atelier Livre já passou pela Universidade de Caxias do Sul, Estação Férrea, Lagoa do Desvio Rizzo, no Centro de Cultura Ordovás, integrou o Seminário Espaços de Arte e Coletivos Independentes – Autopoiesi, organizado pela UAV, fez parte da Feira do Livro de Caxias do Sul e de Flores da Cunha. O projeto também participou de eventos como o PicNic Le Jazz & Blues no Hotel Samuara, no Antessala da Primavera, no Moinho da Cascata e no Aldeia – SESC de Caxias do Sul e Farroupilha (Parque dos Pinheiros e no Muinho).

Mona Carvalho, com o sonho de um dia encontrar praças e parques repletos de pessoas produzindo arte, alargou as fronteiras geográficas e realizou a 6ª edição do Atelier Livre no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Além da aproximação da arte para com a comunidade e de estimular a produção artística, acrescentou e oportunizou o intercâmbio cultural entre artistas caxienses e cariocas.

Participação:

Qualquer pessoa pode fazer parte. Para participar basta levar seu material de produção (tela, tinta, argila, bloco de desenho, lápis de cor e etc) e lembrar também do seu conforto (banquinho, cadeirinha de praia, canga e etc).

Caso de chuva ou mau tempo: O evento será automaticamente adiado. A nova data e local será divulgado pela curadora nas redes sociais. (https://www.fb.com/atelierlivrecaxiashttps://www.instagram.com/curadoriaindependente[email protected])

Serviço:

Dia: 24 de fevereiro de 2018, sábado.
Local: Praça Monteiro Lobato, Caxias do Sul.
Horário: 15h30min às 17h30min