Secretaria da Saúde de Caxias faz vistoria no frigorígorifico que registrou surto da Covid-19

Objetivo foi monitorar saúde dos funcionários, apurar possíveis falhas no protocolo de prevenção e traçar plano de testagem em massa dos trabalhadores

A equipe da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul fez uma visita ao frigorífico, em Ana Rech, que registrou o primeiro surto da Covid-19 no município. A vistoria ocorreu na tarde desta terça-feira (02).

Durante o monitoramento, a secretaria iniciou a conferência de todos os prontuários médicos para verificar as tratativas que eram dadas em cada caso positivo da doença. O objetivo do trabalho foi encontrar possíveis falhas no protocolo adotado pela empresa, além traçar o plano da testagem em massa que será realizada em todos os funcionários. A equipe da SMS também conferiu algumas das melhorias que a empresa implantou na tentativa de conter o surto.

Participaram da vistoria o secretário Municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, a médica infectologista e diretora das Vigilâncias em Saúde, Andréa Dal Bó, juntamente com a equipe do Cerest/Serra.

Link para notícia no site Tua Rádio

Dia Livre de Impostos será exclusivamente digital neste ano

Marcada para esta quinta-feira (04), data visa chamar a atenção para alta carga tributária através da venda de produtos sem impostos

Você sabia que desde o dia 1º de janeiro até esta quinta-feira, 04 de junho, a população brasileira terá trabalhado somente para pagar impostos? Pois é. Não à toa o País também ocupa o 14º lugar no ranking entre os países que mais arrecadam tributos. Para chamar a atenção para a alta carga tributária cobrada sobre produtos e serviços, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas promove em todo o Brasil o Dia Livre de Impostos. Em 2020, a data será nesta quinta-feira (04), e por conta da pandemia do novo coronavírus será executada de forma totalmente online.

Em Caxias do Sul, a realização da campanha fica a cargo da CDL Jovem. Durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, a diretora do segmento da entidade, Caroline Dalcin, afirmou que além de evitar aglomerações nas lojas, o Dia Livre de Impostos em formato digital busca impulsionar o e-commerce na região. “Tendo em vista que no ano passado tivemos bastante repercussão e até aglomerações nos parceiros comerciais que aderiram à campanha, este ano adaptamos a campanha para o online. Então convocamos todas as empresas que no ano passado participaram conosco e também para quem queira participar para fazer o Dia Livre de Impostos via online”, salientou.

Para participar, os lojistas devem se cadastrar no site dialivredeimpostos.com.br. A ideia é que as empresas façam a comercialização de alguns produtos ou serviços sem o repasse do valor do imposto. Já os consumidores podem obter produtos com preços mais acessíveis. No site da campanha também está disponível a relação de empresas participantes do Dia Livre de Impostos. Após a compra, a retirada dos produtos nas lojas poderá ocorrer de forma física, alguns locais também estão organizando a retirada dos produtos em formato de drive-thru.

Ainda durante a entrevista, Carolina afirmou que este ano a adesão à campanha na cidade deve ser um pouco menor, devido à crise gerada pela pandemia e ao baixo número de estabelecimentos que possuem comércio online. “Tendo em vista isso, nós não teremos um grande número de participantes. Mas, a CDL Caxias está com um projeto para auxiliar os nossos associados a entrarem para o comércio online”.  Ouça a entrevista completa AQUI.

Link para notícia no site Tua Rádio

Ação de vacinação contra a gripe imuniza 160 caminhoneiros em Caxias do Sul

Trabalho foi efetuado próximo ao posto Capoani, na BR-116

Doses da vacina contra a gripe foram aplicadas nesta segunda-feira (01/06) em 160 caminhoneiros, no Posto Capoani, na BR-116, em Caxias do Sul. A ação faz parte da ampliação de público na campanha contra a doença, prorrogada até o final de junho pelo Ministério Público. A iniciativa foi da Secretaria Municipal da Saúde, com apoio do SEST SENAT, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e 3º Grupo de Artilharia Antiaérea (3º GAAAe).

Os trabalhadores também realizaram testes de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e receberam orientações sobre a higienização correta dos caminhões para prevenir contra o novo coronavírus (Covid-19). Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a diretora interina da Vigilância Epidemiológica e enfermeira do Núcleo de Imunizações da SMS, Rita Mota, avalia que a ação foi um sucesso, pois acredita que o frio influenciou para que os profissionais parassem os veículos em busca da imunização. O resultado auxiliou para a secretaria planejar outra mobilização.

“Estamos estudando um diferente ponto de vacinação. A princípio já está acordado para contar com o apoio do SEST SENAT. Optamos por fazer no dia 19 de junho, mas vamos avaliar o local e devemos ter também a ajuda da Polícia Rodoviária Estadual. Vamos divulgar nos próximos dias.”, destaca.

A campanha foi prolongada até 30 de junho. Todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) têm doses da vacina. O público-alvo são profissionais da saúde, doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte coletivo, membros das forças de segurança e salvamento, povos indígenas, trabalhadores portuários, crianças de seis meses até seis anos incompletos, gestantes, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, pessoas com deficiência, professores da rede pública e privada e adultos de 55 a 59 anos.

Clique na aba “Ouvir Notícia” e ouça a entrevista completa feita com a diretora interina Rita Mota.

Link para notícia no site Tua Rádio

Novo programa municipal concede incentivo financeiro para produtores rurais de Marau

Saiba quem pode aderir ao PROMAF

O prefeito Iura Kurtz esteve na tarde dessa terça-feira, dia 02/06, na propriedade de Janquiel Zanco, localizada na comunidade de São Marcos da Laranjeira, em Marau, para fazer a entrega do Memorial Descritivo da construção de uma indústria de ovos. O empreendimento do produtor rural é integrante do novo Programa Municipal de Agroindústria Familiar, em que a Prefeitura de Marau subsidia parte do financiamento bancário realizado pelo produtor para a construção da obra.

A área construída na propriedade de Janquiel Zanco terá 36 m² e a previsão é de que em 60 dias esteja concluída. O chefe do escritório da EMATER de Marau, Élder Dalprá, acompanhou o prefeito Iura Kurtz, uma vez que a entidade é parceira do novo programa, que tem por objetivo apoiar a implantação de novas agroindústrias familiares, assim como fortalecer as já existentes no município. O programa também fomenta a legalização, proporcionar a qualificação profissional dos beneficiários, provendo assistência técnica e extensão rural a todos os públicos do programa.

O produtor rural Janquiel Zanco agradeceu o importante apoio da Prefeitura e afirmou esperar em pouco tempo estar com a produção em andamento, gerando lucros e desenvolvimento. O vereador Ademir Durante e o sub-prefeito de Laranjeira, Mauri Bisoli, também acompanharam a visita. Para o prefeito Iura Kurtz, “a produção das agroindústrias familiares é de extrema importância para a economia e turismo do município, sendo fonte de subsistência para inúmeras famílias marauenses. Por isso é muito importante este apoio e programa que estamos desenvolvendo”.

Criado para apoiar a realização de projetos de financiamento junto às instituições financeiras e órgãos dos governos federal e estadual, o PROMAF viabiliza investimentos necessários para a implantação, ampliação e adequação das agroindústrias familiares. Apoia ainda a comercialização dos produtos em programas institucionais como PNAE, PAA, feiras, eventos e pontos de comercialização.

A Prefeitura se responsabiliza por parte das despesas decorrentes de financiamentos bancários obtidos pelos produtores em até 20% do recurso total utilizado na construção e reforma da agroindústria familiar. Para as propriedades cujo núcleo familiar apresentar jovens, de 16 a 35 anos, residentes no meio rural, o Município vai reembolsar 30% do valor financiado. Segundo o prefeito, “o interior vem recebendo investimentos inéditos da Prefeitura, como a chegada da internet e das câmeras de segurança. “Agora esse programa é uma oportunidade de crescimento ao produtor rural, voltada às agroindústrias familiares. Ao mesmo tempo, também é um importante incentivo para manter os jovens no campo, uma vez que para estas famílias o subsídio será maior”.

Para se enquadrar nestes benefícios há normas constantes em legislação e os interessados devem procurar a Secretaria Municipal de Agricultura para saber a documentação necessária e o trâmite correto para fazer a solicitação. A idealização do projeto contou com a participação da EMATER e teve aprovação do Conselho Municipal Agropecuária, demonstrando a grande importância da matéria para o setor.

Link para notícia no site Tua Rádio

"O problema tem sido a testagem", afirma presidente da FTIA/RS

O Rio Grande do Sul registra surtos de COVID-19 em frigoríficos. Já foram interditados frigoríficos em Passo Fundo, Lajeado e Garibaldi. Em Caxias foi registrado um surto na última sexta-feira, onde 12 trabalhadores testaram positivo para coronavírus. O rápido aumento de infecções preocupa a Federação porque este é um segmento intensivo em mão de obra – e sua própria estrutura operacional favorece a disseminação do novo coronavírus.

Em entrevista ao programa No Ponto desta terça-feira, 02-06, o presidente da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Rio Grande do Sul, Paulo Madeira, afirmou que um dos problemas no contágio do coronavírus nos frigoríficos é a testagem. Segundo ele, as empresas tem que fazer mais testagens.

Link para notícia no site Tua Rádio

BRF abre vagas em Marau e reforça medidas protetivas para contratação

Oportunidades são para linha de produção; medidas adotadas pela Companhia também estão sendo implementadas no recrutamento dos novos talentos

Ciente da responsabilidade frente à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), a BRF intensifica nas últimas semanas ações e procedimentos de saúde e segurança em toda sua cadeia operacional. Em Marau, todos os novos contratados são submetidos a testes rápidos para identificar casos suspeitos da doença. Atualmente, a unidade anuncia vagas temporárias para Operador de Produção I. A empresa busca talentos para ampliar as equipes de produção, frente ao desafio em manter o abastecimento para o Brasil e o mundo.

“Estamos continuamente tomando medidas para garantir a segurança de todos nossos colaboradores e parceiros ao longo da cadeia produtiva. Para a contratação desses novos postos, iniciaremos o processo seletivo online, com respostas a dúvidas, agendamento de horários, recebimento de currículos e documentos por meios digitais como e-mail e WhatsApp”, conta Weliton Roberto Shalabi, líder global de Recrutamento da BRF.

É desejável que os interessados sejam moradores de Marau ou de municípios vizinhos e que tenham disponibilidade para início imediato. Pessoas com ensino fundamental incompleto podem se candidatar. Dentre os benefícios, a BRF oferece salário compatível com o mercado, vale alimentação, vale transporte, refeitório no local e vale compras no mercado BRF.

Os interessados deverão entrar em contato pelo número de WhatsApp (54) 3371-7317 para o envio do currículo. Os selecionados receberão instruções precisas sobre datas de ingresso.

Desde o início da pandemia, a BRF já implementou uma série de ações protetivas em todas as suas operações, contando com um Comitê Permanente de Acompanhamento Multidisciplinar, composto por executivos e especialistas, como o infectologista Esper Kallás, e consultoria do Hospital Israelita Albert Einstein, referência no estudo e tratamento de Covid-19 no Brasil.

Entre as iniciativas adotadas pela empresa estão uso obrigatório de máscaras e demais EPIs recomendados para proteção contra a Covid-19, distanciamento mínimo entre funcionários, medição de temperatura nas entradas das unidades, limite de 50% da capacidade de trabalhadores nos veículos fretados, afastamento de colaboradores do grupo de risco e casos suspeitos, busca ativa de potencial contaminação, reforço de higienização em diversas áreas e nos veículos de transporte, aplicação de testes para diagnóstico da Covid-19, vacinação contra gripe e atendimento médico 24 horas sete dias por semana. Em abril, a BRF assinou ainda um compromisso junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), em nível nacional, que endossa práticas de proteção aos colaboradores que já vinham sendo adotadas.  

Informações: Nathalia Padilha Souza / Máquina Cohn&Wolfe

Comunicação BRF

Link para notícia no site Tua Rádio

HCR atualiza informações sobre Ala de Isolamento para casos da Covid -19

Prestação de contas fica disponível no site da instituição

Desde a segunda quinzena do mês de março, o Hospital Cristo Redentor publica através do site da instituição, detalhada prestação de contas sobre as atividades realizadas pela casa de saúde para o enfrentamento à Covid-19. No conteúdo disponibilizado no site do HCR, são informados gastos com a Unidade de Isolamento, relação de doadores de materiais e insumos, relação de doadores de recursos em dinheiro. 

O objetivo, segundo a direção do hospital, é divulgar as informações e garantir uma gestão transparente.  O conteúdo é disponibilizado uma vez por mês segunda e a segunda atualização, que compreende o período de 20/02 a 31/05 já pode ser acessada no link http://www.hcrmarau.com.br/prestacao-contas-covid

Fonte: Comunicação HCR

Link para notícia no site Tua Rádio

ARH Serrana destaca o papel do recrutador no contexto da pandemia

Dia 03 de junho é o Dia do Profissional de RH

Volmir Paza, presidente da ARH Serrana, falou sobre o papel, as tendências e o futuro da profissão a partir das novas relações de trabalho e economia provocadas pela pandemia de Covid-19. Paza concedeu entrevista sobre o assunto ao programa Temática na manhã desta terça-feira. Confira na íntegra.

Link para notícia no site Tua Rádio

Campanha Junho Vermelho conscientiza sobre a doação de sangue

Banco de Sangue de Caxias do Sul está com estoque baixo

A Campanha Junho Vermelho é uma iniciativa nacional, criada para conscientizar a população sobre a doação de sangue, num período onde o inverno diminui as temperaturas e ocorrem quedas significativas nos estoques de sangue. Este ano, mais um desafio foi lançado com a chegada da COVID-19 que vem reduzindo as coletas diárias, na contramão do número de pacientes internados. 

A Campanha Junho Vermelho, além de homenagear os voluntários que já são doadores de sangue, busca chamar a atenção de mais pessoas para a necessidade de também realizar esse gesto de generosidade e amor.

O diretor técnico do Banco de Sangue, Guilherme Rasia Bosi, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã desta terça-feira. Confira na íntegra.

 

A saber: Para doar sangue você precisa: estar com boa saúde, ter entre 18 e 69 (para aqueles com 16 a 18 anos incompletos é exigida a autorização dos responsáveis); pesar no mínimo 50 kg; estar bem alimentado e apresentar um documento oficial com foto. Algumas situações impedem a doação de sangue temporariamente, tais como: tatuagens e maquiagens definitivas (12 meses); resfriados ou gripe (15 dias); endoscopia (6 meses). Todos os voluntários passam por uma triagem clínica, com equipe técnica especializada, o que garante condições seguras para o doador realizar a sua doação de sangue.

O Banco de Sangue, está localizado na Rua Garibaldi, número 476 (1° andar). Para evitar aglomerações e garantir um espaço seguro para o doador, o atendimento é realizado com hora agendada pelo telefone 054-3027-8600 ou 054-99113-4710. 

 

Link para notícia no site Tua Rádio

Feira Ecológica incentiva o uso de sacolas retornáveis

Campanha é lançada em Caxias do Sul em alusão ao Dia do Meio Ambiente

 A Feira Ecológica de Caxias do Sul promove no próximo sábado, dia 6 de junho, a ação “Feira sem sacola plástica”. A proposta dos agricultores ecológicos é incentivar o consumidor a levar sua sacola retornável para a Feira e estimular práticas sustentáveis que auxiliem na proteção e preservação do planeta. Por isso, lançam o projeto na Semana do Meio Ambiente (celebrada nos primeiros dias do mês de junho). 
O processo será implantado de forma gradativa. A iniciativa será realizada uma vez por mês. 
A produtora orgânica Andrea Basso, falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática. Confira na íntegra.

A saber: A Feira Ecológica de Caxias do Sul é realizada aos sábados, na Praça das Feiras, no bairro São Pelegrino (próximo à Estação Férrea), das 6h30min às 11h30min.

 

Link para notícia no site Tua Rádio

Campanha Geladeira Solidária inicia neste sábado

A ação acontece durante todo o mês de junho

Inicia no próximo sábado, 06/06, a Campanha Geladeira Solidária. A ação de iniciativa da Ordem Demolay de Marau será realizada em etapas durante todo o mês de junho. Em entrevista que concedeu a Tua Rádio Alvorada, João Bernardo Bordin, membro do Capítulo Templários de Marau explicou o funcionamento do projeto. (Confira com mais detalhes na entrevista disponível no áudio da matéria).

A primeira etapa, acontece neste sábado, 06/06, na Praça Municipal Elpídio Fialho. Durante todo  dia, membros da entidade estarão recebendo doações de alimentos, materiais de limpeza, agasalhos e cobertores em formato Drive-thru. Duas vagas de estacionamento estarão disponíveis para que os motoristas estacionem seus carros e deixem suas doações sem precisar descer do automóvel. 

Ainda no sábado, no final da tarde, inicia a etapa de arrecadação com o auxílio de mercados parceiros da ação. A cada semana a “Geladeira Solidária” estará em um mercado diferente onde os clientes do estabelecimento poderão fazer a doações de alimentos  e materiais de higiene e limpeza durante a suas compras. As doações serão repassadas às famílias carentes do município. De acordo com João, através de contatos já estabelecidos em campanhas anteriores e com o auxílio da Assistência Social de Marau será possível identificar essas famílias. 

Link para notícia no site Tua Rádio

Mais três pessoas testam positivo para Coronavírus em Vila Maria

Ao todo, desde o início da pandemia, o município contabiliza14 casos

Vila Maria tem três novos casos positivos de Covid-19. Conforme o Comitê de Operações Emergenciais – COE de Vila Maria, trata-se de um homem com idade entre 20 e 30 anos e duas mulheres, com idades entre 40 e 55 anos. Todos estão em cuidado domiciliar, com quadro de saúde estável.

Nesta terça-feira, 02/06, o total de casos no município vilamariense chega a 14. Esses últimos três casos foram notificados por meio de testes rápidos realizados pela rede municipal de saúde. Ao todo, já foram coletados 39 testes rápidos no município e estes são os primeiros a terem resultado positivo.

Outros três pacientes que estavam sendo monitorados em Vila Maria, já receberam alta. No total, 19 pessoas com sintomas gripais são monitoradas neste momento. O município também contabiliza um óbito pela doença. São 10 pessoas que testaram positivo e que estão recuperadas ou seja, não apresentam risco de vida, nem sintomas.

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul registra 5º óbito por coronavírus

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa o 5º óbito por coronavírus. Trata-se de um idosa de 97 anos que teve os primeiros sintomas no dia 20 de maio e no dia 25 necessitou de internação hospitalar. A idosa era diabética e hipertensa. O óbito ocorreu ontem, 1º de junho, às 18h55min, no Hospital da Unimed.

Caxias do Sul

193 casos positivos (115 recuperados; 62 em isolamento domiciliar; 8 em enfermaria, 4 em UTI e; 5 óbitos)

27 aguardando resultado

5.012 casos negativos

 

Ocupação SUS

39 leitos de UTI ocupados, 88% (18 no Hospital Geral, 17 no Hospital Pompeia e 4 no Hospital Virvi Ramos).

Os 5 novos leitos do Virvi ainda aguardam a portaria de habilitação do Ministério da Saúde para entrar em funcionamento.

 

Ocupação Privado

45 leitos de UTI ocupados, 68% (15 na Unimed, 10 no Círculo, 6 no Saúde, 9 no Pompeia e 5 no Virvi Ramos).

 

Óbitos suspeitos

No dia 31 de maio, faleceu, em sua residência, uma mulher de 69 anos a qual foi testada. Hoje, 1º de junho, faleceu na UPA um bebê de 25 dias, o qual também foi coletado material para testagem. Em ambos os casos, a SMS aguarda o resultado.

 

Óbitos

Caxias do Sul registra, até o momento, quatro óbitos por Covid-19 ocorridos no Município. Trata-se de uma idosa de 96 anos, que faleceu no dia 12 de maio, um idoso de 74 anos, que faleceu em 19 de maio e um homem de 58 anos que faleceu em 24 de maio e uma idosa de 97 anos que faleceu no dia 1º de junho.

 

Óbito de caxiense de outro Estado

Faleceu no dia 02 de maio, em Feira de Santana, Bahia, um caminhoneiro de 69 anos, residente em Caxias. O exame atestou positivo para Covid-19, confirmando o primeiro óbito do Município pela doença. O idoso estava há mais de 30 dias em viagem. Dessa forma, NÃO CONTRAIU a doença em Caxias do Sul. O corpo foi cremado. 

 

Link para notícia no site Tua Rádio

Preservação da biodiversidade é fundamental para a sustentabilidade no mundo pós pandemia

Especialista em conservação da natureza aponta tendências positivas da nova realidade pós isolamento social

O distanciamento social determinado pela pandemia de Covid-19 trouxe um impacto significativo para a redução de poluentes e a recuperação da natureza, resultado perseguido há décadas por inúmeras iniciativas. Ainda que esse cenário seja efeito de uma crise global, especialistas avaliam que pode ser um marco para que empresas, governos e cidadãos inaugurarem uma nova era de relação mais harmoniosa com o meio ambiente.

O pesquisador Fernando Fernandez, membro da RECN (Rede de Especialistas em Conservação da Natureza) e professor titular do Departamento de Ecologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) falou sobre o assunto em entrevista especial ao programa Temática na última quarta-feira. Confira na íntegra.

 

Link para notícia no site Tua Rádio

Ascar/Emater completa 65 anos

Se prefeir, ouça este conteúdo no player de áudio

“É impossível lembrar do aniversário da Ascar sem falar do trabalho abnegado e comprometido de tantos extensionistas que fizeram e fazem a história da Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) no Rio Grande do Sul”. A afirmação é de Geraldo Sandri, presidente da Emater/RS e superintendente geral da Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural (Ascar), ao avaliar os 65 anos da Ascar, celebrados nesta terça-feira, 02/06.

A data também permite recordar as muitas ações de melhoria das condições de vida de quem vive no meio rural do RS, “pensadas, planejadas e realizadas pelos nossos extensionistas nos mais longíquos recantos, que só nós, da Emater/RS-Ascar, temos acesso. Isso é reflexo da vocação de cada técnico e de cada profissional que se dedica a garantir a produção, por exemplo, de alimentos em qualidade e quantidade, que abastecem a nossa população e contribuem para o desenvolvimento econômico e social do nosso Estado”, ressalta Sandri. Na avaliação do presidente, “não é de hoje que a Ascar, através também da Emater/RS, é referência no país nesse trabalho de impulsionar e fortalecer o meio rural gaúcho”.

UNIÃO, AVANÇOS E CONQUISTAS

Fundada no dia 02 de junho de 1955 para orientar o pequeno agricultor a acessar crédito supervisionado e desenvolver a agricultura e o bem-estar da sua família, a criação da Ascar teve como protagonista o diretor do Banco Agrícola Mercantil S.A., Kurt Weissheimer, também presidente da Ascar. A primeira turma, com 28 extensionistas rurais, continha 15 mulheres da área de bem-estar e 13 homens da área agronômica. O grupo fez o “pré-serviço” (treinamento) na Fazenda Ipanema, em São Paulo. De volta ao RS, os extensionistas colocaram em prática um dos mais tradicionais métodos de Extensão Rural, “visita às propriedades rurais”.

No dia 14 de março de 1977 foi então criada a Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RS), que se somou à Ascar. Unidas, a Emater/RS e a Ascar passaram a revigorar e a integrar o Sistema Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, sob a coordenação nacional da então Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Embrater), com a missão de promover o desenvolvimento técnico-social.

No mês seguinte, no dia 30 de abril de 1977, tomou posse a primeira diretoria da Emater/RS, composta pelos engenheiros agrônomos Rodolpho Tácito Ferreira, no cargo de presidente; José Inácio Pereira da Silva, diretor técnico; e Edmundo Henrique Schmitz, diretor administrativo.

Na década de 1990, com a extinção da Embrater, a Emater/RS-Ascar passa a se relacionar com a Secretaria Estadual de Agricultura e, por meio de convênio, a executar a política oficial de Aters do RS. Começava uma nova etapa da Extensão Rural, com recursos provenientes de convênio com os municípios, Estado e a União.

Juntas, a Emater/RS-Ascar executa as principais ações, programas e políticas públicas.  Na trajetória de 65 anos, a Instituição tornou-se referência no uso de metodologias de comunicação e de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters), atualmente atuando em parceria com a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e tendo, como gestores, o presidente, Geraldo Sandri, e diretores técnico, Alencar Rugeri, e administrativo, Vanderlan Vasconselos.

MELHORIAS E PROGRAMAS

Entre os projetos e programas desenvolvidos ao longo da história da Ascar, destaque para a Operação Tatu, desencadeada a partir de 1964, como estratégia para frear o êxodo rural, apontando alternativas para melhorar a produtividade de terras consideradas inférteis. O nome do projeto fazia menção aos buracos feitos na terra para que amostras de solo fossem enviadas para análise em um laboratório da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que na época tinha o Curso de Pós-Graduação em Ciência do Solo, o primeiro na área de fertilidade no país.

O Programa Estadual de Melhoramento e Fertilidade do Solo se expandiu pelo Estado a partir de 1968 com o envolvimento direto da Ascar e da Faculdade de Agronomia e Veterinária, por meio de convênio entre a Ufrgs e Universidade de Wisconsin (EUA), além da Secretaria da Agricultura, Ministério da Agricultura, agricultores, agentes de crédito e entidades parceiras locais.

Os resultados obtidos contribuíram para que o Ministério da Agricultura e o Banco do Brasil fomentassem uma linha de crédito específica para correção da acidez e fertilidade do solo. A partir deste momento, o BB lançou uma linha de crédito específica, com subsídios do Governo Federal e com prazo de pagamento estendidos para de três a cinco anos. As linhas de crédito permanecem até hoje, porém sem subsídio.

O trabalho com solos avançou junto com a história da Extensão Rural gaúcha. A mecanização, na década de 70, a implantação de terraços de base larga, descompactação do solo, eliminação das queimadas da palhada, redução do preparo e introdução de plantas recuperadoras, a partir dos anos 80, e o plantio direto e o trabalho com microbacias, intensificados na década de 90, foram alguns dos marcos da conservação do solo no RS. Hoje, a Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters), desenvolvida pela Emater/RS-Ascar em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), dá atenção especial a um sistema completo de práticas conservacionistas de solo e de água.

TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIAS

Foi entre as décadas de 70 e 80 que a transferência de tecnologias se tornou uma marca da ação extensionista, em especial a partir da criação da Embrapa, em 1972, e da Embrater, dois anos depois. É a partir daí que se concretiza a etapa em que a tecnologia chega aos agricultores – algo diretamente relacionado à expansão do crédito rural e do incentivo à produção de tratores e outros veículos de eletrificação rural e de fertilizantes e agroquímicos.

Nesse período, os problemas a serem enfrentados pela Extensão Rural já não eram de produção, mas de desemprego no campo, de elevada inflação e de dívidas, condição que, acreditava-se, a lavoura mecanizada teria potencial para contornar. O objetivo era ainda o de qualificar a ação dos órgãos existentes. A partir daí, a expressão “transferência de tecnologia” tem sua lógica levemente alterada e o conhecimento se difunde, passando a ter como pauta o desenvolvimento rural sustentável, algo que permanece até hoje.

ASSOCIATIVISMO E INTEGRAÇÃO

Com apoio da Emater/RS-Ascar, a formação de grupos e associações ganha força a partir de 1978 no interior do RS, apesar de o Programa de Apoio à Formação de Associações de Prestação de Serviços e Assistência Técnica (APSat) ter sido instituído em 1973 pelo Governo do Estado. Essas associações eram formadas por grupos de produtores rurais, que buscavam acesso a serviços que demandavam em seus empreendimentos. É por volta de 78 que surgem também os Clubes de Integração e Troca de Experiências (Cites), grupos organizados de produtores rurais, a maioria pecuaristas, que tinham na união e no trabalho em conjunto a base para a melhoria e desenvolvimento de suas atividades.

Até o início da década de 1980, as APSats ficaram restritas ao objetivo da mecanização, mas após foram se ajustando às necessidades e demandas locais dos agricultores. Nas décadas de 1980 e 1990, formaram-se APSats de secagem e armazenamento, de criação de suínos, de bovinos de leite, de eletrificação rural, de fornecimento de água, de comercialização e outras, mantendo a mesma forma jurídica e o mesmo estatuto, que sofria adaptações quanto aos objetivos. O fomento dado pelo poder público encontrou receptividade entre os agricultores familiares ao ponto de, em 1997 existirem no Estado 185 APSats.

No caso dos Cites, além de assistência às propriedades, os extensionistas auxiliavam na organização delas, promoviam reuniões e garantiam a participação de especialistas em palestras técnicas, apoiavam a criação de cadeias mercadológicas e outros projetos de desenvolvimento rural e introduziram nos Cites, de forma pioneira, trabalhos como as Boas Práticas Agropecuárias (programa da Embrapa viabilizado de forma piloto pela Emater/RS-Ascar). Esta forma de trabalho em 1986 evoluiu para uma Federação, denominada Federacite. A criação e a evolução dos Cites, das APSats e das propriedades de seus integrantes esteve intimamente associada ao trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural da Emater/RS-Ascar ao longo da história.

PROJETÃO E AGROINDÚSTRIAS

Um marco na história da Aters gaúcha é o Projetão, Plano Estadual de Extensão Rural, implementado pela Emater/RS-Ascar entre 1981 e meados de 1985. O objetivo era aumentar de forma significativa o volume da produção e os índices de produtividade da agricultura gaúcha, por meio da transferência de tecnologia agropecuária e gerencial.

Dirigindo fuscas e motos, modelo TT 125cc, os cerca de 300 profissionais da Emater/RS-Ascar levaram muito mais do que informações e conhecimento aos agricultores dos 51 municípios onde o Projetão foi implementado. O grande diferencial foi a interiorização de técnicos agrícolas e engenheiros agrônomos, que passaram a residir e atuar em distritos ou comunidades, no intuito de uma maior integração técnico-produtor. O fomento à produção e o beneficiamento de alimentos sempre fizeram parte do trabalho de Aters desenvolvido nos últimos 65 anos em todo o RS.

A área de agroindústria teve seu início com a fundação da Ascar em 1955 e recebeu o nome de Setor de Laticínios (Selact), atuando em consonância com as demais áreas técnicas da Ascar, visando ao desenvolvimento da bacia leiteira do Estado. O período ficou marcado pela organização dos agricultores em cooperativas, que hoje ocupam papel de destaque no setor lácteo.

Na década de 1980, ampliou a sua atuação e passou a atender às demais cadeias produtivas, com ênfase na cadeia da carne, das frutas, das hortaliças e da cana-de-açúcar. Na década de 1990, a orientação institucional determinou a priorização de atendimento aos agricultores familiares. Em janeiro de 2012, o RS cria a Política Estadual da Agroindústria Familiar, através da Lei nº 13.921, com a finalidade de agregar valor à produção agropecuária, à atividade pesqueira, aquícola e extrativista vegetal, com vistas ao desenvolvimento rural sustentável, à promoção da segurança alimentar e nutricional da população e ao incremento à geração de trabalho e renda.

Em julho do mesmo ano, o Governo do RS lança o Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf) e institui o selo de Certificação “Sabor Gaúcho”, que marca a certificação de produtos provenientes de estabelecimentos de produção artesanal, legalizados sob o ponto de vista ambiental, tributário e sanitário. Em 2017, mais de mil agroindústrias já possuíam o selo Sabor Gaúcho. Hoje, são mais de 1,4 mil agroindústrias cadastradas no Peaf.

Nessa trajetória de 65 anos, a Emater/RS-Ascar segue sua missão de promover o desenvolvimento rural sustentável no Estado, sendo referência na prestação de serviços de Aters, Classificação e Certificação de produtos agropecuários.

“Nesse momento em que o mundo está quase paralisado em função da pandemia da Covid-19, aproveitamos esta data de fundação da nossa Ascar para agradecer a cada profissional, pelo empenho e a dedicação, e principalmente a cada agricultor e agricultora, com que nos recebem em suas casas e propriedades e nos permitem tantas trocas de experiências e conhecimentos que só nós, extensionistas, temos a honra de exercer”, destaca o presidente da Instituição, ao desejar “Vida longa à Ascar”.

Link para notícia no site Tua Rádio

Entenda a história atrás dos protestos antirracistas realizados no Brasil e EUA

Professor e mestre em história, Lucas Caregnato, explica que as manifestações se expressam de formas diferentes nos dois países, ocasionadas pela política abolicionista de cada um. Clique na matéria e entenda o atual momento

O final de semana foi caracterizado por protestos antirracistas nos Estados Unidos da América (EUA) e no Brasil. Em território estadunidense ficou marcado o quinto dia de manifestações pela morte de George Floyd, um homem negro de 44 anos, asfixiado pelo policial Derek Chauvin. Já os brasileiros protestaram pela morte do menino João Pedro, de 14 anos, vítima de um tiro nas costas ocasionado por uma operação policial no mês de maio. Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, o professor e mestre em história, Lucas Caregnato, fornece um panorama social e histórico da população negra nos dois países para visualizar como se chegou ao atual momento.

Caregnato diz que as formas de protesto podem ser explicadas pelas diferenças no processo da abolição da escravatura. Com o fim da escravidão nos EUA é disseminada uma ideia de segregação racial, ou seja, os negros não podiam conviver com os brancos em locais específicos. Esta política concedia à população negra condições precárias para vivência e alimentou o surgimento de grupos racistas de supremacia branca, como o Ku Klux Klan (KKK). Até a década de 1960 era legalmente permitido o sistema de separação pela cor da pele. No Brasil, houve um movimento contrário.

Ele detalha que a Lei Áurea, assinada pela Princesa Isabel em 1888, criou uma falsa sensação de democracia racial no país. Foi imposta na sociedade uma imagem de que houve uma harmonia social entre brancos e negros. Esse discurso reflete em conceitos de que o país fornece oportunidades iguais a todos e de que o racismo existe, mas em poucos casos.

“No Brasil, um jovem negro tem 3x mais chance de morrer do que um jovem branco. Casos como o do João Pedro, da Ágatha e do Amarildo mostram como que homens negros e mulheres negras são vítimas do racismo estrutural e institucional do estado. Isso é banalizado no país, colocado que esse jovem negro deveria ser um bandido. Essa discussão precisa ser pedagógica e de modo que possamos refletir sobre o racismo aqui.”, complementa Caregnato.

A campanha antirracista ganhou movimentação nas redes no final de semana, principalmente no Twitter, com as #VidasNegrasImportam e #BlackLifesMatter. Clubes de futebol, atletas e personalidades da mídia se manifestaram em prol da causa, por meio das hashtags. Sobre essa movimentação virtual, Caregnato avalia que possibilita dar voz às reivindicações dos negros e disseminar informações e produções acadêmicas a respeito da história negra e do combate ao racismo.

“As redes sociais vem cumprindo um papel de espalhar fake news. Com este momento pode ser trabalhado um movimento contrário, de disseminação de informações, fatos e artigos, tratando com respeito e veracidade científica sobre o racismo e a valorização dos negros”, detalha.

Confira a entrevista completa na aba “Ouvir Notícia”, abaixo da manchete.

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul tem 13 novas confirmações de coronavírus em um dia

O total no município chega a 193. No frigorífico, onde foi registrado o primeiro surto, são 19 pessoas infectadas com a Covid-19.

O último boletim epidemiológico emitido pela Secretaria Municipal da Saúde, nesta segunda-feira (01), aponta que o município teve um aumento de 13 casos confirmados da Covid-19, nas últimas 24 horas. Com isso, o total sobe para 193. As novas confirmações são de seis homens de 30, 31, 36, 38 e 50 (2) anos, e de sete mulheres, de 38, 42, 45, 48, 50, 65 e 68 anos. Um dos homens é funcionário do frigorífico de Ana Rech, o qual registrou o primeiro surto na cidade, totalizando 19 positivos na mesma empresa. Outros três são profissionais da saúde.

Ainda segundo a pasta, 115 pessoas são consideradas recuperadas da doença, 62 estão em isolamento domiciliar, oito em enfermaria e quatro em UTI. Ainda há 27 aguardando resultado dos exames e 5.012 testes deram negativos (com 2 mil testes realizados pela UFPel) para Covid-19.

Até o momento, há a confirmação de que quatro pessoas morreram por complicações da Covid-19. A Secretaria também aguarda o resultado do exame para duas mortes suspeitas. No dia 31 de maio, faleceu, em sua residência, uma mulher de 69 anos a qual foi testada. Nesta segunda-feira, 1º de junho, faleceu na Unidade de Pronto Atendimento um bebê, de 25 dias, do qual também foi coletado material para testagem.

Dos 193 casos confirmados, 74 são homens, entre 15 e 79 anos, e 119 mulheres, entre 20 e 96 anos. No total, 65 são profissionais de saúde e dois profissionais da segurança. Além disso, o Município tem 1.418 pessoas que procuraram atendimento médico por síndrome gripal, as quais não foram testadas, pois não se enquadravam nos critérios do Ministério da Saúde.

Ocupação de leitos

No Sistema Único de Saúde (SUS), há 39 leitos de UTI ocupados (88%). Já na rede particular, 45 leitos de UTI estão em utilização, o que corresponde a 68% da capacidade total.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Link para notícia no site Tua Rádio

Profissional de Educação Física dá dicas para amenizar desconforto do uso da máscara durante prática de exercícios

Durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, Cassiano Klein também deu orientações de como adaptar (ou iniciar) a rotina de atividades físicas à nova realidade

A atividade física é um dos aspectos fundamentais para manter a saúde física e mental do corpo. O exercício regular também contribui para fortalecer o sistema imunológico e prevenir gripes, viroses e outras doenças. Porém, com a pandemia do novo coronavírus, a rotina de exercícios de muitas pessoas acabou sendo alterada devido à necessidade de distanciamento social, as restrições impostas às academias e ginásios de esportes, além da impossibilidade de aglomerações.

Por isso, adaptações são necessárias, mas, educadores físicos e profissionais da área da saúde recomendam que a população não deixe de praticar atividades e de manter uma rotina saudável, combinada à boa alimentação e horas necessárias de sono.

Durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, o profissional de Educação Física, Cassiano Augusto Klein deu algumas dicas para quem pratica esportes e para quem deseja iniciar uma rotina de exercícios. Confira:

– Uso da máscara durante atividades físicas: o uso da máscara combinado a exercícios de alta intensidade como corrida, musculação e ciclismo por vezes pode gerar desconforto, dificuldade na respiração ou até falta de ar. Segundo Cassiano, uma alternativa pode ser substituir o item pelo face shield (protetor facial) ou bandanas, como as utilizadas por ciclistas e motociclistas. Mas, ele salienta que para isso, é importante que o atleta busque locais mais retirados, longe das ruas e vias centrais, para praticar a atividade física.

– Intensidade e periodicidade das atividades: segundo Cassiano, a indicação é que entre um exercício e outro (séries) o intervalo seja maior, pois a utilização da máscara pode contribuir com o aumento da frequência cardíaca. Ele também afirmou que a intensidade das atividades deve ser equilibrada para que não haja um estresse corporal. Para quem já faz atividades físicas a recomendação é de 45 a 60 minutos de atividades diárias. Para quem não faz atividades regularmente, o indicado é 45minutos, de duas a três vezes por semana.

– Exercícios em casa: uma das alternativas para continuar a se exercitar, sem frequentar locais como academias, foi exercício em casa. Cassiano salientou que, nesse caso, o ideal seria consultar um profissional da área para obter algumas orientações a fim de evitar lesões ocasionadas por exercícios feitos incorretamente. Ele também salienta que ao fazer atividades físicas em casa, as pessoas optem por exercícios de intensidade baixa ou moderada.

– Atividades nas academias: para aqueles que continuam frequentando as academias, a indicação do profissional é redobrar os cuidados com a higiene, limpando os equipamentos com o produto adequado antes e depois da utilização. Cassiano também salienta que a máscara não deve ser tocada durante a atividade para evitar a contaminação.

Ouça a entrevista completa AQUI.

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria do meio ambiente aponta redução do desmatamento no Rio Grande do Sul

Nos últimos anos, o estado do Rio Grande do Sul registrou uma redução de 15% no desmatamento desse bioma. Os dados foram retirados de relatórios da Fundação SOS Mata Atlântica, que monitora 17 estados. 

Em entrevista ao programa No Ponto desta segunda-feira, 01-06, o secretário do meio ambiente do estado, Artur LemosJúnior, ressaltou a importância do uso sustentável dos recursos naturais. 

Acompanhe, em áudio, a entevista no link acima

Link para notícia no site Tua Rádio

Casal é preso por receptação e tráfico de drogas

Prisão ocorreu na noite deste domingo (31), no bairro Bela Vista.

Policiais do 12º BPM de Caxias do Sul se deslocaram até a Av. França, no bairro Bela Vista, às 19h40 deste domingo (31). Eles foram informados que numa residência estava um veículo em ocorrência de furto.

Quando chegaram ao endereço, os policiais revistaram o veículo com auxílio de um cão farejador. Num fundo falso do carro, foram encontradas 42 pedras de crack. Além de uma grande quantia de dinheiro, superior a R$ 5 mil.

Foram presos uma mulher, 59, e um homem de 40 anos por receptação e tráfico de entorpecentes

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria de Saúde sugere fechamento de frigorífico em Ana Rech

Medida é considerada a mais adequada para conter surto de covid-19.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul se reuniu na manhã desta segunda-feira (01) com a diretoria do frigorífico da JBS, da unidade de Ana Rech, onde ocorreu o primeiro surto da Covid-19 no município.

Após a reunião, a pasta afirmou que vai enviar um relatório ao Ministério Público sugerindo o fechamento da empresa, além da triagem e testagem em massa de todos os funcionários. O secretário da Saúde de Caxias, Jorge Castro, explicou que a SMS não vê alternativa para conter o surto sem interromper a linha de produção.

Castro explicou mais detalhes da reunião em entrevista ao No Ponto, desta segunda-feira (01).

 

Link para notícia no site Tua Rádio

CTG Felipe Portinho realiza doação de agasalhos para a ABESFA de Marau

Entidade realizou a Campanha

Na tarde deste domingo, dia 30/05, o CTG Felipe Portinho concluiu a Campanha “Ciranda do Agasalho”. A ação arrecadou diversos agasalhos, cobertores e calçados que foram doados à Associação Beneficente São Francisco de Assis – ABESFA de Marau, representada na data da entrega pelo presidente da Entidade, Ronaldo Antônio Poletto.

 A promoção envolveu os Departamentos Jovem e Cultural da Entidade, além da gestão 2019/2020 de Prendas e Peões internos e os representantes do CTG Felipe Portinho na Gestão de Prendas e Peões da 7° Região Tradicionalista.

O CTG Felipe Portinho agradece a todos os associados, admiradores e sociedade que contribuíram para a Campanha. Além disso, agradece as Lojas Vivi Calçados, Foto Fernando e Center Gaio que cederam seu espaço para tornarem-se ponto de arrecadação.

Ciranda do Agasalho

Em maio de 2020 aconteceria a 50° Ciranda Cultural de Prendas, na cidade de Santa Maria. Devido a pandemia, esse evento histórico foi transferido para o ano que vem.  Mas a união da juventude e o anseio pela defesa do tradicionalismo continua. E pensando em unir os jovens de todo o RS e mantê-los ativos em defesa do bem comum, foi criada a campanha estadual “Ciranda do agasalho – Unindo sonhos e aquecendo corações”. 

Informações e fotos: Comunicação CTG Felipe Portinho

Link para notícia no site Tua Rádio

Cinco medidas para evitar que o planeta entre em colapso

Especialista alerta para a relação entre ação humana no planeta e surgimento de pandemias

Os impactos das ações humanas no surgimento de pandemias como a do novo coronavírus é um tema recorrente no meio acadêmico e científico. De acordo com o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental (PGAMB) da Universidade Positivo (UP), Maurício Dziedzic, esta não foi a primeira vez na história da humanidade e não será a última em que a vida da população fica ameaçada por uma pandemia. O especialista falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na última quinta-feira quando falou sobre algumas medidas para o planeta sair fortalecido da pandemia. Confira na íntegra.

 

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia Civil identifica motorista envolvido em atropelamento com óbito na ERS 324

Fato ocorreu no início da noite de sexta-feira, 29/05

A Polícia Civil de Marau ouviu na manhã desta segunda-feira, 01/06, o condutor do veículo que atropelou pedestre no início da noite de sexta-feira, 01/06, na ERS 324. O fao ocorreu em frente à Metasa. O motorista deixou o local sem prestar socorro.

Mais detalhes sobre o trabalho realizado pal investigação você confere ao longo da nossa programação, em 107.7FM.

 

Relembre o fato:

Um acidente de trânsito com morte ocorreu na sexta-feira, 29/05,  próximo ao quartel da unidade norte do Corpo de Bombeiros (saída para Passo Fundo). A vítima é um homem idoso. Segundo informações trazidas do local pela nossa reportagem, o homem tentava atravessar a rodovia quando ocorreu o acidente. Populares informaram que trata-se de um andarilho, que com frequência estava na região.

Para nossa reportagem, o Delegado Norberto Rodrigues revelou que a Polícia Civil já está em vias de identificar o automóvel que atropelou o andarilho. O motorista que conduzia o carro, tem prazo até a manhã da segunda-feira, 01/06, para se apresentar, acompanhado de advogado, na Delegacia de Marau. Caso isso não ocorra, os policias devem cumprir mandado contra o mesmo.

O trânsito ficou lento no local do acidente e foi orientado por policias da Brigada Militar de Marau, até a chegada da Polícia Rodoviária.
.

Link para notícia no site Tua Rádio

Subsídios Exegéticos Para Liturgia Dominical – Santissima Trindade

07/06/2020

Subsídios Exegéticos Para Liturgia Dominical

Ano A

Dia:07/06/2020

Domingo: Festa da Santíssima Trindade

Evangelho: Jo 3,16-18

Primeira Leitura: Ex 34,4b-6. 8-9

Segunda Leitura: 2Cor 13,11-13

Salmo:  Dn 3,52. 53. 54. 55. 56 (R.52b)

 

Evangelho

Neste domingo, lemos um trecho do diálogo de Jesus com Nicodemos, no terceiro capítulo do evangelho de João. Nicodemos é um fariseu que veio conversar com Jesus durante a noite (Jo 3,2). O horário da conversa pode ser simbólico: ele está nas trevas e vem procurar a luz.

Os fariseus eram um partido político-religioso que se opunham a Jesus. Embora Nicodemos pertencesse a este grupo, sua atitude não é hostil, mas de interesse e de busca pela verdade. Só isso já nos questiona: diante de quem discorda de nós, temos uma atitude de fechamento e de preconceito, ou estamos abertos a dialogar e a aprender?

O diálogo de Jesus com Nicodemos tem vários momentos, mas o tema é um só: a fé em Jesus como filho de Deus e como salvador. Podemos dividir o diálogo em duas grandes partes: vv. 3-10: a necessidade de nascer de novo; vv. 11-21: a salvação trazida pelo Filho de Deus. Estas duas partes estão interligadas e se completam mutuamente.

Os versículos lidos na liturgia de hoje são tirados da segunda parte e têm como ideia que se repete a fé no Filho como fonte da vida. A missão do Filho é realizar o projeto do Pai; e o projeto do Pai é a salvação da humanidade. Este é o objetivo último da encarnação (Jo 1,14) e da morte-ressurreição (Jo 19-20) de Jesus. Significa que toda a vida de Jesus está marcada pelo desejo do Pai de dar a vida eterna aos seres humanos. Quem decide se este desejo do Pai se realizará ou não é a própria pessoa, que pode aceitar ou não este desejo em sua vida. É o que Jesus diz no v. 16: “Pois Deus amou de tal maneira o mundo, que deu seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Esta ideia continua nos versículos seguintes. No v. 17, Jesus afirma: “Pois Deus não enviou o Filho ao mundo para julgar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por meio dele”. O Filho não foi enviado para julgar, isto é, condenar o mundo: o Filho foi enviado para salvar.

Esta afirmação de Jesus no faz perguntar: Então a salvação é para todos indistintamente? Jesus responde que sim, mas há uma condição, apresentada no v. 18: “Quem nele crê não é julgado; mas quem não crê já está julgado, porque não crê no nome do Unigênito Filho de Deus”. Com isso, Jesus afirma que a salvação não é o privilégio de um grupo, de uma igreja ou de um único povo: a salvação é destinada a toda a humanidade.

No evangelho de João, é muito importante o verbo pisteuo: “crer, acreditar”. Crer em Jesus não significa somente saber que ele existe e respeitá-lo; significa aderir ao seu projeto salvífico. Aderir não somente para receber a salvação; mas também para fazer a salvação acontecer hoje, por meio da prática do amor (Jo 15,12).

Portanto, “crer no Filho” não é sentimentalismo, mas um comportamento concreto: ajudar o Filho a realizar o projeto salvífico do Pai. E com isso, entramos no acontecimento que celebramos hoje: a Santíssima Trindade.

Costumamos dizer que “a Santíssima Trindade é um mistério”. A palavra mistério vem do grego mystérion, que usada para designar não um segredo qualquer, mas aquele segredo que deve ser revelado aos poucos, porque é grande demais para entendermos tudo de uma vez. Ou seja, o “mistério” é algo que sempre escapa à nossa capacidade de compreender plenamente, ele sempre reserva uma surpresa, sempre tem uma novidade guardada. O mistério pode e deve ser entendido pela nossa inteligência, só que quanto mais nós o compreendemos, tanto mais descobrimos que não cabe tudo na nossa cabeça: sempre haverá algo novo a aprender e que nunca poderemos dizer que o assunto está esgotado.

Assim é a Santíssima Trindade: ela sempre escapa aos nossos esquemas teológicos e mentais. Deus não se resume àquilo que nós pensamos sobre ele. Nicodemos estava disposto a aceitar isso: o projeto do Pai não se encaixava na doutrina dos fariseus e, por isso, Nicodemos entrou em crise e foi procurar Jesus para aprender.

E Jesus responde que só pode minimamente compreender Deus quem participa da dinâmica da vida de Deus, que é o amor. O amor das três pessoas – Pai, Filho e Espírito Santo – os torna tão unidos que são um só. A Trindade é a melhor sociedade. Nós somos convidados a repetir entre nós o mesmo princípio do amor, que tornará nossa sociedade humana mais semelhante à sociedade trinitária, “para que todos tenham vida e a tenham plenamente” (Jo 10,10).

 

Subsídio elaborado pelo grupo de biblistas da ESTEF

Dr. Bruno Glaab – Me. Carlos Rodrigo Dutra – Dr. Humberto Maiztegui – Me. Rita de Cácia Ló

Edição: Prof. Dr. Vanildo Luiz Zugno

 

ESCOLA SUPERIOR DE TEOLOGIA E ESPIRITUALIDADE FRANCISCNA

Rua Tomas Edson, 212 – Bairro Santo Antônio – Porto Alegre RS

www.estef.edu.br     [email protected]    facebook.com/estef

Fone: 51-32 17 45 67     Whats: 51-991 07 26 40

Link para notícia no site Tua Rádio

Campanha de Recolhimento de Resíduos Eletrônico Pós-Consumo acontece nesta semana em Flores da Cunha

Nesta edição o recebimento dos equipamentos será realizado no modelo Drive-Thru, com uso obrigatório demáscara, respeitando o distanciamento entre os carros e os servidores

A 13° edição da campanha de recolhimento de resíduos eletrônico pós-consumo será realizada nesta sexta-feira, dia 5, e no sábado, dia 6, no estacionamento dos fundos da Prefeitura de Flores da Cunha. A atividade, organizada pelo Departamento de Meio Ambiente, é uma oportunidade para a população realizar o descarte de equipamentos obsoletos, que ocupam espaço nas residências, de maneira gratuita e ambientalmente correta.

Os eletroeletrônicos serão destinados a empresas habilitadas para realizar a reciclagem do material, por isso, os equipamentos não poderão conter restos de alimento ou outro contaminante líquido ou sólido (inclusive barro ou poeira excessiva, nem ter sido expostos ao ar livre). Os equipamentos deverão ser entregues íntegros, isto é, montados com todos os componentes, sem sinais de violação ou saque de componentes sob o risco de não serem coletados.

Como vai funcionar – Nesta edição o recebimento dos equipamentos será realizado no modelo Drive-Thru. Apenas o condutor do veículo deve comparecer, obrigatoriamente usando máscara e respeitando o distanciamento entre os carros e os servidores da prefeitura. Quando o cidadão optar por entregar a pé, deverá observar as mesmas regras.

Horários da Campanha

5 de junho (sexta-feira): das 8h30min às 11h30min e dás 13h30min às 17h

6 de junho (sábado): das 8h30mim às 15h

Materiais que serão arrecadados:

TV, Computador, Teclado, Mouse, Caixa de Som, Projetor,  DVD Player, Vídeo Cassete, Câmera Fotográfica, Webcam, Home Theather, Impressora, Mp3 Player,  Estabilizador, Vídeo-Game, Scanner, Controle Remoto,  Notebook, Ar Condicionado, Tablet, Geladeira, Modem, Fogão, Forno Elétrico, Roteador, Microondas, HD, Pen Drive, Secadora de Roupas, Celular, Fax, Telefone, Freezer, Carregador, Batedeira, Cabo Elétrico, Ferro de Passar, Placas Eletrônicas, Furadeira, Liquidificador, Secador de Cabelo, Ventilador, Maquinas de: Lavar Louça e Lavar Roupa.

Lembrando que os resíduos volumosos (como móveis, sofás e fogões) são recolhidos semanalmente através de agendamento pelo telefone/WhatsApp (54) 9 9609 7874.

Link para notícia no site Tua Rádio

Morre Dom Ercílio Simon, arcebispo emérito da Arquidiocese de Passo Fundo

Ele estava interndo

Faleceu, na manhã desta segunda-feira, 01/06, no Hospital São Vicente de Paulo, o arcebispo emérito da Arquidiocese de Passo Fundo, Dom Pedro Ercílio Simon. Aos 78 anos, Dom Ercílio lutava contra as complicações do Mal de Parkinson e do Mal de Alzheimer. Devido às restrições impostas pela pandemia do Covid-19, o velório será na Catedral Metropolitana das 12h até as 16h, seguida da Missa de Exéquias.

Como sacerdote natural de Ibiaçá, Dom Ercílio nasceu no dia 09 de setembro de 1941 e ingressou no Seminário aos 10 anos de idade, na primeira turma de seminaristas da recém formada Diocese de Passo Fundo. A ordenação presbiteral aconteceu junto com a do irmão, padre Irineo Simon, no dia 12 de dezembro de 1965. O lema escolhido revelava o seu pensamento a respeito do sacerdócio: “Sacerdote de Deus a serviços dos homens”.

Atuou, então, na Diocese de Erexim e, ainda, como Vigário Geral na Diocese de Passo Fundo e, também, como promotor vocacional, coordenador de pastoral e primeiro reitor do Seminário Nossa Senhora Aparecida. Também exerceu o presbitério na Catedral Nossa Senhora Aparecida, nas paróquias São Judas Tadeu, São Cristóvão e Sagrado Coração de Jesus.

Foi Dom Ercílio, também, que, em 1981, estava a frente da primeira Romaria Diocesana em honra à Nossa Senhora Aparecida. Em entrevista por ocasião dos 40 anos do Seminário, em 2017, o arcebispo contou que não imaginava que a devoção à padroeira do Brasil seria tão forte na Arquidiocese.

“Ninguém jamais poderia imaginar que como conseqüência da escolha do nome de Nossa Senhora Aparecida, surgiria o grande movimento em torno dessa devoção. Se alguém tivesse imaginado a afluência de tantas pessoas, certamente teríamos construído o prédio do Seminário pelo menos cem metros mais terreno adentro, para dar lugar a uma praça maior para receber a multidão de pessoas na Romaria. A Romaria tem um cunho devocional para o povo, mas nunca deverá perder o seu cunho vocacional para a juventude. Me parece que os caminhos de Deus sempre passam pelas mãos de Maria”, colocou, na época.

Bispo

Mais tarde, em dezembro de 1990, foi ordenado bispo com o lema “Em nome de Jesus” e atuou na Diocese de Cruz Alta, como bispo coadjutor, entre 1991 e 1995. De 1995 a 1998 foi bispo diocesano de Uruguaiana. No dia 17 de novembro de 1998 tomou posse como bispo coadjutor de Passo Fundo e no dia 19 de maio de 1999, substituiu Dom Urbano Allgayer e assumiu como bispo diocesano. Atuou, junto ao Regional Sul 3 da CNBB, como Secretário Geral de 2001 a 2004 e como Bispo Referencial para a Pastoral dos Migrantes. Com a elevação da Diocese de Passo Fundo à Arquidiocese, Dom Ercílio recebeu, no dia 29 de junho de 2011, do Papa Bento XVI, o distintivo de Arcebispo. Pouco mais de um ano depois, em 16 de setembro de 2012, tornou-se Arcebispo emérito em função dos seus problemas de saúde.

Pensamento

Em 2015, quando completou 50 anos de sacerdócio e 25 anos de bispo, disse, em entrevista ao Jornal Presença Arquidiocesana, sonhar com o futuro que surgia para ele, para a Igreja e para o mundo. “Em meu jubileu de ouro sacerdotal, mais do que olhar para trás no tempo, fico sonhando com os tempos futuros que o Senhor ainda prepara para mim. Sonho com a ‘nova criação’, com os ‘novos céus e novas terras’, como diz Isaías, com o mundo novo que vai surgir, onde Deus será o Senhor absoluto, a alegria eterna, a realizar plenamente meu coração de criatura”, destacou o arcebispo que, em todo o seu ministério batizou milhares de pessoas e somou mais de 100 mil crismas. “Gastei meu tempo de vida, dedicando minhas forças, minha saúde – que era boa, minha capacidade de amar, para que se realize o venha a nós o vosso reino”, ressaltou, na época.

“Um mundo de mais amor e mais fé”

Em seu livro, “Nossos padres, nossos heróis”, Dom Ercílio destacou a importância de olhar para o jovem. “Eu diria para que os jovens não tenham medo de avançar para águas mais profundas na doação a Cristo, à Igreja e aos irmãos”, destacou. “A vida passa de qualquer maneira e é tão bom sentir e saber que se soube usá-la para o bem, para Deus e para os irmãos, dando uma parcela de contribuição para um mundo de mais amor e mais fé”, colocou.

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria da Saúde promove ação para vacinar os caminhoneiros contra a gripe

Nesta segunda, das 9h às 16h, a classe será imunizada no posto Capoani

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vai promover, nesta segunda-feira (1º/06), uma ação de vacinação junto aos caminhoneiros. As equipes da pasta estarão no posto Capoani, na BR-116, Km 143, no bairro São Ciro, das 9h às 16h, para aplicar a vacina da gripe nos motoristas que ainda não tiverem recebido a dose. Segundo a Secretaria, o Ministério da Saúde incluiu os caminhoneiros como grupo prioritário neste ano, por conta da pandemia, porém eles são o público-alvo com menor taxa de imunização. 

Além das vacinas, uma equipe do Serviço Municipal de Infectologia (SMI) estará realizando testes para Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e profissionais da Vigilância Sanitária irão orientá-los sobre formas de higienização pessoal e das cabines dos caminhões, visando a prevenção contra o coronavírus. 

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também estará presente auxiliando na abordagem aos caminhoneiros.

Link para notícia no site Tua Rádio

Mais de cinco mil postos de trabalho são fechados em Caxias do Sul, no mês de abril

Conforme a coordenadora do Observatório do Trabalho da UCS, os setores mais impactados são comércio e serviços

O Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS) divulgou nesta sexta-feira (29) a Carta Mensal do Mercado de Trabalho Formal. Os dados são baseados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia e trazem o levantamento de admissões e demissões que ocorreram nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril de 2020.

Conforme a coordenadora do observatório e professora do curso de Economia da UCS, Lodonha Maria Portela Coimbra Soares, Caxias registrou saldo positivo de empregos nos dois primeiros meses do ano, mas a partir de março os efeitos da pandemia já ocasionaram mais desligamentos do que contratações. “Em março, as empresas deram férias mesmo para aqueles que não tinham direito, férias coletivas, home office, suspensão de contrato e flexibilização da jornada de trabalho achando que logo, logo íamos ter um resultado. Chegou em abril, a Covid aumentou no mundo inteiro, isolamento total, então, aqueles que estavam voltando das férias foram desligados”.

O mês de abril de 2020 representou o mês com maior desempenho negativo em Caxias do Sul de toda a série histórica, com 5,1 mil demissões. Os setores mais impactados foram o comércio, com 1.204 desligamentos e serviços, com 986 demissões. Segundo Lodonha, não há como fazer uma projeção precisa sobre os próximos meses, pois o desempenho da economia e oportunidades de emprego vão depender da evolução da pandemia. “A minha expectativa: eu acho que já chegamos lá no fundo, mas penso que a tendência é continuar negativo o saldo de empregos, porém com resultados melhores do que o mês de abril”. Ouça a entrevista completa AQUI.  

Veja o saldo de empregos em Caxias no primeiro quadrimestre:

Janeiro: 621 (vagas criadas)

Fevereiro: 2.070 (vagas criadas)

Março: 729 (vagas fechadas)

Abril: 5.098 (vagas fechadas)

Para acessar a Carta Mensal de Trabalho Formal clique AQUI. 

Link para notícia no site Tua Rádio

Funcionários de frigorífico com surto da Covid-19, em Caxias, e seus familiares são monitorados pela Secretaria da Saúde

Conselho Municipal da Saúde pode pedir interdição da empresa até que disseminação da doença seja controlada. JBS se manifestou por meio de nota e afirmou que todas as medidas de prevenção são adotadas em suas unidades.

A notícia do primeiro surto da Covid-19 em Caxias do Sul, confirmada pela Secretaria Municipal da Saúde na noite desta sexta-feira (29), acendeu o alerta para a importância do cumprimento do protocolo de contingência, monitoramento e testagem da população. O fato foi registrado no frigorífico da JBS, na unidade localizada em Ana Rech. Doze funcionários testaram positivo para a doença.

Conforme o secretário municipal da Saúde, Jorge Olavo Hahn Castro, a pasta já estava monitorando a empresa: “Vamos chamar eles para uma reunião, vamos apresentar o plano de contingência que eles já devem estar aplicando. Segunda-feira vamos ter a reunião para eles nos apresentarem esse plano”.

O titular da pasta ainda afirmou que será feito um monitoramento dos funcionários e dos seus familiares. “Vamos fazer o monitoramento como qualquer pessoa que testou positivo. Vai ser feito o acompanhamento desses familiares dos pacientes que testaram positivo, todos vão fazer o isolamento domiciliar e se mais alguém apresentar os sintomas vamos fazer o teste”. Durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, Castro disse que todos os funcionários do setor dos colaboradores que testaram positivo para Covid-19 também vão fazer o exame.  

Questionado sobre o seguimento do funcionamento da empresa mesmo com a constatação do surto, o secretário respondeu: “O plano de contingência deles já deve ter iniciado. E a Secretaria da Saúde não fecha empresa, quem fecha empresa é o Ministério Público e o Ministério do Trabalho”. Ouça a entrevista AQUI.

Nenhum dos funcionários que testou positivo se encontra em estado grave ou precisou de internação. Todos estão em isolamento domiciliar com quadro de saúde estável. Mas, o secretário da saúde afirmou que a pasta continuará fazendo o monitoramento.

Conselho Municipal da Saúde pode solicitar interdição do frigorífico até contenção da doença  

O presidente do Conselho Municipal da Saúde, Alexandre de Almeida Silva, disse em entrevista na Tua Rádio São Francisco que o órgão deve encaminhar uma resolução para o Ministério do Trabalho e Tribunal Regional do Trabalho, para pedir a interdição da empresa até que ela consiga colocar em prática um plano para evitar a disseminação do coronavírus dentro da fábrica. “A empresa está em inspeção há meses já e se comprova que ela não está conseguindo, de forma concreta, combater a Covid-19 dentro da própria empresa. Então o Conselho aguarda agora a Mesa Diretora para encaminhar uma resolução para o Ministério Público e órgãos competentes, que tenham como intervir na empresa até que ela consiga conter a doença”. O presidente do Conselho também afirmou que a entidade vai solicitar que o frigorífico se responsabilize pela testagem dos seus funcionários e familiares. Ouça a entrevista AQUI. 

JBS declara que aplica plano para prevenir Covid-19   

Procurada pela reportagem, a empresa JBS se manifestou por meio de nota e afirmou que já possui um plano de contingência para o coronavírus:

A JBS informa que desde o início da pandemia no Brasil tem se pautado pelo absoluto foco na saúde, segurança e proteção dos seus mais de 130 mil colaboradores para o enfrentamento à Covid-19 em todas suas unidades.

Tão logo teve a confirmação do primeiro caso de Covid-19 em sua planta de Ana Rech (RS), a empresa seguiu com todas as medidas previstas em seu protocolo – afastando todos os casos com indicação médica e monitorando 100% dos demais colaboradores. Entre as medidas previstas também estão a desinfecção geral da unidade.

A Companhia vem atuando em conjunto com as autoridades públicas e suas ações seguem as recomendações dos órgãos de saúde e também do protocolo dos Ministérios da Saúde, Agricultura e Economia. A JBS contratou especialistas do Hospital Albert Einstein e de médicos infectologistas para apoiar na construção das medidas de prevenção e na proteção aos seus colaboradores – saiba mais no link: https://jbs.com.br/comunicacao/covid-19-principais-medidas-de-protecao/  

Link para notícia no site Tua Rádio

Galeria Antonio Giacomin promove bazar com mais de 600 obras do artista

Parte das vendas será revertida para o projeto Arco-íris, que auxilia o Hospital Geral, Hospital Virvi Ramos e Lar da Velhice em Caxias do Sul

 

>O público poderá visitar a galeria para conferir de perto e adquirir com descontos de até 60% as aquarelas. São mais de 600 obras selecionadas de trabalhos de diferentes fases e temáticas, todas com a assinatura do aquarelista caxiense que, em 2020, celebra quatro décadas de carreira.

>A espaço, localizado no bairro Pio X, é ponto exclusivo de comercialização das obras de Giacomin na cidade e a negociação das telas é feita diretamente entre o cliente e a manager do artista, Caroline Lovato. Parte das vendas, 10% do valor, será revertida ao projeto o projeto Arco-íris, lançado por mulheres caxienses neste período de pandemia mundial, e que auxilia o Hospital Geral, Hospital Virvi Ramos e Lar da Velhice em Caxias do Sul.

>Devido às normas de distanciamento social, por causa do Covid-19, é necessário agendar horário para visitação. O bazar de arte acontece de segunda a sábado na&nbsp Galeria e Atelier Antonio Giacomin, localizada na Rua João Adami, 289, bairro Pio X, em Caxias do Sul, de segunda a sexta, das 8h às 18h, aos sábados, das 9h ao meio-dia. Os valores especiais permanecem enquanto durarem os estoques.

>Caroline falou sobre o assunto em entrevista ao programa Temática na manhã deste sábado. Confira na íntegra.

> 

> 

A saber: Antonio nbsp;Giacomin&nbsp é artista visual nascido em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, com uma trajetória de quase quatro décadas no universo da pintura. Reconhecido nacional e internacionalmente como um dos principais nomes na produção de aquarelas, já teve trabalhos expostos em mostras e eventos em diversos países do mundo. Além da produção artística que o caracteriza e diferencia, Giacomin desenvolve workshops, oficinas criativas e palestras, atendendo também a compromissos de cunho artístico em diversos eventos no exterior. Atualmente, mantém um estúdio em Caxias do Sul.

  > 

> 

Link para notícia no site Tua Rádio

Samae orienta população para o uso consciente de água

Diretor-presidente do Samae, Ângelo Alberto Barcarolo destaca que, se não houver uso consciente da água e se não chover nos próximos três meses, o Município poderá adotar medidas de racionamento de água.

Desde dezembro de 2019 o Estado do Rio Grande do Sul está vivenciando tempos de pouca chuva. Alguns municípios gaúchos estão sofrendo de estiagem no abastecimento de água para a população, para a criação de animais e irrigação de plantios.

Conforme estudos técnicos realizados pela Divisão de Recursos Hídricos do SAMAE, a previsão meteorológica para os próximos três meses será de chuvas pontuais. Ou seja, o volume de chuva que adentrar nos reservatórios serão relevantes, porém não serão suficientes para atingir o nível de 100% das represas do Município.

Em entrevista ao programa Temática da Tua Rádio São Francisco, o diretor-presidente do Samae, Ângelo Alberto Barcarolo destaca que, se não houver uso consciente da água e se não chover nos próximos três meses, o Município poderá adotar medidas de racionamento de água.

Ouça AQUI a entrevista completa.

Outra informação relevante é que este inverno será marcado pelo fenômeno La Niña que corresponde a temperaturas baixas e pouca chuva, baseado nos estudos da Sala de Situação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do estado do Rio Grande do Sul. 

O Samae tem intensificado sua campanha de conscientização permanente, solicitando à comunidade o uso racional de água. A autarquia está veiculando o alerta nas redes sociais, destacando a importância das medidas básicas de economia, entre elas evitar o banho demorado, fechar a torneira para ensaboar a louça, não lavar carro ou calçada com mangueira, além de outros cuidados. O consumo sem desperdícios deve ser permanente e não somente em períodos de estiagem. 

Link para notícia no site Tua Rádio

Iniciativa do STIA valoriza trabalho de profissionais da saúde

Entidade fez a entrega de flores em unidades de saúde e hospitais

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Marau, representado pelos dirigentes Alcemir Pradegan (Costela), Erenilde Tessaro, Clerice Bertozzo e pela secretária Caciana Zanchin, estiveram entregando rosas em todos os postos de saúde e nos hospitais da cidade. Segundo o presidente, a iniciativa representa o agradecimento da entidade pelos serviços prestados pelos profissionais da saúde que, nesse momento de pandemia, tanto se esforçam em favor da população.
As rosas foram entregues a um responsável de cada unidade que se repsonsabilizou pela distribuição das flores aos funcionários.
“Aproveitando o momento, o Sindicato da Alimentação agradece e parabeniza a todos os profissionais da saúde pela sua importante função diante a sociedade, agradecemos imensamente pelo carinho com que cuidam de nossos familiares, associados e todos aqueles que necessitam de atendimentos. Muitos dos colaboradores das indústrias da alimentação estão recuperados da Covid-19 graças ao trabalhos desses profissionais”, salienta Costela. “São nos pequenos gestos que mostramos quão grandes somos”, destaca o presidente.

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria de Urbanismo fecha dois bares e festa clandestina

Pessoas foram autuadas por não usarem máscara.

Na noite desta sexta-feira (29) e madrugada de sábado (30), fiscais da Secretaria do Urbanismo (SMU) fecharam dois bares que desrespeitaram dos decretos de combate ao coronavírus. A fiscalização também terminou com uma festa clandestina em loteamento no Distrito Industrial. Cerca de 80 pessoas estavam no local. O trabalho contou com apoio da Guarda Municipal e Brigada Militar.

Link para notícia no site Tua Rádio

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é prorrogada

Ministério da Saúde estende prazo até 30/06

O Ministério da Saúde anunciou na sexta-feira, 29/05, a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe para até 30/06, em todo o país. Os estados que ainda não atingiram a meta de vacinar 90% dos grupos prioritários contra a Influenza (H1N1, H3N2 e Influenza B) poderão continuar imunizando a população. No Rio Grande do Sul, a cobertura vacinal foi de 66,42% da população estimada de 5.069.591, com 3.367.042 doses aplicadas em todos os grupos prioritários.

Em Marau, a meta entre idosos e profissionais da saúde foi atingida. Entre gestantes e adultos na faixa etária de 55 a 59 anos, 50% da meta foi cumprida. Demais dados e detalhes serão apresentados pela Secretaria de Saúde, através da enfermeira Rejane Albrecht, que concede entrevista à Tua Rádio Alvorada, segunda-feira, 01/06, no programa Temática. Quem faz parte do grupo prioritário e ainda não se imunizou pode procurar a ESF. Não falta vacina no município.

Dados parciais do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações demonstram que, no Rio Grande do Sul foram vacinadas até 25/05,  48.059.096 pessoas de um total de 77.728.419 de pessoas, com alcance de uma cobertura vacinal de 61,83%.

Em todo o Brasil a meta de cobertura vacinal (90%) foi alcançada para os grupos das pessoas com 60 anos ou mais (113,3%) e trabalhadores da saúde (103,01%). Não foi alcançada para os outros grupos prioritários.

A vacinação contra influenza tem por objetivo a redução do número de complicações, internações e índice de mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da gripe, nos grupos-alvo definidos, em especial frente a situação que o país enfrenta com a pandemia de coronavírus.

Recomenda-se que as doses existentes nos municípios devem continuar sendo destinadas aos grupos prioritários já elencados:

– pessoas de 60 anos ou mais
– trabalhadores da saúde
– profissionais das forças de segurança e salvamento
– pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
– adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
– população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
– caminhoneiros
– motoristas e cobradores de transporte coletivo
– portuários
– povos indígenas
– crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade
– pessoas com deficiência, gestantes e puérperas até 45 dias
– adultos de 55 a 59 anos de idade
– professores das escolas públicas e privadas

Link para notícia no site Tua Rádio

Governo do Estado anuncia primeiras mudanças no secretariado

Alterações no primeiro escalão do Executivo envolvem três pastas

O Governo do Estado promove a primeira reforma administrativa no secretariado desde o início da gestão de Eduardo Leite.

A secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, deixa o comando da pasta e será indicada para ocupar uma das diretorias do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Como o Rio Grande do Sul será o próximo Estado a exercer a presidência rotativa da instituição, Leany será presidente e irá se tornar a primeira mulher à frente do banco. Uma das idealizadoras do modelo de Distanciamento Controlado adotado pelo Rio Grande Sul para enfrentar a pandemia da Covid-19, Leany seguirá na coordenação do Comitê de Dados e participando do Gabinete de Crise que gerencia as ações contra a doença, ocupando um cargo de assessoria do Gabinete do Governador até a aprovação do seu nome para a diretoria do banco.

A Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e a Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE) serão integradas. A nova pasta terá a condução de Claudio Gastal, atual secretário da SGGE. No comando da SGGE, Gastal já vinha liderando ações de gestão para o enfrentamento da pandemia, além de coordenar o processo de Monitoramento Estratégico, o movimento de governo digital do Executivo e o Descomplica RS, projeto de desburocratização e estímulo ao empreendedorismo no Estado.

Outra mudança ocorre na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), que será exercida por Rodrigo Lorenzoni, no lugar de Rubens Bender, que a ocupava interinamente. O novo secretário assume com o compromisso de intensificar o planejamento das estratégias de promoção de desenvolvimento no Estado e também terá a tarefa de preparar a separação das áreas de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

A terceira mudança envolve a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH). Catarina Paladini deixa o cargo a seu pedido. Ele vai se dedicar às eleições de 2020. Quem assume a pasta é Mauro Luciano Hauschild, procurador federal e ex-presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O governador ressaltou a contribuição dada por Paladini na condução da pasta nos primeiros 17 meses de gestão. “Agradeço o olhar sensível e o empenho no desenvolvimento de todas as políticas da pasta”, disse Leite, ao se referir a Paladini.

Informações: Secom

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias tem primeiro surto de coronavírus

Doze funcionários de frigorífico contraíram a covid-19

Na noite desta sexta-feira (29), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou o primeiro surto de coronavírus em Caxias do Sul. Doze trabalhadores de um frigorífico, localizado em Ana Rech, contraíram a covid-19.

Na segunda-feira (01), o diretor da empresa se reunirá com a SMS para apresentar um Plano de Contingência, como está determinado no decreto municipal.

Os frigoríficos de Caxias estão sendo monitorados desde o dia 23 de março.

Este não é o primeiro surto de coronavírus em frigoríficos do Rio Grande do Sul. Há registros nas cidades de Passo Fundo, Marau, Garibaldi, Lajeado, Carlos Barbosa, Encantado e Tapejara.   

Link para notícia no site Tua Rádio

Médico orienta pacientes que sofrem com dores de cabeça

Fique atento pois uso frequente de analgésico pode causar tolerância

A dor de cabeça que reaparece de tempos em tempos pode ter causas muito específicas. A informação é do médico neurocirurgião Vanderson Rodrigo Araújo. O profissional, que é formado em Medicina pela Universidade de Passo Fundo e atua no Hospital Cristo Redentor de Marau explica que a cefaleia – conhecida popularmente como dor de cabeça, é um sintoma muito comum e chaga a atingir cerca de 90% da população adulta.

De acordo com ele, trata-se de uma doença séria, com impacto físico, social e econômico relevante. Porém, a ideia de que as cefaleias crônicas não têm tratamento está errada. O médico explia que é possível se oferecer melhor qualidade de vida para os doentes que sofrem com esse mal.

As cefaleias podem ser primárias, quando não estão relacionadas a nenhuma outra doença (como no caso da enxaqueca e da cefaleia do tipo tensional), ou secundárias, quando relacionadas a determinadas doenças (como sinusites, meningites, hemorragias e tumores cerebrais). A cefaleia tensional é a mais frequente entre a população geral, sendo comumente bilateral e em peso. Não é tão intensa quanto a enxaqueca, porém pode prejudicar a rotina das pessoas da mesma maneira.

Araújo revela que a enxaqueca afeta 20% das mulheres e 8% dos homens, apresentando-se como crises de dor de cabeça, em geral latejante, afetando mais comumente somente um lado da cabeça e associadas a alterações visuais, náuseas, vômitos, intolerância a luz e a sons. Os fatores desencadeantes mais comuns das crises são alimentos, bebidas alcoólicas, privação de sono e tensão emocional.

O uso frequente de analgésico pode causar tolerância, dependência e pode provocar síndrome de abstinência. Alguns tipos de cefaleia crônica são associados a dependência do paciente a analgésicos comuns, como aspirina, paracetamol e anti-inflamatórios. O profissional reforça que dores de cabeça que iniciaram recentemente, associada à febre, traumatismos cranianos, durante a realização de atividade física ou que não melhoram com tratamento analgésico convencional, exigem uma atenção maior e uma consulta com médico.

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia está em vias de identificar o carro que atropelou um andarilho na ERS 324

Motorista é orientado a se apresentar, com advogado, até a manhã da segunda-feira, 01/06

Um atropelamento ocorrido na ERS 324, no final da tarde desta sexta-feira, 29/05, deixou uma vítima fatal. O acidente aconteceu nas proximidades do quartel da unidade norte do Corpo de Bombeiros de Marau, na saída para Passo Fundo. A vítima é um homem idoso, que não teve a identidade e nem a idade revelada até o momento. Populares informaram que trata-se de um andarilho, que com frequência é visto na região.

Para a Tua Rádio Alvorada, o Delegado Norberto Rodrigues revelou que a Polícia Civil já está em vias de identificar o automóvel que atropelou o andarilho. Há câmeras de videomonitoramento no local. O motorista que conduzia o carro, tem prazo até a manhã da segunda-feira, 01/06, para se apresentar, acompanhado de advogado, na Delegacia de Marau. Caso isso não ocorra, os policiais devem cumprir mandado contra o mesmo.

O trânsito ficou lento no local do acidente e foi orientado por policiais da Brigada Militar de Marau, até a chegada da Polícia Rodoviária. O final da tarde normalmente é horário de grande fluxo de veículos na rodovia. Corpo de Bombeiros, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Estadual e Polícia Civil atuaram na ocorrência.

Link para notícia no site Tua Rádio

Duas funcionárias de casas asilares de Caxias do Sul testam positivo para Covid-19

Profissionais se encontram em isolamento domiciliar e estão assintomáticas. A diretora das Vigilâncias em Saúde do Município garante que não há risco de contágio nos espaços

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirmou nesta semana que duas funcionárias de casas asilares de Caxias do Sul contraíram o novo coronavírus (Covid-19). As profissionais se encontram em isolamento domiciliar e assintomáticas.  O balanço da pasta ainda mostra que, até o momento, 835 pessoas realizaram os testes rápidos, entre idosos e funcionários, em 26 asilos da cidade. A ação faz parte de um plano de testagem em massa para evitar o contágio da doença nesses locais.

Em entrevista à Tua Rádio São Francisco, a diretora das Vigilâncias em Saúde do Município, Andrea Dal Bó, afirma que as duas colaboradoras recebem um acompanhamento do setor. O intuito é monitorar a situação das pacientes durante 14 dias. Se elas deixarem de apresentar os sintomas da Covid-19 ao final da data, são consideradas curadas. Ela ainda reforça que foi realizado um trabalho de orientação para que os profissionais das casas asilares atentem às manifestações do coronavírus.

“Ampliamos mais as questões nos idosos. Eles podem ter sintomas atípicos, como não ter febre, mas ter só um rebaixamento do nível de consciência, uma diminuição do apetite e diarreia. Isso foi reforçado nos asilos.”, completa a diretora.

Sobre o risco de contágio nos espaços, Dal Bó ressalta que, até o momento, não há possibilidade desse cenário.

“Até agora, não registramos nada de difusão do vírus. Esses profissionais foram assintomáticos e, quando passam pelos testes rápidos, já possuem imunidade contra a doença, dificilmente há uma disseminação do coronavírus. Então, realmente, os idosos não contrairão por conta das duas profissionais”, completa.

Ela ainda confirmou que apenas todos os idosos realizam o exame. Conforme Dal Bó, as casas asilares tem a responsabilidade de selecionar quais profissionais fazem a apuração. A garantia é que a maioria do quadro funcional efetuou o teste.

“Ficou a critério da casa asilar chamar todos os funcionários ou apenas aqueles que tivessem no momento que a equipe do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) foi fazer a ação.” relata.

Caso algum empregado nos asilos apresente sintomas gripais ou respiratórios, Dal Bó destaca que ele possui o direito de fazer o teste RT-PCR, considerado o padrão-ouro no diagnóstico da doença, uma vez que identifica se o vírus está ativo no paciente, por meio da detecção do RNA dele na amostra da pessoa. Ela diz que o profissional pode procurar a UPA Central, se identificar como alguém da área da saúde e ter acesso ao exame.

Ao todo, aproximadamente 705 idosos estão distribuídos em 30 asilos na cidade. Para acabar a testagem em massa, a pasta municipal da saúde deve passar em mais quatro casas asilares. A ideia é que, após o término da ação, sejam disponibilizados mensalmente testes rápidos para os colaboradores e idosos dos espaços.

Clique na aba “Ouvir Notícia” e confira a entrevista completa feita pelo repórteres Isadora Martins e Rodrigo Fischer.

Link para notícia no site Tua Rádio

Caxias do Sul registra dez casos da Covid-19 nas últimas 24 horas

Total no município subiu para 166

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul informou na noite desta sexta-feira (29) que o município conta com 166 notificados de coronavírus. Destes, 58 permanecem ativos, pois, 108 pessoas são consideradas curadas da Covid-19. Nas últimas 24 horas foram dez novos casos. Cinco homens de 29, 33, 37, 44 e 52 anos e de cinco mulheres de 22, 29, 34, 44 e 47 anos.

O boletim epidemiológico também aponta que 47 pessoas estão em isolamento domiciliar, cinco em enfermaria e duas internadas em UTI. Também há 39 aguardando resultado dos exames e 4.747 testes deram negativos (com 2 mil testes realizados pela UFPel) para Covid-19. Permanece o registro de quatro mortes ocasionadas pela doença.

Dos 166 casos confirmados, 64 são homens, entre 15 e 79 anos, e 102 mulheres, entre 20 e 96 anos. No total, 56 são profissionais de saúde e dois profissionais da segurança. Além disso, o Município tem 1.393 pessoas que procuraram atendimento médico por síndrome gripal, mas que não foram testadas, pois não se enquadravam nos critérios do Ministério da Saúde.

Ocupação leitos

A ocupação de leitos de UTI no município também registrou aumento. No sistema público 40 leitos de UTI estão ocupados, ou seja, 90% da capacidade total. (18 no Hospital Geral, 18 no Hospital Pompeia e 4 no Hospital Virvi Ramos).Os cinco novos leitos do Virvi ainda aguardam a portaria de habilitação do Ministério da Saúde para entrar em funcionamento.

Já na rede particular de saúde 47 leitos de UTI estão em utilização, o que equivale a 71% do total. (18 na Unimed, 9 no Círculo, 6 no Saúde, 10 no Pompeia e 4 no Virvi Ramos).

A Secretaria da Saúde também destaca que nove pessoas que foram diagnosticadas com Covid-19 e mais cinco casos suspeitos estão internados na cidade, em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Dos confirmados, apenas dois são de Caxias do Sul e dos suspeitos, três são do município. Os outros pacientes são moradores de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa.

Para mais informações, acesse https://covid.caxias.rs.gov.br

Link para notícia no site Tua Rádio

Verba que Caxias vai receber do Governo Federal não cobrirá déficit causado pela pandemia, afirma secretário de Gestão e Finanças

Conforme Paulo Dahmer, o Município receberá R$ 66 milhões do auxílio emergencial enquanto a perda na arrecadação já chega a R$ 89,5 milhões

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, nesta semana, a lei que prevê o repasse de R$ 60 bilhões a estados e municípios. A verba se trata de um auxílio emergencial para os entes federativos que passam por dificuldades econômicas, agravadas pela pandemia do novo coronavírus.

A previsão é que Caxias do Sul receba R$ 66.559.252,15 (sessenta e seis milhões, quinhentos e cinquenta e nove mil, duzentos e cinquenta e dois reais e quinze centavos) desse montante. Do total, R$ 7.399.721,23 devem ser investidos nas áreas da Saúde e Assistência Social, como prevê o projeto. O restante (R$ 59.159.530,92) são os chamados recursos livres, que podem ser destinados para folhas de pagamento, contratos e outras despesas fixas do município.

Porém, durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, o secretário municipal de Gestão e Finanças, Paulo Dahmer, salientou que o valor não será suficiente para compensar a perda na arrecadação que Caxias teve devido à pandemia: “Nós temos uma queda na arrecadação na ordem de R$ 89,5 milhões e estamos recebendo esse repasse do governo Federal na ordem de R$ 66 milhões. Então estamos aumentando nosso déficit, que já era grande, na ordem de R$ 34 milhões”.

Conforme Dahmer, as principais receitas que tiveram redução foram ICMS, ISS e ITBI. Com isso, a projeção é que Caxias encerre o ano com um rombo de R$ 130 milhões nos cofres públicos.

Em uma tentativa de amenizar os efeitos econômicos da pandemia, Dahmer afirmou que o Município vai continuar com a política de corte de gastos, suspendendo contratações, proibindo realização de horas extras (exceto nos serviços essenciais) e suspendendo o pagamento de licença prêmio. Ouça a entrevista completa AQUI.

Link para notícia no site Tua Rádio

Secretaria da Cultura do Estado confirma edital do FAC Emergencial no valor de R$ 3 milhões

Serão selecionados 1.940 projetos de pessoas físicas, que terão cadastro facilitado com a meta de implementar seus projetos em até 60 dias

Com um orçamento de R$ 3 milhões, prevendo contemplar 1.940 projetos com um valor de R$ 1,5 mil para cada um, o edital do FAC Emergencial, também chamado de FAC Digital, da Secretaria da Cultura do Rio Grande do Sul foi confirmado nesta sexta-feira (29) pela secretária Beatriz Araujo em entrevista ao programa Café & Cultura.

As inscrições deverão ser feitas no site da secretaria e da Feevale, parceira da Sedac nesta ação emergencial que contempla a comunidade cultural gaúcha em tempos de Pandemia. A novidade é que o edital é direcionado a pessoas físicas – artistas, técnicos, produtores, enfim, todos os agentes da cadeia produtiva da cultura -, com um cadastro simplificado, com 70% do orçamento direcionado ao Interior do Estado.
Para dar agilidade à implementação e execução deste FAC Digital, haverá um prazo de dez dias de divulgação, dez dias de inscrições, dez dias de seleção. Depois disso, há um prazo de 30 dias para a contratação dos projetos e 60 dias para os selecionados comprovarem a execução do projeto. Outro diferencial é que a seleção se dará por ordem de inscrição no edital.

“A seleção dos projetos não terá uma contagem de pontos, vai ser por ordem de inscrição. Porque nós queremos colocar o máximo de trabalhadores da cultura fazendo, desenvolvendo a sua atividade e com remuneração. Como a gente está dizendo, é um FAC emergencial, nosso desejo é fazer com que as pessoas possam fazer suas atividades de uma forma alternativa e colocar esses R$ 3 milhões nas mãos de quem faz cultura no Rio Grande do Sul”, disse Beatriz.

Na entrevista a secretária Beatriz Araújo também destacou o incremento do acesso a projetos digitais através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, o chamamento público para empresas dispostas à renúncia do ICMS RS para o Fundo de Apoio à Cultura, com destaque para o FAC das Artes, que começa a ser discutido com os colegiados setoriais já na próxima semana, bem como da ótima expectativa da injeção novos aportes financeiros através da Lei 1075/2020, a Lei Aldir Blanc, aprovada no Câmara nessa semana.

Confira a íntegra da entrevista AQUI.

Link para notícia no site Tua Rádio

Vestibular de Inverno da UCS será online

Novidade vale para bacharelado, licenciatura e tecnologia. Única exceção será medicina.

Se adaptando ao momento da pandemia do coronavírus, a Universidade de Caxias do Sul (UCS) adaptou o Vestibular de Inverno deste ano. A seleção, que está com inscrições abertas, será feita de maneira online, por redação. As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de junho, no site ucs.br. A prova será dia 28.

A única exceção será o curso de medicina. A seleção será feita exclusivamente por meio das notas do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected] ou pelo (54) 99931-3441.

Sobre o Vestibular de Verão, a UCS planeja fazer no formato tradicional. A coordenadora do vestibular, Valneide Azpiroz, falou sobre a novidade.

Link para notícia no site Tua Rádio

Jovens enfrentam desafios no cenário atual

O momento de crise atual é especialmente desafiador para os jovens. O desemprego entre as pessoas de 18 a 24 está em 27,1%, acima do dobro da média geral. A tendência desse cenário é de piora com a situação de pandemia. Contudo, eles são essenciais para a inovação nas empresas e o crescimento do país.

Em entrevista ao programa No Ponto desta sexta-feira, 29-05, o presidente da Associação Brasileira de Estágios, Seme Arone Júnior, ressalta que está previsto na medida proviória 927/2020, no artigo 5º que fica permitida a adoção do regime de teletrabalho, trabalho remoto ou trabalho a distãncia para estagiários e aprendizes, nos termos do disposto neste caítulo. 

Para Seme, este é o momento do jovem se qualificar para o pós pandemia.

Acompanhe, em áudio, a entevista no link acima

Link para notícia no site Tua Rádio

Em Vila Maria, leituras do consumo de água seguem suspensas

Previsão é que a leitura seja retomada em 30 dias

As leituras mensais do consumo de água não estão sendo realizadas neste período de pandemia. Em seu lugar é realizada uma média, considerando o consumo de água dos três primeiros meses do ano. A atitude busca evitar oportunidades de contágio com a COVID-19, que podem surgir na interação entre funcionários e pessoas da comunidade.

Conforme o Secretário Delonei Perin, que coordena a pasta de Governo e Administração, o sistema de média está sendo utilizado para cobrança das contas de água com vencimento a partir de 30 de abril. Este modelo, diz o secretário, segue por mais um mês, com a expectativa de que a situação se normalize e permita retomar as leituras em julho.

Com a utilização da média, pode haver uma diferença entre o que foi consumido e o que foi pago, para mais ou para menos, nos meses em que foi adotado este sistema. Por isso se fala em compensação posterior. As contas que venceram a partir de 31/03 e que não tiveram o pagamento efetuado estão prorrogadas para 30/06 e não serão corrigidas. Já os pagamentos anteriores a esta data e estão em atraso constituem débito com a Prefeitura.

Link para notícia no site Tua Rádio

FABE promove mudanças na pós-graduação e oferece novas opções para cursos de extensão

Inscrições devem ser feitas pelo site da instituição

Em entrevista à Tua Rádio Alvorada, o vice-diretor da FABE Leonardo De Cesaro, e o professor e da instituição, Neimar Perin, reafirmaram a continuidade das atividades da faculdade que oferece novos cursos de extensão e implantou mudanças para facilitar a formação no ensino de pós-graduação.

“A partir de agora, nossas pós serão modulares”, destaca o vice-diretor. Leonardo explica que as aulas para a pós-graduação tem início previsto para 31/08 e que, com as alterações da grade curricular, as disciplinas serão oferecidas, continuamente, a cada três semestres. “Além disso, será possível o  aproveitamento modular, caso haja disciplinas em comum entre diferentes cursos”, ressalta o professor.

Ouça a entrevista na íntegra clicando no player de áudio

Com relação aos cursos de extensão, por conta do enfrentamento à pandemia da covid-19 e consequente suspensão das aulas, os encontros passaram a ser virtuais. No mês de junho ocorre o terceiro módulo do Curso de Extensão em Direito Eleitoral e Processo Eleitoral Aplicados. As inscrições estão abertas para o curso com aulas online ao vivo, nos dias 19 e 20/06. A capacitação é destinada para advogados, contadores, assessores partidários e parlamentares, candidatos, magistrados, Promotores de Justiça, servidores da Justiça Eleitoral, acadêmicos de Direito, pessoas com atuação perante a Justiça Eleitoral e responsáveis pela organização da campanha eleitoral e dos Partidos Políticos. No mês de abril a FABE ofereceu dois módulos, também com temáticas baseadas em Resoluções do Tribunal Superior Eleitoral – TSE para as Eleições Municipais de 2020.

Também estão abertas, as inscrições para as aulas do curso Transforme seu Negócio. Os interessados já podem fazer a inscrição no www.fabemarau.edu.br, sendo que as vagas são limitadas. O curso online ocorre em três encontros, nos dias 15, 22 e 29 de junho.

As inscrições devem ser realizadas através do site http://www.fabemarau.edu.br/. NO canto inferior da tela, a página oferece link para contato via WhatsApp. Informações podem ser obtidas também pelo fone 3342 8301.

Link para notícia no site Tua Rádio

RGE terá que esclarecer sobre possíveis cobranças abusivas durante a pandemia, em Caxias do Sul

Pedido foi realizado pelo Procon da cidade nesta sexta-feira (29/05)

O Procon de Caxias do Sul convocou nesta sexta-feira (29/05) a empresa Rio Grande Energia (RGE) para prestar esclarecimentos sobre possíveis cobranças abusivas, em meio à pandemia do novo coronavírus. A solicitação surgiu devido a reclamações de clientes para o órgão de fiscalização, que relataram valores exigidos fora da realidade de consumo das famílias.

O coordenador do Procon, Dagoberto Machado dos Santos, se posicionou contra as atitudes da empresa. “Estamos preocupados com essa abusividade que está acontecendo nas contas de energia elétrica das casas dos cidadãos caxienses. A RGE não pode se valer unilateralmente da situação e elevar as contas de energia em meio a uma pandemia, em que a população está fragilizada emocional e economicamente” ressalta.

A RGE possui cinco dias para responder aos questionamentos a respeito do modo de leitura e cálculo de consumo adotado pela empresa durante a pandemia. A empresa ainda falará sobre quais medidas tomará para resolver a situação das prováveis altas faturas e como vai ressarcir os consumidores que se sentiram lesados.

Para denúncias, dúvidas e reclamações à distância: www.caxias.rs.gov.br/procon, telefone 151 ou WhatsApp: (54) 99929.8190.

Link para notícia no site Tua Rádio

Polícia Rodoviária Federal apreende quase uma tonelada de maconha em Caxias

Carga estava num caminhão de mudanças que transitava pela BR 116.

Por meio do trabalho do setor de inteligência da Polícia Rodoviária Federal (PRF), agentes abordaram um caminhão de mudança, na manhã desta sexta-feira (29), que passava pela unidade operacional em Caxias do Sul, localizada na BR 116.

O veículo, com placas de Sarandi (RS), estava carregado com caixas de madeira. Foi utilizado o Grupo de Operação com Cães da PRF, que localizou no interior do baú vários tijolos de maconha. O motorista foi preso por tráfico de drogas. O peso total da carga chega próximo a uma tonelada. O carregamento seria levado para o Vale dos Sinos.

Link para notícia no site Tua Rádio

Ao receber delegada Nadine em Marau, prefeito Iura entrega ofício e solicita reforço policial para o município

Delgada da Polícia Civil do Rio Grande do Sul visitou obra da nova delegacia de Marau

Durante visita realizada na manhã desta sexta-feira, 29/05, à obra da nova delegacia de Marau, a delegada Nadine Anflor, chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, recebeu do prefeito Iura Kurtz, ofício que solicita reforço para o efetivo marauense. A resposta da delegada é animadora. Atualmente, a academia forma 322 policiais, entre eles 55 delegados e os demais, agentes de polícia, que devem iniciar trabalhos em órgãos policiais nos próximos meses. “Precisamos lembrar, claro, que temos hoje 586 órgãos e seria necessário muito mais, além dos 322 em formação para dar cobertura total. Mesmo assim, se não nessa turma, nas duas outras que serão formadas, buscaremos contemplar Marau. O prefeito Iura é um grande parceiro e a segurança pública melhora quando há uma boa relação entre a Polícia Civil com as administrações públicas” destaca a delegada.

Em coletiva concedida aos veículos de comunicação de Marau que acompanharam a visita, Nadine Anflor destacou que o aparelhamento da Polícia Civil segue sendo uma prioridade. O novo prédio, em Marau, terá espaço específico para atendimento à mulher, um dos grandes focos de atenção, hoje, da Polícia Civil. Em primeira mão, a delegada afirmou que, com a nova obra, Marau passará a disponibilizar um canal de inteligência que integra o trabalho da Polícia Civil de todo o estado através de inquérito eletrônico. Em dois meses o serviço deve estar em vigência no Rio Grane do Sul. “É mais uma forma de acolhimento às mulheres, integrado ao Judiciário. Até porque só para se ter uma ideia, só no mês de abril, registramos dez feminicídios no RS e nenhuma das vítimas tinha registrado ocorrência”, destacou Nadine.

A nova Delegacia de Polícia de Marau é uma das maiores e mais modernas do estado. Tem estrutura com 41 salas, entre elas celas, cartórios de investigação e de apoio a mulher, registro de ocorrências e interrogatórios. O edifício terá subsolo, térreo e andar superior com 1.461,52m² de área construída e está localizado na Rua Alberto Zanata, nas proximidades do Fórum.

Lideranças da região acompanharam a visita da delegada à obra. Estiveram presentes, os deputados marauenses, Vilmar Zanchin e Sérgio Turra, o deputado Dirceu Franciscon, promotor de Marau Bruno Bonamente, agentes da polícia civil, vereadores e o delegado regional, Adroaldo Schenckel.

Link para notícia no site Tua Rádio